Queixas contra abusos em minas de cobre de empresas chinesas na Zâmbia

Mineiro zambiano (http://img.ibtimes.com)

Mineiro zambiano (http://img.ibtimes.com)

A contestação popular ao domínio chinês na Zâmbia não para de crescer. Um relatório recente da “Human Rights Watch” acusou a China de abusar dos trabalhadores africanos nas minas de cobre que explora neste país do sul de África. Segundo o relatório, estariam a ser ignoradas as mais básicas regras de sanidade, segurança e jornadas diárias de trabalho de 18 horas seriam aqui comuns.

A embaixada de Pequim em Lusaka rejeitou as conclusões do relatório sobre as 4 minas de cobre zambianas exploradas pela empresa estatal chinesa “China Non-Ferrous Metals Mining Corporation”

A Zâmbia é o maior produtor mundial de cobre e um fornecedor muito apetecível para a China, mas desde há muito que se fala das más condições de trabalho nas suas minas zambianas. O relatório menciona má ventilação, uma explosão de doenças de trabalho, equipamento avariado e ameaças aos trabalhadores que se recusarem a permanecer nos túneis das minas que estão em piores condições de segurança. Os dias de trabalho são de 12 horas, durante 5 dias e um sexto de 18 horas. A China aplica assim em África a mesma receita que levou ao “sucesso” económico chinês, com as mesmas condições desumanas…

Fonte:
http://www.terradaily.com/reports/China_denies_abuses_in_Zambian_mines_999.html

Categories: China, Política Internacional | Etiquetas: | 3 comentários

Navegação de artigos

3 thoughts on “Queixas contra abusos em minas de cobre de empresas chinesas na Zâmbia

  1. diga-se de passagem os chineses aprenderam a fazer isso com os americanos e demais países ocidentais

  2. Viriato

    Não sei qual é a admiração de aplicarem em África o que fazem na China. Não é por mudarem de continente que iam mudar a forma de trabalhar, quero dizer explorar.

  3. Claro… tenho pena é dos africanos (não dos seus líderes) que depois se terem livrado do colonialismo europeu, agora, apanham esta nova forma de neocolonialismo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: