I Congresso da Cidadania Lusófona: 2-3 Abril de 2013

Para saber mais: http://cidadanialusofona.webnode.com

Categories: Lusofonia, Sociedade Civil | 20 comentários

Navegação de artigos

20 thoughts on “I Congresso da Cidadania Lusófona: 2-3 Abril de 2013

  1. otusscops

    CP

    esta coisa da caixa de SPAM da WordPress acho que tem as “costas largas” tal é a selectividade nas perdas dos comentários.
    vou tentar refazê-lo:

    vou candidatar-me à secção “C” do Congresso:

    Portugal – azeite
    CPLP – óleo de palma

    Portugal – vinho
    CPLP – cerveja

    Portugal – bagaçeira
    CPLP – aguardente de cana (a Madeira também é África…)

    Brasil – a presidentA Dilma muda a ortografia por decreto
    CPLP – fica envergonhada e “sem jeito” de dizer a esta meia húngara que “a última flor do Lácio” não pode ser tratada assim…

    • Thor

      Não é só a Dilma. O José Sarney tem muito mais responsabilidade do que ela, porque foi o último presidente antes de 1990.

      • Thor

        só estou a afinar as diferenças.

        culpados são muitos, não é só a Dilma, de ambos os lados do oceano. incluindo todos aqueles que o adoptam.

        tens mais sugestões???
        😉

        • Thor

          Sugestões, não! Tenho um apelo. Se você realmente quer a minha amizade, então você vai lutar até o fim contra a adoção da nova ortografia por aí. O que eles fizeram lá em 1990 eu chamo banalizar a língua portuguesa. Se querem reformar a ortografia, então que voltem às negociações! 👿

          • Thor

            Então que façam uma reforma ortográfica decente, que tenha lógica, e sobretudo que seja ratificada pela população em referendo. Eu exijo que aqueles hereges malditos consultem a opinião pública! 👿

          • otusscops

            Thor

            a nossa amizade não passa por isto, ora ora…

            além demais eu continuo activo contra o (des)AO90, na próxima semana tenho mais uma patuscada com uma série de pessoas que estão firmemente determinadas a reverter a situação.

            ainda a semana passada um dos líderes partidários com acento parlamentar respondeu-me assim:
            “não concordo com muitas das soluções, mas acho que a lingua aprende e muda (os meus avós escreviam “pharmacia” e eu não)”
            “sic”
            ou seja, um “nim” (este também votou a favor).

            mas isso não é coisa que me tire o sono, não é uma demanda, uma cruzada ou objectivo de uma vida, é uma coisa que me interessa e que tudo farei mediante as minhas capacidades para impedir que se instale.
            mas sempre “cool”…

            😉

            • Thor

              “a nossa amizade não passa por isto, ora ora…”
              Mas é claro que não passa, Mocho! Você acha que eu realmente “falei” sério? 😀 Mas quero você em guerra contra a adoção ao (des)AO.

    • Para “orares” tens que ter uma associacao, Otus! :o)

      • otusscops

        CP

        agora não entendi???
        ora explica lá. s.f.f..
        🙂

        • Claro: as inscricoes para oradores sao sempre em representacao de associacoes da sociedade civil dos paises lusofonos, nao em nome individual, com excepcao de algumas individualidades que irao intervir ou moderar em determinados paineis do congresso. Em suma: o modelo habitual deste tipo de eventos.

          • otusscops

            CP

            dás-me vontade de rir, às vezes!!!
            😀

            “as inscricoes para oradores sao sempre em representacao de associacoes da sociedade civil (…) nao em nome individual, com excepcao de algumas individualidades…”
            portanto uma coisa e o seu contrário é válida!!!

            pronto, abre lá uma “excepção individualista” para mim.
            sou um “granda” cromo, mereço.

            :mrgreen:

  2. CP

    posso dizer que vou da parte do MIL e da tua???

    “Sr. Prof. Dr Obiang, queria propor-lhe ser o lusofónico da G-E e com uma quantiazinha (6 zeros, que para si é amendoins) tenho uns amigos lá em Portugal que são de um movimento lusofono que podiam interceder por vossa excelência.
    até negoceio ser sócio honorário, há lá tantos mais um menos um.”
    😈

    que tal, vou sair-me bem???

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: