A Índia vai lançar uma sonda para Marte antes de 2020

O GSLV indiano que será usado para lançar a sonda marciana (http://www.satnews.com)

O GSLV indiano que será usado para lançar a sonda marciana (http://www.satnews.com)

A Índia aprovou em meados de março o orçamento para a sua agência espacial incluindo neste o financiamento de 24 milhões de dólares para um orbiter marciano.  A data de lançamento desta sonda marciana deverá ser entre finais da década de 2010 ou começos da de 2020.

O desenvolvimento da sonda vai começar já em novembro deste ano e o processo de seleção dos instrumentos a embarcar na sonda já começou com espectrómetros de infravermelhos,  câmaras,  espectrómetros de radiação, um sensor de metano,  entre outros na lista.

O sensor de metano será um instrumento particularmente importante. Detetado pela primeira vez em 2009 a partir de um telescópio terrestre a sua presença aparente em grandes quantidades renovadas regularmente na fina atmosfera marciana é a melhor prova conhecida até hoje da existência de vida no Planeta Vermelho.

A decisão de avançar com esta missão marciana,  num momento em que o seu principal competidor,  a China,  aposta cada vez mais num programa espacial tripulado reflete o atraso do programa tripulado indiano mas também a maturidade da sua tecnologia robótica,  recentemente demonstrada pela sonda lunar Chandrayaan-1.

Fonte:
http://www.wired.com/wiredscience/2012/03/india-looks-toward-mars

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 30 comentários

Navegação de artigos

30 thoughts on “A Índia vai lançar uma sonda para Marte antes de 2020

  1. parece um supositório.

    e a sonda deverá ser para detecção remota das melhores zonas para plantar caril.

    • Goza, goza, mas os BRIC lá vao paulatinamente ocupandop op espaço das “grandes” potencias, em todo o lado, até no Espaço…

    • Fenix

      • Fenix

        Tenho a dizer que lançador indiano é muito parecido com russo por fora e talvez por dentro “também”.

        • Alegadamente, foram desenvolvimentos completamente paralelos… ao contrário do que pode dizer Pequim.

        • Hildebrando

          Olha…a China e a India, bem como a Ucrânia e todos os países que se aliaram a Rússia tiveram acesso tanto a bomba atômica quanto a foguetes e mísseis.Os Russos neste aspecto são mais parceiros , já os americanos gostam de sugar seus aliados e serem adorados, e infelizmente nós brasileiros os invejamos enquanto a India e outros inclusive o Paquistão vão seguindo em frente

          • otusscops

            Hildebrando

            a tua opinião sobre estes assuntos sobrepõem-se aos factos.
            a tua parcialidade politico-ideológica levou-te a escrever falsidades.

            vejamos alguns factos:
            a China desenvolveu a sua bomba, pois os soviéticos (coisa diferente dos russos e da Rússia) prometeram ajuda, mas devido à ruptura ideológica entre os dois modelos comunistas e devido à breve guerra fronteiriça, os soviéticos retiraram a ajuda.
            logo a bomba chinesa é da sua autoria e esforço.

            quanto à Índia por razões diferentes, a história é a mesma, foram os indianos que a construiram.
            fizeram-no porque no conflito indo-chinês os soviéticos apoiaram a China e Nehryu decidiu fazer a sua bomba caseira.

            quanto à Ucrânia desconheço se tem actualmente armas nucleares, mas se as tem, como o Cazaquistão, são da Rússia ou devido ao desmembramento da URSS.
            é TOTALMENTE FALSO que os russos ajudaram estes citados “aliados” a construir bombas, tão verdade como dizer que os russos são bonzinhos e os norte-americanos uns maus façanhudos.
            ambos são povos perigosos, mas se tiver que escolher, prefiro os EUA, pelo menos tem o Woody Allen e o Jon Stewart…
            são gostos.

          • E vão direto aos russos, recuperando assim decadas de atraso aeroespacial e estando agora ja muito mais adiantados… compreendo bem a frustração.

        • Hildebrando

          Se nós brasileiros ao invés de nos aliarmos aos americanos tivessemos nos aliado aos russos estariamos na mesma situação.Aliás o nosso primeiro astronauta ficou mais de 10 anos nos Estados Unidos esperando uma vez de subir ao espaço e bastou uma conversinha do Lula com o Putin e lá foi ele…prova que estamos do lado errado.Só servimos para puxar o saco dos americanos porque na hora de dividir o bôlo a gente só lambe os pratos.Com os americanos é assim primeiro eles segundo eles e terceiro eles…Odeio o PT, mas a aproximação do Lula com a Rússia e a compra recente de helicópteros Mi mil 35 é pelo menos um começo

  2. eu não estou a gozar, o carilímetroscópio especiariógrafico é uma revolução tecnológica!!!

    este entusiasmo BRIC (que não são uma entidade) é o teu brasileirismo a falar alto!
    vejamos:
    é tudo copiado, não inventaram NADA!!!
    é assente em doutrina, tecnologia, princípios e métodos OCIDENTAIS.
    os BRIC que se cuidem, pois as economias baseadas em commodities a médio prazo deixaram de ter a importância que hoje tem, sobretudo a energética.

    “deixa-os poisar”…

    • Estão a “copiar”, no sentido em que estão a recuperar o atraso de forma muito rápida e a construirem uma estrutura que dentro de menos de uma decada lhes permitirá finalmente a mostrarem algo de novo ou inovador. Nao se constroem edificios a partir dos telhados e no Espaço,a China e a India só muito recentemente terminaram de construir os alicerces (lancadores pesados fiaveis)

      • otusscops

        CP

        por favor, desinibe-te e tira as aspas do COPIAR.

        e mais ainda:
        foram os germanos (que tanto odeias) que catapultaram os EUA e a URSS para os píncaros da investigação tecnológica (não é preciso contar a história toda), antes deles terem sido recrutados eram banais (sobretudo a URSS).

        está a recuperar proezas industriais apenas, qualquer um hoje em dia pode fazer foguetões – haja dinheiro.
        e fazem mossa no mercado porque pagam “uma côdea”.
        assim também eu!

        • Se meto as aspas é apenas para ilustrar que essas novas potencias nao copiaram literalmente – isto é não seguiram planos comprados ou roubados – tiveram que reinventar quase tudo ou entao que licenciar e pagar por esse licenciamento. Nao foi de “cópia” que se tratou mas de “reinvencao”, com ou sem aspas.

          • otusscops

            “…isto é não seguiram planos comprados ou roubados…”
            FOI TUDO COMPRADO, COPIADO!!!
            e mais ainda, houve “planos” que foram propositadamente deixados copiar.
            (diz-me uma só inovação)

            és impossível……

            😀

            P.S. – o Brasil não conta para a história.
            ainda para mais foi atraiçoado sistematicamente pelos norte-americanos (Lei Monroe, lembras-te???)

            • No caso da India, não… nem do Japão, ao que sei reinventaram praticamente tudo. Mas admito o fator plagio ou licenciamento nos casos iraniano, norte-coreano e chinês, claro.

              • otusscops

                CP

                “…nem do Japão, ao que sei reinventaram praticamente tudo…”
                o teu conhecimento sobre este assunto é insuficiente.
                a Alemanha coopera com o Japão desde o final do sec. XIX, há como que uma ligação umbilical entre eles.
                fixa este nome: Karl Haushofer. foi fundamental para as relações germano-japonesas, foi um teórico do nazismo inspirado no Bushido, fulcral para Hitler ter passado tecnologia e técnicas militares ao Japão Imperial.

                afinal contradizes-te a cada comentário:
                primeiro:
                “que essas novas potencias nao copiaram literalmente”
                a seguir:
                “Mas admito o fator plagio ou licenciamento nos casos iraniano, norte-coreano e chinês”

                licenciamento é uma coisa, copiar descaradamente é outra.
                vê a paulada que a Embraer levou na China (via Harbin AMC).
                não podem ver nada os garganeiros…
                quem diz a Embraer diz a Sukhoi, tudo.
                desde brinquedos, componentes, baterias, comidas, tudo!!!
                e o mais grave é que costuma ser TUDO uma grande trampa.

  3. Fenix

    se tem meios para fazer missil baliticos também tem meios para fazer foguetoes.Como otusscos diz haja dinheiro para isso.

    • Não é bem a mesma coisa… os norte-coreanos, por exemplo, têm milhares de mísseis balisticos, mais ou menos sofisticados, mas ainda não conseguiram lançar um só satélite…

      • Fenix

        Coreia do Norte se diz preparada para lançar foguete

        Governo de Pyongyang afirmou que teste acontecerá em breve

        O governo da Coreia do Norte anunciou nas primeiras horas deste sábado que o lançamento de um foguete que supostamente colocará um satélite de telecomunicações em órbita acontecerá em “breve”, segundo a agência estatal KCNA.

        “Os preparativos para o lançamento do satélite experimental de telecomunicações Kwangmyongsong-2, que será carregado pelo foguete Unha-2, estão completos na plataforma de lançamentos da área costeira a leste da Coreia do Norte”, informou a agência estatal.

        A Coreia do Norte disse que o foguete será lançado em algum momento entre os dias 4 e 8 de abril, no período que vai das 23h (do dia anterior, no horário de Brasília) às 4h. Pelo cronograma, a primeira oportunidade de lançamento seria este sábado, mas o prazo já expirou. Um meteorologista sul-coreano acredita que as condições neste sábado não eram ideais para o lançamento, com fortes ventos e muitas nuvens no céu, mas não há confirmação oficial sobre o motivo.

        O lançamento do artefato, que a comunidade internacional suspeita tratar-se na verdade de um míssil de longo-alcance, deve acontecer na plataforma de Musudan-ri, no nordeste do país.

        Suspeitas

        No final do mês passado, o governo norte-coreano havia anunciado lançamento do artefato, que teria “propósitos pacíficos”.

        Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul, no entanto, suspeitam que, na verdade, o país esteja planejando um teste com um míssil Taepodong-2, que, segundo especialistas, teria a capacidade de atingir os Estados norte-americanos do Alasca de do Havaí.

        O Taepodong-2 foi testado pela primeira vez pelo governo norte-coreano em 2006, mas falhou menos de um minuto após o lançamento.

        Após o teste fracassado, a Organização das Nações Unidas aprovou uma resolução que proíbe a Coreia do Norte de desenvolver atividades balísticas.

        Segundo especialistas, tanto o lançamento de um satélite quanto o teste de um míssil utilizariam Taepodong-2.

        “Resposta firme”

        No início desta semana, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, afirmaram que, caso Pyongyang lance o foguete, sofrerá uma “resposta firme e conjunta”.

        Já o governo do Japão afirmou que derrubará o artefato se ele ameaçar o território japonês.

        Tóquio também enviou duas embarcações militares equipadas com tecnologia para interceptar mísseis para o Mar do Japão.

        Os militares norte-coreanos afirmaram que haverá uma retaliação imediata caso haja alguma tentativa de interceptar o foguete.

        Mísseis

        Acredita-se que a Coreia do Norte possua mais de 800 mísseis balísticos, o que inclui artefatos de longo-alcance, que poderiam atingir o território dos Estados Unidos.

        Os primeiros mísseis táticos do governo norte-coreano foram fornecidos pela União Soviética, em 1969. Já o primeiro míssil do tipo Scud, segundo informações, foi obtido via Egito no ano de 1976.

        O governo egípcio teria fornecido mísseis Scud-B para a Coreia do Norte como retribuição pelo apoio de Pyongyang durante a Guerra do Yom Kippur, contra Israel, em 1973.

        Por volta do ano de 1984, a Coreia do Norte já era capaz de fabricar seus próprios mísseis Scud-B e desenvolveu outras duas novas versões, o Scud-C e o Scud-D.

        Desde então, o país comunista também desenvolveu um míssil de alcance médio, o Nodong, e um artefato de longo-alcance baseado na tecnologia do Scud, o Taepodong.

        Em julho de 2006, o país testou uma versão modificada do Taepodong, chamada de Taepodon-2, que, segundo especialistas tem um alcance de 6 mil quilômetros.

        • Ver parar crer…

        • Hildebrando

          Não se iludam muito com os Estados Unidos.Eles estão falidos e daqui prá frente vão fazer guerras para pegar o que quiserem de qualquer país.Estão fomentando guerras no oriente e com o pré sal nós ficaremos no alvo também

          • Eu ficaria descansado… os EUA sabem que a medio prazo o seu inimigo esta a oriente e que o cenario do proximo grande conflito sera o Pacifico.

    • otusscops

      Fenix

      haja dinheiro!!!

  4. Fenix

    Sim a coreia do norte tem missil velhos mas os principios para fazerem foguetoes esses estão lá.exemplo tipo de combustivel motores,arerodinamica telemitria ect. Eles já fizeram varias versoes dos missil scud estão evoluir assim como urss fez com as v2 numa menor escala claro.

    • Fenix

    • O problema está em que para criar um lancador de satelites fiavel é preciso um “salto quantico” tecnologico que a Coreia do Norte (pelo seu isolamento internacional) ainda naao conseguiu dar. Tecnicamente continuam ao nivel do que a Russia sabia na decada de cinquenta, por exemplo.

      • Fenix

        Tem razão.

      • Hildebrando

        Errado porque na década de 50 os Russos lançaram o primeiro satélite e os americanos ficariam atrás, não tivessem capturado o Von Braun que inclusive veio aqui em São Paulo na década de 70 e deu uma entrevista que eu li na revista O Cruzeiro na qual ele disse que os americanos o expremeram que nem limão para tirarem todo o seu conhecimento

        • E conseguiram… o Saturno V era basicamente o “seu” foguetao e ate hoje nunca houve um lancador tao potente e fiavel e ja la vao mais de quarenta anos!

        • otusscops

          o Hildebrando é um cómico:
          então e a outra metade dos cientistas alemães (da base de Peenemünde) que foram levados pelos russos???
          esses foram a São Paulo também???
          e não foram espremidos???
          e o Von Braun, fico ao menos com a casca, o rasparam-na também???
          :mrgreen:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: