Portugal, ainda e sempre um “país de emigrantes”

“Embora a partir de 1993 se tenha dado a inversão do sinal do saldo migratório (passou a positivo), Portugal continua a ser um país de emigrantes. Entre 1993 e 2003, estima-se que tenham emigrado aproximadamente 300 mil pessoas (uma média de cerca de 27 mil pessoas por ano).”

Portugal: Os Números
Maria João Valente Rosa e Paulo Chitas

Estes números subiram de forma muito notável nos últimos anos. O facto de termos tornado a ter um numero de saídas superior ao de entradas nos últimos anos indica desde logo que houve um retrocesso das condições de vida e, sobretudo, da empregabilidade em Portugal. Sinal disso mesmo é, aliás também o discurso cada vez mais repetido e institucionalizado por parte do atual governo PS-PSD de apelo à emigração (como forma de reduzir os números do desemprego, presume-se).

A emigração tornou a ser comum, é novamente uma solução para muitos cidadãos portugueses e especialmente para os mais jovens e/ou melhor qualificados. O Estado, as famílias dispendem autenticas fortunas na formação destes jovens que, depois, o próprio Estado encoraja a emigrar, esvaziando o pais e tornando ainda mais deficitária a nossa demografia. Portugal é um país que desaparece e se desertifica… E em lugar de se procurar inverter o processo, apela-se à emigração. Este é o Portugal de hoje.

Anúncios
Categories: Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “Portugal, ainda e sempre um “país de emigrantes”

  1. A Pátria-Mãe p’ra mim madrasta,
    empurrou-me p’rà emigração.
    Maldita seja a Governação,
    que Portugal p’rà miséria arrasta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: