Daily Archives: 2012/06/24

O robot Djedi e a presença de “Salas de Assembleia” no interior da Grande Pirâmide de Queóps

O robot Djedi (http://img.ibtimes.com)

O robot Djedi (http://img.ibtimes.com)

No manuscrito árabe Le Murtadi, traduzido em 1666 por Pierre Vattier referem-se algumas descobertas na chamada “Pirâmide do Rei” (que se presume ser a de Queóps) feitas pelos seus saqueadores muçulmanos.

Tendo penetrado na Pirâmide, os saqueadores encontraram nos seus corredores uma estátua de um homem feita de pedra negra, tendo ao lado uma outra estátua de uma mulher de pedra branca, mas nenhuma destas estátuas se assemelhava ao tipo étnico habitualmente presente na estatuária do Antigo Egito. Estas estátuas estavam de pé sobre uma mesa, uma estava armada com uma lança, a outra com um arco tendo entre elas um estranho vaso “talhado em cristal vermelho” que “enchiam de água, depois pesavam sem que o peso do vaso mudasse”.

Noutro lugar do interior da Grande Pirâmide aquilo que parecia ser um autómato: “Num lugar quadrado, como numa sala de assembleia, havia muitas estátuas e, entre outras, a de um galo de ouro vermelho. Esta figura era espantosa, ornamentada com pedras preciosas, das quais duas representavam os olhos, brilhantes como duas tochas… quando os homens se aproximavam o animal soltou um grito terrificante, começou a bater as asas, e ao mesmo tempo ouviram-se vozes provenientes de todos os lados”.

Serão estas estátuas, aparentemente autómatos relativamente simples testemunhos da grande antiguidade da Grande Pirâmide e a prova ainda por descobrir de uma antiga civilização perdida (Atlântida?) e encerrada ainda nos dias de hoje numa câmara secreta imersa entre os mais de cinco milhões de toneladas de rocha da Pirâmide?

Em meados de 2011 um robot em forma de serpente enviado para os túneis da Grande Pirâmide produziu resultados interessantes que foram interrompidos pela perturbação no clima social e político no Egito. a expedição deveria continuar agora, em 2012. Talvez lá mais para final do ano se possam encontrar mais hieróglifos como aqueles pintados a tinta vermelha nas paredes dos túneis por onde pequeno robot evoluiu. O robot também captou mais imagens da porta com pegas de cobre que intriga os egiptólogos desde a sua descoberta.

Os túneis que estão agora no foco dos arqueólogos são realmente intrigantes já que terminam bem dentro, algures, no interior da pirâmide. Explorados pela primeira vez em 1993 pelo robot do alemão Rudolf Gantenbrink que descobriu a dita porta depois de subir 64 metros no interior da Grande Pirâmide. Nove anos depois, numa nova expedição, o robot conseguiu furar esta porta e colocar nela para descobrir apenas… outra porta.

Um recente concurso internacional, viu como vencedor um novo robot, desenhado pela Universidade de Leeds que visou estudar aquela segunda porta, conhecida como “Porta de Gantenbrink”. Este robot (designado como “Djedi”) com uma câmara tipo cobra-robot observou através do orifício anteriormente aberto hieróglifos numa parede do túnel que terão mais de 4500 anos. o robot observou também que os pregos de cobre da segunda porta têm as suas extremidades dobradas sobre si mesmas, num possível motivo decorativo. Observou também que a porta foi polida. Mais detalhes deste mistério serão revelados nos próximos meses ja que o Djedi está equipado com uma panóplia de equipamentos que vão desde um pequeno robot inseto que poderá entrar no orifício aberto na primeira porta, uma broca e um gerador de ultrassons capaz de sondar as paredes do túnel e a densidade da segunda porta.

Ninguém sabe o que se encontra alem desta segunda porta… a diminuta largura do túnel não faz crer que se trate de um acesso corrente, mas de um túnel de ventilação ou de um acesso simbólico ou ritual bloqueado posteriormente. Mas os relatos árabes sobre a existência de uma “sala de assembleia”, os hieróglifos, a porta polida, os pregos de cobre dobrados, fazem crer que existe uma relação entre esta mítica sala e aquilo que se encontra por detrás desta misteriosa porta. Talvez no final deste ano tenhamos uma resposta a esta dúvida…

Fontes:
http://news.discovery.com/history/pyramids-hieroglyphs-robot-mystery-110526.html
http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2073544/Secret-gates-Great-Pyramid-opened-2012-predicts-British-company.html#ixzz1wvIUGXhb
Não é terrestre de Peter Kolosimo, Edições Melhoramento, 1973
http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2073544/Secret-gates-Great-Pyramid-opened-2012-predicts-British-company.html

Categories: História, Mitos e Mistérios | 4 comentários

Rússia e Portugal: irmãos na Epopeia e no Sangue

Dalila Pereira da Costa (novaaguia.blogspot.com)

Dalila Pereira da Costa (novaaguia.blogspot.com)

“Em ambas (Rússia e Portugal) existe o anseio da morte e regeneração, como drama completo de ressurreição, haverá latente; e com uma mesma funda necessidade de expiação, sacrifício (e este, até à humilhação), levada a cabo coletivamente (e este em hecatombes) em formas históricas – quer ele se processe nas planícies infindas dos Oceano pelos Lusíadas nos séculos XV e XVI, quer nas planícies infindas do solo terrestre – como outro mar, a Sibéria – nos séculos XIX e XX. Um e outro, para o surgimento do “homem novo”.

Dalila Pereira da Costa
A Nau e o Graal

Estes dois extremos europeus têm de facto paralelismos semelhantes: ambos, Portugal e Rússia, foram confrontados com dois imensos desafios geográficos: a Portugal deparou-se um Oceano imenso e perigoso, à Rússia uma gigantesca massa continental asiática que a desafiava a expandir-se para Leste, até ao Pacífico enfrentando os “bárbaros” e as imensas estepes e desertos asiáticos. Um e outro extremos europeus não enjeitaram esse convite e abalançaram-se em epopeias de sangue e conquista que esgotariam as energias anímicas de nações menos fortes. Um e outro abriram a Europa a outros mundos e tornaram o continente o centro efetivo do globo até aos dias de hoje.

Categories: História, Lusofonia, Portugal | Etiquetas: | 2 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade