Da exemplar legislação brasileira sobre refeições escolares

O governo brasileiro introduziu legislação para melhorar o sistema alimentar, evitando assim ceder às pressões dos lobbies das grandes multinacionais. Este novo quadro legislativo vem introduzir uma série de respostas à pressão que os produtos alimentares ultra-processados fabricados pelas multinacionais exercem sobre o setor alimentar local. A consequência desta cedência tem sido no Ocidente um aumento explosivo da epidemia da obesidade e de várias doenças crónicas, criando uma grande pressão financeira sobre os sistemas públicos de saúde, reduzindo a qualidade e duração de vida de milhões de cidadãos e até a identidade cultural de nações inteiras.

No Brasil, todas as crianças que frequentem a escola têm direito a uma refeição, e pelo menos setenta por cento dessa refeição tem que ser constituída por produtos frescos ou de processamento mínimo. Trinta por cento dessa refeição tem que ter origem na produção local, numa medida para estimular a soberania alimentar das regiões onde estão inseridas as escolas.

Eis um tipo de legislação que poderia ser também introduzido em Portugal, melhorando aquilo que já existe, defendendo os direitos das crianças (que tanto têm sofrido com o recuo sistemático do Estado Social) e promovendo simultaneamente as economias locais, estimulando o desenvolvimento do setor agrícola e dissuadindo as importações de produtos ultra-processados, pouco saudáveis e que, além do mais, contribuem também para o défice da nossa balança de pagamentos.

Fonte:
http://www.seeddaily.com/reports/Brazil_has_laws_that_protect_against_Big_Food_and_Big_Snack_999.html

Anúncios
Categories: Brasil, Economia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “Da exemplar legislação brasileira sobre refeições escolares

  1. Miguel Martins de Menezes

    Por sinal fiz um trabalho de sensibilização de alunos de uma escola portuguesa (Escola Secund´ria de Pedrogão Grande) e a alimentação que a escola apresentou aos alunos era exemplar. Vou aqui descrever:

    Sopa de legumes
    Solha frita
    Arroz de tomate
    Salada de alface, cenoura, cebola
    2 sobremesas (iogurte e banana)
    Pão cozido em forno de lenha

    A par do que acabo de descrever, a escola tem um departamento de fornecimento de material escolar e fotocópias, uma livraria bem organizada com “internet” sem fios, uma saula de audiovisuais bem equipada, um ginásio enorme e espaço ao ar livre para desportos radicais,

    Esta refeição foi preparada na própria escola, com alimentos frescos. O que se passa nas escolas portuguesas será diferente?… Ou a gestão dos dinheiros públicos nessas escolas é diferente?

    Onde está a verdade?

    O que vi me agradou e é contrário ao que este artigo aqui tenta mostrar,

    Melhores cumprimentos,

    Miguel Martins de Menezes

    • Mas daquilo que sei esse (bom) exemplo é a excepção…a regra sao contratos mal negociados onde o custo assume o papel central e onde nao existe qualquer preocupacao em “comprar local”… e devia haver!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: