Sobre a prática de Dumping nas grandes superfícies (Continente e Pingo Doce) e sobre o Boicote ao Pingo Doce

https://i1.wp.com/2.bp.blogspot.com/-immfYVq2RhI/TwIfOAWpRiI/AAAAAAAAClg/8h98rRGrAFM/s1600/pingo+doce+na+holanda.jpg

As ditas “grandes superfícies” são responsáveis pela destruição de centenas de milhar de postos de trabalho na pequena e média distribuição nas ultimas décadas, responsáveis em grande medida pela compressão assassina da agricultura e pescas portuguesas e pelo ermamento comercial (e humano) de muitas cidades portuguesas. Conseguiram-no ocupando colonialmente uma posição dominante no mercado, impondo preços à produção, preferindo frequentemente produtos estrangeiros a nacionais e exercendo um sempre descarado dumping de preços (venda abaixo do preço de custo) sempre que tal estratégia lhes pareceu adequada. Contra quem protestasse contra o seu império, ameaçavam com boicotes de compras. Mas desta vez podem (podem!) ter pisado o risco.

Com efeito, as duas associações representativas da indústria do leite, a ANIL e FENALAC juntaram-se para acusar o Sonae Continente de levar ao colapso a produção leiteira portuguesa, tendo entregado à ASAE uma queixa da prática de “dumping”.

O protesto dos produtores de leite refere-se a uma promoção do Continente em que embalagens com 1,5 litros de leite são vendidas a 0.78 euros, mas com um desconto de 75%, ou seja, 1.5 litros de leite acabam a ser vendidos a 0.13 euros por litro… Segundo os produtores, este leite é espanhol (o que contrasta vivamente com as campanhas de marketing do Continente), e custa de ambas as bandas da fronteira 0.33 euros por litro. Ou seja, está a ser vendido a um terço do custo de produção! Com esta atitude (reiterada, de resto) a “grande distribuição” acomete um violento e intencionalmente fatal contra a produção nacional. Como se espera que se consiga concorrer com preços de um terço do preço de custo a menos que se seja uma empresa da escala do Continente e se tenha Capital ou extensão de vendas que colmate num lado o que se perde no outro? Foi com tácticas destas que o Continente destruiu centenas de milhares de postos de trabalho no pequeno comercio nos últimos anos e que agora ameaça os cem mil postos de trabalho do setor do leite português.

Sejamos claros: favoreço sempre a pequena superfície, o pequeno comercio, o comercio local e a produção nacional contra as grandes superfícies (como o Continente) ou as redes de grande escala (Como a do Pingo Doce). Negociadores agressivos, ferozmente anti-nacionais e altamente prejudiciais para a economia nacional estas empresas da distribuição, predatórias e agressivas destruíram uma quantidade e qualidade de postos de trabalho que é hoje difícil de medir mas que alguns avaliam ser superior aos 200 mil empregos. Atitudes como este “dumping” do leite não são novas, sendo ate comuns assim como outras praticas comerciais agressivas ou ate ilegais. As autoridades (e os Media) sempre fecharam os olhos… Ou por medo (financiamentos partidários ou receitas de publicidade). Apenas os produtores e os tribunais (boa sorte!) podem aqui repor alguma normalidade… Esperemos que este processo prossiga e surta efeitos!

Entretanto, recordemo-nos que o Continente também tem a sua SGPS na Holanda, fugindo ao pagamento de impostos em Portugal, exatamente como fez agora o Pingo Doce. A nos, cidadãos ativos e conscientes resta apenas uma arma: Protestar recusando ser clientes destas empresas anti-patrióticas e Imorais. O que podemos fazer

Aderindo ao Boicote ao Pingo Doce !
Fonte:
http://www.agenciafinanceira.iol.pt/economia/leite-continente-asae-agencia-financeira/1314444-1730.html

Categories: Economia, Política Nacional | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: