Agostinho da Silva: “Uma política sem partidos, nem sequer o único, é a condição indispensável para que o Reino do Espírito Santo”

“Uma política sem partidos, nem sequer o único, é a condição indispensável para que o Reino (do Espírito Santo) se instaure e para que, instaurado, seja.”
Agostinho da Silva, Ecúmena, 1964

Os Partidos são contudo essenciais para a democracia. Mas apenas nesta sua fase – diminuída e condicionada – que hoje vivemos. Os Partidos servem como condensadores de opiniões mais ou menos diversas, mais ou menos divergentes, que depois se coligam e se apresentam numa amalgama como sendo a “posição oficial do Partido”, que todos os militantes devem seguir e defender publicamente com todo o ardor.

Mas é possível imaginar uma sociedade em que os cidadãos alcançaram um tal nível de ilustração cívica, de informação sobre a realidade social e comunitária que os rodeia que conseguem decidir de Per Si, sem peias nem gangas ideológicas impostas por Terceiros a partir do exterior, sejam ele gurus, deuses ou líderes de massas. Essa sociedade de Homens e Mulheres verdadeiramente livres poderia decidir sobre os seus assuntos de forma direta e livre de “representantes”. Para tal forma de democracia direta e referendada haveria que disseminar formas seguras e eficientes de voto eletrónico, assegurar sempre a existência de elevados padrões de educação e deixar depois que a democracia direta se inserisse em todos os setores da sociedade, do Estado às Empresas e da Cidade ao Estado.

Categories: Agostinho da Silva, Movimento Internacional Lusófono, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: