O Batismo pelo Espírito Santo é o Batismo pelo Fogo

O Batismo pelo Espírito Santo é o Batismo pelo Fogo. João Batista, referindo-se a Jesus, disse: “Eu batizo-vos com água (…). Ele é quem vos batizará com o Espírito Santo e com o fogo. Tem na sua mão a pá de joeirar; limpará a sua eira e recolherá o trigo no celeiro, mas queimará a palha num fogo inextinguível.” (Mateus, III, 11-12)

Na versão portuguesa da Demanda do Graal escreve-se “contra a noite, depois de Vésperas, quando se assentaram às mesas, ouviram vir um trovão tão grande e tão espantoso, que lhes semelhou que todo o palácio o Santo Graal coberto por um rico pano de veludo branco (…). Todo o palácio ficou impregnado do perfume do Graal e, sobre as mesas, surgiram os manjares desejados por cada um dos cavaleiros. O rei Artur, maravilhado e cheio de júbilo, disse: “(…) amigos, muito devíamos estar alegres, pois Deus mostrou-nos um tão grande sinal de amor, que em tão boa festa, como hoje, de Pentecostes, nos deu a comer do seu santo celeiro.” Mas o Graal tinha-se manifestado velado por um pano e Galvão lamentou esse facto, jurando partir na sua demanda e não regressar à corte sem o encontrar. Todos os outros cavaleiros seguiram a sua iniciativa e assim começou a misteriosa demanda do Santo Graal. Somente o cavaleiro puro é que poderá ver o Graal, assim como a coroa do Espírito Santo desce sobre a cabeça do menino-imperador.

Lugares Inesquecíveis de Portugal
Paulo Loução
Eranos

Nesta leitura, o Culto do Espírito Santo e a Demanda do Graal surgem umbilicalmente ligadas. Este Vaso Sagrado apresenta-se velado por forma a convidar aqueles a quem concede o privilégio dessa visão a o descobrirem, porque só aquilo que está coberto pode ser descoberto. A apresentação do Graal no palácio de Artur não é assim o fim da Demanda, mas a marca que dá início à mesma.

A Demanda que nesta variante portuguesa do Mito do Graal se liga de forma muito nítida ao Espírito Santo: “Somente o cavaleiro puro é que poderá ver o Graal, assim como a coroa do Espírito Santo desce sobre a cabeça do menino-imperador”. O Graal é assim o Espírito Santo. E a coroa do Quinto Império, o Graal sendo o “menino”, uma manifesta alegoria à pureza espiritual que deve ser o atributo espiritual desse Quinto Imperador, função que apenas pode assumir depois de provar o seu valor numa Demanda do Graal pessoal e espiritual.

Anúncios
Categories: História, Hoaxes e Mitos Urbanos | Etiquetas: | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “O Batismo pelo Espírito Santo é o Batismo pelo Fogo

  1. Fenix

  2. Fausto Luiz

    “Quem tem Cristo, tem o Espirito Santo!” O E. Santo só se manifesta onde o Senhor Jesus é glorificado. Há muitas doutrinas “estranhas” na Cristandade. Com fogo: Ele executará o juízo de Deus contra o mundo (II Tess. 1:8) O E. S. não só nos limpa exteriormente, como renova a nossa mente ( Rom. 12:2). Contudo, não está escrito que se trata de fogo, senão de “línguas como que de fogo”. Eram línguas, e indicavam a faculdade de falar. Indicavam que o poder do E. S. se havia de manifestar na pregação da Palavra, de tal modo que esta Palavra, que qual fogo tudo julga (Heb. 4:12), seria anunciada com poder (Atos 1:8). Quanto ao fato de que se tratava de línguas “repartidas” indica o testemunho não só seria dirigido aos judeus como também as nações dos gentios.
    O comentário como romance literário traduz-se apenas numa obra literária, estabelecida em si mesma, o perigo é ultrapassar esses limites, e tornar-se princípio doutrinário, tipo “Paulo Coelho” – Cautela e prudência. Felicidades!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: