Daily Archives: 2012/02/05

Um radar dos EUA terá sido responsável pela perda da sonda russa Phobos-Grunt?

Phobos-Grunt (http://a.abcnews.com)

Phobos-Grunt (http://a.abcnews.com)

Alguns especialistas russos estão a investigar a teoria que surgiu há alguns dias e que defende que uma estação de radar dos EUA interferiu – sem intenção – nos sistemas de controlo da falhada missão marciana Phobos Grunt, levando ao seu fracasso e subsequente queda na Terra.

A declaração foi produzida por Yury Koptev, antigo responsável da agência espacial russa Roscosmos e que está à frente da comissão que investiga o falhanço da sonda. Contudo, a Roscosmos parece mais inclinada com falhas em equipamentos concebidos há mais de dez anos e que equipavam a sonda e não se conhece um radar norte-americano com potencia suficiente para interferir numa sonda a 200 km de distancia (altitude a que ocorreu a falha sistémica que levou à sua perda).

A sonda Phobos Grunt devia ter viajado até à lua marciana Phobos, aterrar aí, recolher amostras do solo e regressar com elas à Terra em 2014. Muito ambiciosa, haveria de se revelar como mais uma das numerosas desilusões. Aquando do lançamento, os especialistas russos sabiam que vários sistemas da sonda não estavam perfeitos, mas a existência de atrasos sucessivos e a apertada janela de lançamento levou à decisão de lançar a sonda, com o resultado que hoje se conhece.

Fonte:
http://www.military.com/news/article/russia-asks-if-us-radar-ruined-space-probe.html?ESRC=topstories.RSS

Categories: SpaceNewsPt | Deixe um comentário

O Padrão-Ouro

A partir de 1880, instaurou-se o dito Padrão-Ouro, um sistema monetário internacional que tinha como regras dominantes:

1. Todos os países determinavam o valor da sua moeda em função do ouro e comprometiam-se a comprar e a vender ouro a esse preço. As cotações bilaterais são definidas a partir das cotações das moedas face ao ouro.

2. As importações e exportações de ouro não podem sofrer restrições.

3. A autoridade monetária de cada pais assegura que existe uma relação direta entre as suas reservas em ouro e quantidade moeda emitida. Só é possível emitir mais moeda, se houver um afluxo de ouro. Isto permite travar políticas discricionárias por parte das autoridades monetárias e tornam a política monetária mais credível.

Entre 1880 e 1914, o Padrão-Ouro estende-se a todas as grandes economias do globo não se registando então desvalorizações das moedas durante este período. Mas houve países fora do sistema e outros que entraram e saíram varias vezes. Outros, optaram por fixar a sua moeda não em relação ao ouro, mas em relação à libra. O mercado financeiro internacional de então estava centrado em Londres

Após a Grande Guerra deu-se a queda do Padrão-Ouro. A maior parte dos países suspenderam então a convertibilidade das suas moedas em ouro e adota-se um sistema de taxas flexíveis. Este movimento resultou do financiamento das despesas de guerra e da inflação na Europa.

Categories: Economia, Economia Politica | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade