Daily Archives: 2012/05/20

Do Estado Atual do Setor de Defesa Argentino

Submarino "San Juan" (http://www.naval.com.br)

Submarino “San Juan” (http://www.naval.com.br)

Num momento em que a tensão diplomática e militar entre a Argentina e o Reino Unido se intensifica em pleno clima de crise económica nos dois países (o que sempre cria condições para que se procurem “inimigos externos”) importa fazer uma breve passagem sobre aquilo que são hoje as forças armadas deste país da América do Sul.

As despesas militares argentinas subiram de forma consistente nos últimos anos e assim deverá continuar a acontecer até, pelo menos,  2015. Um aspecto importante tem sido um estreitamento constante nas relações no setor de Defesa entre a Argentina e o Brasil naquela que tem sido uma das “alianças estratégicas” regionais mais fortes, reforçada simbolicamente nos últimos dias com a revelação de que o Brasil apoiou a Argentina na Guerra das Malvinas.

Ainda que pareça remota,  há uma possibilidade para que a Argentina procure retomar pela via armada o controlo das Malvinas. O maior obstáculo a que isso aconteça é hoje o estado em que se encontram as forças armadas argentinas, muito inferior em termos de qualidade e números de equipamento ao que se verificava na década de oitenta. Recentemente, e apesar da crise económica, o governo decidiu encomendar 40 treinadores avançados IA-63 Pampa e assim financiar o desenvolvimento projetado de uma versão de ataque do aparelho. Os Pampa serão entregues ao longo de quatro anos a partir de 2012.

A Argentina entretanto terminou um estaleiro de manutenção dos seus submarinos, o “CINAR” que completou recentemente a manutenção do submarino “San Juan” da Classe alemã TR-1700. Previamente, a Argentina era forçada a enviar os seus submarinos para o Brasil, para serem atualizados.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/TR-1700_class_submarine
http://www.defencetalk.com/argentina-defence-and-security-report-2012-41802/

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: | 17 comentários

Túbal, o “herói civilizador” atlante de Portugal?

“No território galego e português encontramos várias lendas relacionadas com “titãs” que aportaram à Península. Um deles será Túbal, neto de Noé, segundo uma tradição, o primeiro rei da Hispânia. Será este Túbal o fundador do topónimo Setúbal. Na costa atlântica da Península, mais a norte, encontramos na Galiza a povoação de Noia que segundo o investigador Tomás Martínez “possui no brasão municipal a imagem de uma arca da que sai uma pomba voando. Diz a lenda fundadora da cidade que Noé acostou naquele lugar depois do Dilúvio Universal e afirma-se que os restos do navio estão escondidos no monte Barbanza. Continua a lenda dizendo-nos que a cidade foi fundada por Noela, a filha de Noé, cujo nome deu origem ao da localidade.”

Túbal teria sido sepultado em Sagres e segundo Frei Bernardo de Brito (1569-1617): “E tal foi o amor que lhe tiveram que nunca se perdeu a memoria da sua sepultura, antes a visitavam e veneravam como coisa santa, permanecendo pelos séculos fora, uma lembrança nos moradores da terra, e sem atinarem a causa, pelo tempo a ser sepultado, que tanto era noite ninguém se atrevia mais a passar por junto dela, dizendo que andavam os deuses naquele lugar.”

Lugares Inesquecíveis de Portugal
Paulo Loução
Eranos

Serão Túbal e Noela uma recordação deturpada da chega ao extremo peninsular dos fundadores da cultura megalítica, vindos do Atlântico, refugiando-se do cataclismos que destruiu a Atlântida? Ou tratar-se-á apenas de uma tradição oral, passada de geração em geração pelos povos que viviam no ocidente peninsular e que recordavam assim a chegada dos primeiros navegadores fenícios a estas paragens?

Por principio, não excluímos a possibilidade de ter existido uma verdadeira “Atlântida”, mas a ter existido podemos encontrar um eco nos mitos de ilhas atlânticas, como a da Ilha das Sete Cidades que poderia ter sido uma derradeira parcela da Atlântida que tenha sobrevivido à grande catástrofe que destruiu essa mítica civilização atlântica. Seria Tubal um exilado dessa mítica Ilha? Uma memoria deturpada da chegada desses “heróis civilizadores” vindos de uma civilização perdida no Atlântico?… Teria Tubal assim sido uma recordação daqueles que introduziram a escrita no sul de Portugal dando assim origem à escrita sudlusitânica ou cónia?

Categories: História, Mitos e Mistérios, Portugal | 1 Comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy