Alain de Benoist: “A livre troca favoreceu a concorrência desleal de países que associavam salário mínimo a produtividade elevada”

“A livre troca favoreceu a concorrência desleal de países que associavam salário mínimo a produtividade elevada. A desregulação, obedecendo à lógica do mercado mundializado e igualmente às exigências da OMC, levou a partir de 1999 à supressão de todas as barreiras aduaneiras significativas e à abolição de facto da preferência comunitária na Europa.”
O Ano de 2012 será terrível! Divida Pública: Como os Estados se tornaram prisioneiros dos Bancos
Alain de Benoist
Finis Mundi, número 3

Só sairemos desta crise económica profunda e duradoura acabando com o império da “livre troca” e da desregulação comercial. Dogmas inabaláveis dos mais puristas dos neoliberais, estes dois conceitos foram responsáveis pela dissipação do setor produtivo europeu e da sua deslocalização para a China. Lideres de Lobbies que incansávelmente subornaram políticos por forma a aprovarem legislação desreguladora, as multinacionais (apátridas) removeram as suas fabricas do Ocidente e transladaram-nas (quase completas) no Oriente, deixando para trás cidades fantasma como Detroit e esvaziando de emprego e produção a Europa e os EUA.

No processo de deslocalização e desregulação comercial e financeira fizeram-se grandes fortunas… De facto, nunca os ricos no Ocidente foram tão ricos e nunca a proporção de rendimentos entre Capital e Trabalho foi tao desigual. Muitos políticos, contudo, enriqueceram, quer pela clássica via corruptória, quer encontrando cargos vistos, vazios, mas muito bem remunerados nas empresas que favoreceram durante o seu mandato público.

O Ocidente só pode começar a sua da profunda crise em que se encontra reencontrando a Produção. E a partir daqui, o Emprego e o crescimento sustentado (livre de doses massivas de crédito barato). Essa saída tem que passar pela reestruturação global das dividas (deixando falir os bancos credores e fundando, ao lado, nos bancos públicos), pela reposição dos regulamentos, taxas aduaneiras e regras financeiras abolidas na orgia legislativa neoliberal da década de 90 e… Devolvendo aos cidadãos a democracia que os “grandes interesses” e os seus sabujos nos partidos políticos reclamaram apenas para si.

Anúncios
Categories: Economia | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: