Quais são as diferenças entre BES (Blackberry Enterprise Server) e BIS (Blackberry Internet Service)?

Quer o BES, quer o BIS, cumprem em última instância o mesmo propósito: entregar correio electrónico ao terminal blackberry e fazê-lo de uma forma segura e fiável. Mas existe – em todos os operadores – uma substancial diferença de preços, na escala de quatro para um, logo, há diferenças… E substanciais.

Em primeiro lugar, em BIS, encontramos um acrónimo para “Blackberry Internet Service”, que significa que a Blackberry age como um ISP para o Telemóvel. Sempre que o terminal receber uma mensagem ou navegar na Web, essa operação será feita via BIS ou via BES, consoante for a opção instalada.

Quer o BES, quer o BIS permitem que os terminais Blackberry recebam email, naveguem na Internet e usem aplicações que acedam diretamente à Internet. De facto, todo o tráfego de um terminal Blackberry para a Internet passa pelo servidor BES ou BIS, e é sempre que comunica depois com a Internet. A diferença entre ambas as opções reside onde está o servidor e no nível de controlo e seguranca que se obtém sobre o mesmo.

No BIS, o operador (Vodafone, TMN ou Optimus) mantêm o servidor, todo o tráfego continua a ser encriptado, mas é tudo. O operador pode decidir que aplicações correm no terminal e como as aplicações comunicam com a Internet. Tratando-se do BES, é a própria empresa que opera o servidor que é instalado algures no Centro de Dados, isto significa que tudo é controlado diretamente pela organização. Já no BIS, tudo corre na Internet pública, não na Intranet da organização. Os dados continuam cifrados, mas quem comunica com a Internet é o ISP, aumentam assim as possibilidades de intercepção… é claro que continua a ser muito mais seguro que uma ligação doméstica normal, mas é menos que o BES onde todas as comunicações têm lugar dentro da rede corporativa.

O BES também permite publicar automática e remotamente aplicações a todos os terminais blackberry a ele ligados e definir que aplicações podem ou não podem ser usadas. Com o BES, é também possível fazer remotamente um “wipe” e “lock” de um terminal perdido ou roubado.

Ao escolher o BIS, há que ter em conta que tipo de serviços o ISP suporta, já que pode estes diferem de ISP para ISP e um deles pode, por exemplo, impedir o uso de aplicações third party. Naturalmente, tal questão não se coloca no BES.

Para concluir, a grande vantagem do BIS é o facto de realizar a mesma tarefa essencial do BES, que é a entrega de mail corporativo, mas sem que exista a necessidade de manter no Centro de Dados um servidor dedicado. Não tem o mesmo nível de segurança nem de flexibilidade, mas garante uma poupança de cerca de um quarto por terminal em comparação com o BES. O BIS pode ser assim adequado para pequenos parques de terminais.

Categories: Informática | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: