Daily Archives: 2012/05/21

Breve retrato da Sociedade Civil e do Associativismo em Portugal

http://www.claudiafarnesi.com.br

Não existe democracia sem o um setor associativo forte. As associações são parte fundamental da vida cívica de qualquer país e a sua dinâmica uma boa medida da qualidade da sociedade civil e da cidadania de qualquer entidade nacional. Surge assim como muito relevante a constatação de que os portugueses têm dos mais baixos índices de participação em atividades associativas do continente europeu. Com efeito, a grande maioria dos nossos cidadãos não pertence a nenhuma associação… e aquele que são exceção, por regra, estão presentes em mais do que uma, o que reduz ainda mais esta percentagem.

Esta situação atual é um grave retrocesso em relação aos números registados depois da revolução de Abril de 1974 onde existiu um notável incremento do número de associações e da participação dos portugueses nas mesmas. Depois da década de oitenta, registou-se um grande abrandamento da vida cívica em Portugal. A única – e muito notável – exceção têm sido as associações juvenis que muito por causa de um quadro legislativo favorável e do apoio de diversos governos têm tido um aumento muito razoável (mais de 20%) entre 2007 e 2010. Este sinal é animador e indica que os jovens portugueses estão dispostos a agir na nossa sociedade, encontrando na vida associativa e na sociedade civil a forma de expressão que a intervenção política convencional parece incapaz de satisfazer.

Categories: Política Nacional, Portugal, Sociedade Civil | 1 Comentário

A lenda luso-galaica de Trezenzónio e o Mito da Atlântida

Farol da Corunha (http://ipt.olhares.com)

Farol da Corunha (http://ipt.olhares.com)

“Trezenzónio, depois de deambular pela região do Minho e Galiza, chega à Torre de Hércules, na Corunha, onde avista uma ilha. Sozinho, constrói um barco e enceta viagem em direção à ilha do Paraíso, onde encontra uma basílica de dimensões extraordinárias – o seu perímetro media 51 km! – , com o altar dedicado a Santa Tecla – santa que é cultuada na Galiza, recorde-se o importante castro de Santa Tecla – santa que é cultuada na Galiza, recorde-se o importante castro de Santa Tecla, situado em frente a Caminha, do outro lado do rio Minho. De resto, a ilha tinha todos os alimentos de que necessitava para viver saciado e feliz, e o clima era ameno.”
(…)
“Passados sete anos recebeu o aviso para sair da ilha. Recusando-se, ficou muito doente, até que aceitou regressar à Galiza e suplicou ao Senhor para restituir a saúde, o que acabou por acontecer. Logo que Trezensónio chegou a terra, as carnes de ovelhas e de peixes que trouxe da ilha do Solstício apodreceram e espalharam um cheiro nauseabundo.”

Lugares Inesquecíveis de Portugal
Paulo Loução
Eranos

Esta curiosa lenda do frade Trezensónio invoca muitas expressões que se encontram em outra ilhas lendárias do Atlântico. Todas são recordações da existência de uma civilização passada no Atlântico. Os elementos mais comuns estão aqui todos: o numero sete, a existência de uma civilização urbana, a possibilidade de esta ser alcançada a partir do extremo ocidente peninsular e a superioridade técnica e material desta civilização.

Esta lenda da “Ilha do Paraíso” será assim uma entre varias evocações desde São Brandão até à Ilha das Sete Cidades da existência da mesma civilização que terá deixado a “estátua equestre” da Ilha do Pico e as “moedas cartaginesas” (SIC) da mesma ilha… Será… Atlântida?

Categories: Mitos e Mistérios, Portugal | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade