Daily Archives: 2012/05/23

Miguel Frasquilho: “Ao ponto a que a crise da dívida soberana europeia chegou, não há fundo de resgate que consiga acalmar os receios dos mercados, e só uma “grande bazuca” resta à Zona Euro: permitir que o BCE anuncie que está pronto a comprar ilimitadamente dívida soberana dos Estados-Membros”

Miguel Frasquilho (http://bairradadigital.pt)

Miguel Frasquilho (http://bairradadigital.pt)

“Ao ponto a que a crise da dívida soberana europeia chegou, não há fundo de resgate que consiga acalmar os receios dos mercados, e só uma “grande bazuca” resta à Zona Euro: permitir que o BCE anuncie que está pronto a comprar ilimitadamente dívida soberana dos Estados-Membros. Ou seja, que se torne o seu lender of last resort. Porquê?… Com Grécia, Irlanda e Portugal ao abrigo de Programas de Assistência Económica e Financeira, as atenções dos ditos mercados viraram-se para Espanha e Itália, que representam quase 28% do PIB da Zona Euro. Só Espanha tem necessidades públicas de financiamento próximas de 500 mil milhões de euros nos próximos três anos, exatamente a quantia de que dispõe o novo fundo de resgate.”
(…)
“Estaria o BCE afinal a adotar a mesma postura do FED, do Banco de Inglaterra, do Banco do Japão ou do Banco da Suíça.” (…) E sejamos claros: mesmo que fosse preciso emitir muita moeda, as pressões inflacionistas – que tanto preocupam a Alemanha – na atual conjuntura recessiva seriam… quase nulas!…”

Miguel Frasquilho
SOL 20 de abril de 2012

O BCE tem contudo resistido com todas as suas forças – e contando nessa resistência com o crucial apoio do Bundesbank – nesse movimento para se tornar num verdadeiro banco central, pedra basilar e firme das economias que dele dependem e capaz de emitir moeda, emprestar diretamente ao Estado e de influir diretamente no curso das economias sem estar completamente obcecado e enredado nos traumas nacionais de um dos seus vinte e oito Estados-membros, que é a Alemanha e a sua obsessão em manter a inflação baixa.

O BCE tem agora nas mãos não mais o problema grego (cuja saída do euro e consequente bancarrota podem ser acomodadas com relativa facilidade), mas o espanhol e italiano. Com efeito, na Grécia,tudo se encaminha neste momento para que o governo que saía (se sair algum…) seja contrário à aplicação de mais um pacote de austeridade e que essa recusa leve à saída do euro. Perante tal desafio, os mercados irão apontar as suas baterias para o seguinte “ponto fraco” do Euro. E este não serão nenhum dos outros países intervencionados (Portugal e Irlanda), mas Espanha, Itália e Bélgica. Nesse momento, as opções serão evidentes: ou o BCE continua a aplicar os dogmas monetaristas ou assistimos a um colapso massivo do Euro, com perdas continentais que sai muito difíceis de avaliar,  mas que ascenderão certamente a muitos triliões de euros.

Estamos a chegar muito rapidamente ao ponto em que o BCE tem que decidir se quer ou não salvar o Euro e continuar – ele próprio – a existir… Porque sejamos claros: se a moeda única acabar,  acaba com ela o BCE e todo o projeto da União Europeia. É exatamente isto que está em jogo.

Categories: Economia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal, união europeia | Deixe um comentário

A Torre de Belém: símbolo hermético?

Torre de Belém (http://www.igespar.pt)

Torre de Belém (http://www.igespar.pt)

“A Torre de Belém tem um baluarte de inspiração renascentista e a torre em si é composta por 4 andares que, como nos sugeriu o investigador Eduardo Magalhães, podem ter relação com os quatro elementos – o terraço, aberto à abobada celeste, estaria relacionado com o éter. O quarto piso está, sem duvida, sob a égide do elemento fogo. É chamada a Capela, nós chamamos-lhe a Sala do Fogo. O chão é constituído pelo xadrez maçónico que simboliza a bipolaridade das forças do universo. No cento, está representado um octógono, símbolo muito utilizado pelos Templários que, numa leitura, simboliza a regeneração espiritual assim como a comunicação entre o quadrado da Terra e o circulo do Céu.”

Lugares Inesquecíveis de Portugal
Paulo Loução
Eranos

Estaremos assim perante uma insuspeita mensagem hermética da Torre de Belém… A sua divisão por quatro andares será assim uma alegoria à visão renascentista do cosmos, mas é no seu quarto piso, na “capela” que encontramos o elemento simbólico mais curioso: o chão de xadrez é uma nítida influência templária que se encontra em São Cristóvão de Rio Mau (Vila do Conde) e na capela da Quinta da Regaleira. Simboliza a dualidade da matéria, a separação entre Enxofre (principio masculino) e Mercúrio (principio feminino) e estando no andar do “Fogo” e na Capela é nada mais nada menos que um símbolo do Athanor.

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade