Daily Archives: 2012/03/02

X Fórum PASC: Encontro Público “A Importância da Lusofonia” (10)

Luísa Timóteo (Associação Cultural Coração em Malaca)
http://www.accemkdim.com

Fórum organizado pelo MIL (entidade PASC)
http://www.movimentolusofono.org

Anúncios
Categories: Europa e União Europeia, Lusofonia, Movimento Internacional Lusófono, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

A Grécia vai falir

O inefável Marcelo reconheceu recentemente do alto do seu púlpito semanal que o programa de ajustamento que os caciques do norte da Europa exigiram à Grécia é incumprível e que dentro de poucos meses o país entrará inevitavelmente em falência.

As características atuais da dívida grega são hoje bem diferentes daquilo que eram há menos de um ano… De facto, pode até pensar-se que o objetivo principal do primeiro pacote de “ajuda” da Troika (“ajuda” em troca de lucros fabulosos para os emprestadores europeus e do FMI) teve como principal objetivo permitir que os grandes bancos alemães e franceses se livrassem da divida grega que tinham em mãos e se poupassem a grandes prejuízos quando a Grécia entrasse finalmente em bancarrota. Hoje, a divida grega pertence ao BCE e ao FMI em quase metade, sendo que a metade remanescente pertence à banca grega e pouco menos de dez por cento está ainda nas mãos da banca europeias (com BCP e BPI entre os maiores perdedores).

A Grécia vai falir, porque agora o norte da Europa já está preparado para encaixar essa falência sem grandes impactos, não porque tenha falhado uma qualquer estratégia de ajuda, porque a europa se tenha desinteressado ou os gregos perdido a paciência. Vai falir porque isso agora já não incomoda a banca alema e francesa. Apenas por isso. E esta é a europa que temos.

Fonte:
http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=2300677

Categories: Economia, Política Internacional | Etiquetas: | 10 comentários

QuidsL1: História da Guiné-Bissau (pré-1700)

Clique AQUI para participar !

Pontos:
Clóvis Alberto Figueiredo (8) [Kristang, São Tomé e Príncipe, Guerra Civil em Angola, Timor-Leste, Alcácer Quibir, Cinema da Guiné-Bissau, História da Cidade de Luanda, História da Guiné-Bissau (pré-1700)]
Luis Brântuas (5) [Agostinho da Silva, Literatura Brasileira, Geografia de Moçambique, A Emigração em Cabo Verde, História de Macau]

Regulamento:
1. Todos os quids valem um ponto
2. Os Quids são lançados a qualquer momento do dia ou da noite, de qualquer dia da semana
3. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos
4. Sai vencedor do Quid o primeiro concorrente a acertar em todas as respostas
5. Cada participante só pode responder uma vez

Categories: Uncategorized | Etiquetas: | 4 comentários

“O ano de 1937 ficou batizado, durante a Grande Depressão do inicio do século passado, como o do double-dip, ou recaída na recessão”

“O ano de 1937 ficou batizado, durante a Grande Depressão do inicio do século passado, como o do double-dip, ou recaída na recessão. O australiano Bill Lucas acha que pode repetir-se o mesmo padrão de então. Ele adiante que os desequilíbrios mundiais entre países excedentários e deficitários estão a avolumar-se e que a “paz” atual pode romper-se de um momento para o outro.”

Expresso, 30 de dezembro de 2011

Há cada vez mais sinais de que a Recessão de 2008 não só não ficou resolvida, como persiste, tendo mudado apenas de forma e migrado do crédito mal-parado (e pior concedido) do imobiliário para a divida soberana. De facto, a primeira Bolha não foi a Imobiliária (do Subprime), mas a das .Com, daqui, o Capital fluiu – em pânico – para o setor imobiliário, e quando este deu sinais de excessos, saltou logo de seguida para as Dividas Soberanas. Agora, flui em massas para as economias emergentes e para commodities como Ouro e algumas matérias-primas.

De Bolha em Bolha adia-se um problema que se agrava cada vez mais e que reside na erosão profunda dos setores produtivos europeus a favor da China. A saída deste interminável e já longo ciclo de Bolhas só pode passar pelo regresso à produção e ao emprego. E logo, necessariamente ao proteccionismo. Ou isso, ou o colapso. A escolha é clara.

Categories: Economia, Política Internacional | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade