Daily Archives: 2012/03/09

X Fórum PASC: Encontro Público “A Importância da Lusofonia” (17)

Violoncelo por Joana Correia, com a peça « Três Inflorescências » de Fernando Lopes-Graça
e apresentação por Edward Luiz Ayres de Abreu

Anúncios
Categories: Europa e União Europeia, Lusofonia, Movimento Internacional Lusófono, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

O problema do desemprego em Portugal tem um outro nome e esse nome é “Euro”

O problema do desemprego em Portugal tem um outro nome e esse nome é “Euro”. Desde que Portugal aderiu ao Euro a economia nunca mais tornou a conhecer os níveis de crescimento precedentes, perdeu produção industrial a um ritmo sem precedentes e assistiu a um crescimento do desemprego quase sempre, anos após ano.

Na verdade, desde a adesão ao Sistema Económico e Monetário, em 1999, ainda antes da adoção da Moeda Única (Euro) Portugal conheceu uma evolução do Desemprego ainda mais negativa que o crescimento do PIB. Esta evolução indica que dois fatores principais confluem para a cada vez mais grave situação do desemprego em Portugal: a estagnação económica e o Euro. Na verdade, se tivermos em conta que a perda de competitividade internacional do nosso setor de bens transaccionáveis resulta em grande parte do Euro, esses dois fatores podem muito adequadamente reduzir-se a apenas um: o Euro.

Aquando da adesão ao Euro houve quem alertasse para os riscos decorrentes: convite a um endividamento descontrolado, criado pela baixa radical das taxas de juro; perda de competitividade internacional devido à alta cotação relativa do Euro (sobrevalorizado desde o primeiro dia); impossibilidade de realizar desvalorizações da moeda, etc. A soma de todos estes fatores haveria de impactar negativamente nos números do desemprego e agora a correção dessa analise está bem à vista de todos: estima-se que perto de 1.2 milhões de portugueses (números reais) estejam desempregados ou tenham simplesmente desistido de encontrar trabalho.

O problema não é assim conjuntural, não é uma consequência de um ou outro mau governo, nem da recessão global, do crash do suprime de 2008 ou da divida soberana. O problema é o uso de uma moeda completamente inadequada a Portugal, imposta pela pressão europeia (que nos queria tercializados e dependentes) e pela miragem doentia do crédito barato. Perante esta constatação só resta uma solução: Sair do Euro. Suportar o embate violento durante dois ou três anos; reestruturar a divida em Euros (recusando todo o pagamento de juros e dilatando os pagamentos de capital); regressar à soberania monetária e fazer tudo para permanecer na União Europeia enquanto, simultaneamente se abrem portas para o mundo lusófono e se procura rentabilizar o crescimento das suas economias para alavancar o crescimento das exportações lusas. Com este quadro, Portugal terá condições para ajustar a sua economia, os seus padrões de consumo e divida à sua real capacidade, sem abrir nunca bancarrota total e descontrolada e honrando o essencial dos seus compromissos internacionais.

Fonte:
http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=538869

Categories: Economia, Política Internacional, Política Nacional, união europeia | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade