Manuel Ferreira Patrício: “Nós é que criámos o Planeta global”

Manuel Ferreira Patrício

Manuel Ferreira Patrício

“A Europa é incompreensível sem o Mediterrâneo. A verdade da nossa tradição tem a sua nascente no Mediterrâneo. O que Portugal levou ao mundo nas suas naus de iniciação foi o Mediterrâneo: foi Atenas, foi Jerusalém, foi Roma, foi Lisboa, o porto do mítico Ulisses. O Atlântico é uma criação de Portugal. Portugal é uma criação do Mediterrâneo. No plano do essencial. Para a humanidade, criámos não só o Atlântico, mas ainda o Índico e o Pacífico. Nós é que criámos o Planeta global.”

A Língua Portuguesa e o Destino de Portugal
Manuel Ferreira Patricio
Revista Nova Aguia, numero 8

Se antes de Portugal surgir no mundo, este não havia, assim era porque pertence a Portugal essa invenção daquilo a que hoje se chama (nem sempre pelos melhores motivos) “Globalização”. Portugal não se limitou a dar mundos ao mundo, ele deu ao mundo a efetiva percepção de que ele existia, que estávamos num planeta global, pleno de povos e civilizações fechadas e que não comunicavam entre si. Depois de Portugal enviar as suas caravelas para o Atlântico e as naus para o Índico e Pacífico, tudo mudou.

Os portugueses de Quinhentos souberam dar provimento à sua herança fenícia, especializarem-se na feitura de “pontes” entre realidades geográficas e culturais muito diversas e servirem de ligadores de um mundo que antes da sua aparição em cena estava essencialmente desligado e inconsciente da sua plenitude e presença comum. Esse foi o grande feito de Portugal. Não foi o descobrimento de novas terras ou ilhas, o desbravamento de mares distantes ou perigosos, nem a elaboração de novas e extraordinárias cartas marítimas: Foi a constatação de que existiam vários mundos dentro do mundo e, mais, que era possível ligá-los entre si.

Anúncios
Categories: Lusofonia, Política Internacional, Portugal | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “Manuel Ferreira Patrício: “Nós é que criámos o Planeta global”

  1. Clavis,

    Vc recomenda algum livro ou mesmo site q trate desta herança fenícia em Portugal?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: