Para onde vai a CPLP?

CPLP (http://www.raiadiplomatica.com)

CPLP (www.raiadiplomatica.com)

Em termos muito breves e aferindo apenas a situação atual: para lado nenhum. Instituição profundamente institucionalizada e artrítica, a CPLP tornou-se numa espécie de prateleira para diplomatas lusófonos em fim de carreira, esvaziada de orçamento, amplitude de ação ou largueza de espírito. Dizem-nos – desde logo, a partir do interior da CPLP – que aquilo que a CPLP é, confere exatamente aquilo que os políticos que todos nós – cidadãos lusófonos – elegemos querem que seja. É verdade. Se os governos democráticos dos Estados membros da CPLP fossem pressionados pelos seus cidadãos a concederem à comunidade um novo fôlego, esta haveria de despertar da sua dormência e encontrar a energia bastante para evoluir até aquilo que no MIL: Movimento Internacional Lusófono almejamos: a sua transmutação numa verdadeira Comunidade Lusófona ou União Lusófona.

Mas este alavancar da ascensão da CPLP até um novo patamar só pode acontecer por um acto de cidadania lusófona coletiva: aqueles que acreditam (e são quase todos) que a CPLP é hoje ainda uma potencia por realizar devem passar à ação e à palavra e pressionarem os seus eleitos, agirem junto das suas comunidades locais, familiares e de amigos, participarem em associações pró-lusófonas, militarem em partidos políticos e formarem aqui núcleos pró-lusófonos que levem os políticos a agirem, e a levarem a CPLP a um novo nível. E esse não é o dever dos políticos. É o dos cidadãos que somos todos nós. Os políticos esses, são como cata-ventos… Apoiaram sempre a banda para onde o vento lhes parecer mais forte: onde a banda europeia, amanhã… A banda lusófona?

Categories: Lusofonia, Movimento Internacional Lusófono, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: