O alcaide espanhol de Olivença quer organizar um espectáculo “comemorando” a invasão

Concelhos de Olivença (http://www.mapadeportugal.net)

Concelhos de Olivença (http://www.mapadeportugal.net)

Existe em Portugal uma estranha amnésia coletiva quanto à ocupação de uma parcela muito significativa do nosso território por parte de uma potência estratégia: essa parcela são os concelhos de Olivença e essa potência é Espanha.

A amnésia coletiva foi contudo recentemente questionada quando o alcaide espanhol de Olivença decidiu realizar uma “comemoração” da invasão de 1801 dos concelhos de Olivença. A questão esteve quase completamente ausente do Parlamento até que o alcaide espanhol de Olivença (do PP espanhol) decidiu lançar a provocação contra Portugal e agora seis deputados do PS (Maria de Belém Roseira, Alberto Martins, Basílio Horta, Paulo Pisco, Laurentino Dias e Gabriela Canavilhas) pediram a Paulo Portas que faça o que estiver ao seu alcance para impedir a realização dessa provocação gratuita.

Esta provocação espanhola sucede precisamente após o PP ter assumido a gestão da autarquia e uma das primeiras decisões do novo executivo foi a de organizar uma megaprodução reconstituindo a “Guerra das Laranjas”. Esta aparente grande prioridade do PP vai encenar durante 18 dias a invasão espanhola e a derrota portuguesa.

Não nos espantaria contudo se este apelo não fosse ouvido por Portas. Se o PP espanhol em Olivença começou o seu “governo” escolhendo como prioridade humilhar Portugal e se Paulo Portas escolheu também – numa das suas primeiras decisões – bloquear a entrada como observador consultivo na CPLP de uma associação cultural galega apenas para agradar ao… PP espanhol, então não nos parece que Paulo Portas oiça este apelo.

De qualquer modo, Portugal tem o Dever e o Direito de se insurgir contra mais esta afronta espanhola e de fazer renascer a exigência de uma solução para o problema de Olivença.

Entretanto já assinou ESTA petição?

Fonte:
http://www.publico.pt/Pol%EDtica/ps-reabre-polemica-de-olivenca-por-causa-da-guerra-das-laranjas-1534448

Categories: História, Olivença, Portugal | 6 comentários

Navegação de artigos

6 thoughts on “O alcaide espanhol de Olivença quer organizar um espectáculo “comemorando” a invasão

  1. A questão de Olivença é clara, estamos falando de território não estamos falando de pessoas, pois até poderiam estar ingleses ou outros lá vivendo, o território de Olivença faz parte do território português.
    Quanto às pessoas que lá habitam pois, quando a Espanha anexou nenhum espanhol perguntou aos portugueses que lá estavam se queriam pertencer à coroa espanhola, portanto há que de uma vez por todas resolver a contenda e a sua devolução à República de Portugal. Para isso teria que haver um período de transição a negociar, 20 ou 30 anos por exemplo, até lá os oliventinos iriam-se acostumando.

    • Infelizmente ja passou muito tempo e esses oliventinos que se sentiam portugueses ja morreram à muito. A questão humana está perdida e se houvesse referendo perderíamos. Mas a questão do Direito e da Justiça é diferente: existe claramente um desrespeito pelos Tratados e uma falta de patriotismo por parte de sucessivos governos portugueses quanto a Olivença. Esse é o problema que tem que ser resolvido, reparando os danos e reintroduzindo (de forma obrigatória) a língua portuguesa, em primeiro lugar…

  2. Joaquim.R.Ferreira

    Gostaria de ver Portugal atuante no caso de Olivença perante constantes provocações dos colonialistas espanhóis castelhanos, mas parece-me que Paulo Portas só diz que faz alguma coisa quando se encontra na oposição.
    Quanto a mim, Paulo Portas já deu a perceber que foi muito negativo com a atitude que teve em relação ao voto de entrada da Galiza, por direito, na CPLP. Foi submisso a castela espanhola.
    Deus nos afaste deste colonialismo castelhano espanhol. Se porventura algum dia eles tivessem direitos políticos sobre Portugal, em qualquer uma das formas, diretas ou indiretas, muito iremos sofrer politicamente. A provocação com que nos afrontam constantementre e nos humilham(sempre foi assim, vejam a história de Olivença e outros casos) é motivo bastante para os repudiramos com todas as forças e vemos que não têm dignidade até porque não honram a sua assintura no documento pelo qual se comprometem a entregar Olivença. Eles não têm palavra e honra, são muito baixinhos nesse aspecto.
    Para quem quiser tirar ilações do que eles são, vejam a história de humilhação que sofremos em Olivença com a construçao da ponte.

    • Seríamos tratados como os nossos irmãos lusófonos do norte: vitimas de genocídio cultural e linguístico e de vagas sucessivas de colonos com vista a reduzir a zero a identidade nacional…

  3. JOSE MARIO HRP!

    UAU!……Dois países numa crise econômica sem par e os espanhóis com saudosismos militaristas e de expansão????
    Beira o ridículo……

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: