Agostinho da Silva: “Instruir sem educar pode ser a mais perigosa das empresas em que se empenha um homem ou um país”

Agostinho da Silva

Agostinho da Silva

“Instruir sem educar pode ser a mais perigosa das empresas em que se empenha um homem ou um país, pois que vai pôr instrumentos de vida ou morte nas mãos de quem, se não era ignaro por nascimento, ignaro se tornou porque lhe não houve a tal anagogia”.
Agostinho da Silva, Sanderson e a Escola de Oundle

Instruir é derramar conhecimento sem haver preocupação na sua real apreensão. É usar a estéril memorização onde pode haver inovação e criatividade. Substituir a Memória (sem a desprezar) pela Imaginação. Transformar os Homens em maquinas de repetição deixando por cumprir a plena realização do seu potencial criativo.

Educar é entregar ao aluno (de todas as idades) ferramentas para auto-aprendizagem, estimular, promover e orientar a produção de saber original e criativo. Educar é ensinar a aprender. Instruir é repetir e macaquear.

Categories: Agostinho da Silva, Educação, Movimento Internacional Lusófono, Portugal | 5 comentários

Navegação de artigos

5 thoughts on “Agostinho da Silva: “Instruir sem educar pode ser a mais perigosa das empresas em que se empenha um homem ou um país”

  1. Educar, etimològicamente «ed-ucare», é trazer, ou conduzir, alguém de um estado (de menoridade)para outro (de adultícia). Portanto é muito mais do que simplesmente «instruir», que é fornecer conhecimentos, sem mais, sem preocupação como é que esses conhecimentos são assimilados, compreendidos e, depois, aplicados pelo «instruendo».

    • Mas a educacao hoje é fundamentalmente tecnica (faber) e nao formativa, nao da meios de aprender, mas conhecimentos ja cozinhados!
      Reformar pela Educacao é assim fundamental para erguer a nova sociedade do Quinto Imperio…

    • CP

      alumia aí os ignorantes, em que me incluo, sobre “…a nova sociedade do Quinto Imperio”.

      mas resumido, como se tivesses a falar para crianças, s.f.f..
      até me assusto com essa do V Império… V Reich 👿

      • Sem grandes devaneios: acredito que estamos na antecamara de uma sociedade menos material, menos consumista, mais criativa, mais civica e democratica, onde o pequeno e local pesara mais que o grande e o global.

      • se assim for, então “V Reich uber alles”!!! 😈

        (parece que há muitos V’s Impérios pelo Mundo fora e ainda bem)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: