Sobre as contas da CGD nos Offshores e a Crise Moral da Sociedade Portuguesa

“Que a CGD transfira as contas do seu balcão no offshore da Madeira para as Ilhas Caimão é um sinal inequívoco que o banco público (e, portanto, o Governo indiretamente) dá à sociedade portuguesa sobre qual deve ser a hierarquia de valores a adotar: a borla fiscal é preferível à responsabilidade de pagar os impostos que um horizonte de mínima justiça exige. (…) “O país vai mal, tem-se vindo a perder a noção de ética e do comportamento social responsável”, sentenciando o patrão da Jerónimo Martins) se reduz a pó quando o truque fiscal é sedutor. Que a PT antecipe a distribuição de dividendos para os subtrair a tributação que a democracia entendeu ser justa, mostra que o capital recorrerá a tudo (e é tanto) o que estiver ao seu alcance para se manter isento de sacrifícios.”

José Manuel Pureza
Diário de Noticias, 6 de janeiro de 2012

Já o disse antes no Quintus: as crises financeira, económica e social são apenas aspetos ou consequências da verdadeira crise que atravessa todos os segmentos da sociedade portuguesa: a Crise Moral.

Substanciada num sistema de Justiça completamente bloqueado e dominado por interesses corporativos (advogados, juízes e funcionários judiciais) a Justiça perde a sua capacidade para travar atitudes moralmente desbragadas e os baixos níveis de civismo tradicionais da sociedade portuguesa não chegam para compensar esta ineficiência crónica da sociedade lusa. Sem o medo da chibata, nem a regra do espírito, todos se furtam ao seu dever social e ético. E nesta deriva moral que carateriza o Portugal de hoje os mais ricos e poderosos são particularmente responsáveis: pelo poderoso poder do Exemplo levam milhões a agirem como eles. Se são corruptos e impunemente corruptos, as camadas socialmente inferiores sentem-se compelidas a imitá-los. Se cometem crimes sem punição (porque as policias estão subfinanciadas pelos políticos), as passam imitam-nos. Se fogem aos impostos (como Manuel dos Santos, fugindo para a Holanda), as massas migram em massa para a economia subterrânea…

Exemplo. É este o termo que em épocas de crise nacional grave e potencialmente terminal urge estimular e promover. E todos devemos civicamente dar este Exemplo de contenção de despesa e disciplina cívica. Exemplos que faltam à Jerónimo Martins e ao Pingo Doce na sua Fuga para a Holanda.

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: