Daily Archives: 2012/05/02

A CPLP foi ultrapassada pela CEDEAO na gestão da crise na Guiné-Bissau?

O atual andamento da crise guineense aponta claramente numa direção: a CPLP que inicialmente liderava a oposição internacional aos golpistas perdeu esta iniciativa para a CEDEAO. Para sermos inteiramente justos, esta alteração deve mais aos méritos da CEDEAO que aos deméritos da CPLP… o presidente em exercício desta organização regional tem uma postura claramente mais interventiva que o seu antecessor, sobretudo porque é da Costa do Marfim, país que no passado pediu uma intervenção do braço armado da CEDEAO, a ECOWAS, sem, na altura o obter. Agora, aplica de novo a mesma visão, e bem. A CPLP que começou bem, no campo diplomático, não foi capaz de passar aos atos pela ausência de um braço militar equivalente à ECOWAS… organização cronicamente formalista e “diplomática” no mau sentido (castrador) da palavra, a CPLP deixou-se ultrapassar e isto apesar de dois dos seus países terem meios muito consideráveis no país, nitidamente superiores aos 600 que a organização regional vai agora enviar.

Atualmente, a única opção que resta à CPLP é procurar integrar as suas forças na região com asa da CEDEAO. Corresponde ao melhor interesse dos guineenses ver ocorrer esta integração, já que os golpistas parecem ver com bons olhos a força regional (quer porque não acreditam na sua capacidade, quer porque acham que a podem manipular). A inclusão de forças angolanas (tidas como próximas do governo legítimo) e portugueses (tidas como próximas das angolanas) moderaria esse “espírito vitorioso” por parte dos golpistas e contribuiria para o restabelecimento da legalidade constitucional neste país lusófono.

Fonte:
http://noticias.sapo.tl/portugues/lusa/artigo/14223969.html

Categories: Guiné-Bissau, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 10 comentários

Tempo Curto e Cidadania Ativa

Nunca, como hoje, o tempo foi mais rápido. As modas, as notícias e até os fenómenos culturais são hoje menos perenes e rápidos do que nunca. Tudo é acelerado e o ritmo dessa aceleração parece não dar sinais de abrandamento.

A velocidade da vida moderna tem no Homem – que funciona biologicamente num ritmo mais modesto – efeitos terríveis: o entorpecimento, a passividade e demissão da vida comunitária são as respostas mais comuns perante este assustador e frenético ritmo de vida.

Na verdade este “modo ultra-rápido” é intencional: é uma ferramenta usada pelos mais poderosos, no campo da Finança e das grandes multinacionais para criar nas massas uma obediência acéfala e dócil, que os entorpece e os torna em criaturas facilmente manipuláveis – pelo Marketing comercial e político – e civicamente passivas ou ausentes.

Em vez da vida em regime de “fast food“, padronizada, massificada, impulsiva, modular e previsível, a Sociedade Civil precisa de um ritmo de vida de “slow food“, personalizada até ao infinito, lenta e ponderada… Mais reflexiva que impulsiva, mais pensada que sentida e que devolva ao Homem o papel central nas Sociedades que os grandes interesses lhe roubaram e que agora, urge resgatar por forma a revivificar as democracias em nítido retrocesso e uma sociedade civil que parece cada vez mais bovinizada e ruminante. Enquanto o mundo à sua volta se desmorona a ritmo… acelerado.

Categories: Uncategorized | 2 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade