O Medalhão de Dom Dinis descoberto em Malaca

Medalhão português de Klebang (http://sicnoticias.sapo.pt)

Medalhão português de Klebang (http://sicnoticias.sapo.pt)

A descoberta por uma dona de casa malaia, da cidade de Klebang de um medalhão português do século XIII criou alguma celeuma nos meios de comunicação: como é que uma peça pessoal religiosa de uma época muito anterior às primeiras navegações portuguesas na Ásia teria chegado ao estômago de um tubarão na Malásia?

O medalhão foi encontrado por esta doméstica quando preparava um tubarão acabado de comprar no mercado para o jantar. Ao abri-lo, descobriu um medalhão com dez gramas tendo de um lado uma mulher coroada e do outro o desenho de um crucifixo com a palavra “antonii”. A mulher coroada deverá ser a Rainha Isabel, consorte do Rei Dom Dinis.

A presença do medalhão nas costas da Malásia pode ser explicada pelo facto de não ser somente a nossa época a ter o fascínio pelas antiguidades: os navegadores portugueses de seiscentos e setecentos eram tão religiosos (o Cristianismo sempre foi um dos motores da presença lusa na Ásia) como admiradores de antiguidades e este medalhão deve ter navegado embarcado numa das varias naus e galeões das carreiras do Oriente, servindo como amuleto a um marinheiro ou oficial desses navios.

Malaca foi durante o século XVI e XVII um dos portos mais demandados do Oriente português e a existência de vários navios naufragados nestas agua segura… Como o famoso “Flor de la Mar” de 400 toneladas, um dos maiores tesouros marítimos de sempre e resultante do saque de Malaca após a conquista da cidade por Afonso de Albuquerque.
A cidade malaia esteve sob domínio português entre 1511 e 1641.

Fonte:
http://sol.sapo.pt/inicio/Vida/Interior.aspx?content_id=42143

Categories: História, Mitos e Mistérios, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: