Quando começa a construção do NavPol para a Marinha Portuguesa?…

A construção do primeiro (e único)Navio Polivalente Logístico (NavPol) para a Marinha Portuguesa já foi enviado pelos estaleiros alemães da HDW para os ENVC de Viana do Castelo enquanto uma das contrapartidas acordadas para a aquisição dos dois submarinos e avaliada em 15 milhões de euros, mas sabe-se que não existem datas para o começo da construção do NavPol.

O arranque está suspenso por causa de falta de financiamento, não se sabendo quando será possível reunir os 230 milhões de euros necessários. Mas em 2012 não o será certamente já que tal verba não foi inscrita no OGE2012.

Existe um contrato, assinado em 2005 entre o Ministério da Defesa e os ENVC que previa a construção do NavPol, mas que nunca levou a uma adjudicação formal. O contrato foi entretanto prorrogado “sine die”.

O NavPol quando for construído terá 162 metros de comprimento e 150 tripulantes e a capacidade para transportas 162 militares. Será capaz de apoiar forças militares no estrangeiro e de assistir em operações humanitárias, graças também a um hospital embarcado com mais de 400 metros quadrados. O NavPol pode transportar até 6 helicópteros e um hangar de 510 metros quadrados e um convés de voo de 1300 metros, 5 lanchas de desembarque, 53 botes pneumáticos e 22 viaturas ligeiras. O navio terá uma velocidade máxima de 19 nos e uma autonomia de seis mil milhas náuticas transportando alimentos e agua suficientes para 30 dias.

Portugal é um país global, com interesses à escala global (muito ao inverso de quase todas as pequenas e medias potencias europeias) e com uma ligação muito próxima aos países da CPLP e a pertença na NATO o país tem que ter capacidade própria para projetar poder militar e enviar ajuda humanitária a qualquer ponto do globo. Um NavPol, com uma pequena escolta de uma ou duas fragatas pode representar um auxilio determinante a um Estado lusófono em apuros e ser uma ferramenta de afirmação de soberania sobre a nossa extensa e rica zona económica exclusiva. Trata-se assim de um projeto estratégico para Portugal, essencial para realizarmos a transferência de tecnologia que possa capacitar os estaleiros de Viana do Castelo para executarem projetos mais complexos e até para que se possa assegurar a sobrevivência do ultimo grande estaleiro naval português.

Fonte:
http://www.publico.pt/Pol%EDtica/construcao-de-navio-para-a-marinha-de-200-milhoes-de-euros-sem-data-para-arrancar-1526755

Categories: DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Política Nacional, Portugal | 3 comentários

Navegação de artigos

3 thoughts on “Quando começa a construção do NavPol para a Marinha Portuguesa?…

  1. Qunado houver dinheiro e se nessa altura ainda existir um estaleiro com capacidade de construção em Portugal…

  2. alex

    É uma nau naufragando…Estão querendo uma projeção em que países como os países escandinavos sequer tem. Não é muita pretenção não? Ainda acho que um plano envolvendo, Brasil, Argentina, Chile e Portugal e outros países, como Coréia do Sul e Suécia seria melhor para o desenvolemento industrial do Brasil do que ficar fazendo acordos com outras nações.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: