Campanha da Líbia: Mais um sinal da fraqueza crescente da NATO e da Europa…

Agora que a operação da NATO na Líbia parece ter conseguido o seu objetivo importa perguntar se esta intervenção deixou a Aliança mais forte ou não… É verdade que a França e o Reino Unido parecem ter sido capazes de preencher o espaço de liderança normalmente ocupado pelos Estados Unidos, mas a NATO ela própria não fica bem na fotografia. O sucesso não se deveu a esta organização, mas a uma aliança de dois países, apenas e as outras 3 grandes potencias europeias da NATO (Alemanha, Itália e Espanha) estiveram ausentes. Com esta quebra de solidariedade (especialmente grave no caso alemão) a Europa deu sinais renovados de uma baixa coesão. Quando a ausência dos EUA poderia ter permitido a afirmação da Europa, esta optou por ser aquilo que sempre foi: desunida, fraca e contraditória. Os líbios aliás, dizem-no, quando agradecem a “França” e a Sarkozy mas omitem a palavra “Europa”…

O iminente fim das operações militares abre uma nova fase para a Líbia e para a NATO onde a reconstrução deste país do norte de África rico em petróleo será o aspecto principal. Nesta fase, os países da NATO que estiveram contra – como a Alemanha – vão querer participar… Assim como a Turquia ou a Polónia, países que se opuseram veementemente.

A operação da NATO na Líbia foi de facto, uma operação franco-britânica, não da NATO da “Europa”. E uma missão onde (de forma inédita) os EUA (por estratégia e dificuldades financeiras) estiveram essencialmente ausentes. Parece uma vitória, mas, de facto, expôs de forma muito eloquente as fraqueza da NATO e do pilar europeu da organização, dando assim sinal de um enfraquecimento crescente do Ocidente que a curto prazo terá graves consequências no equilíbrio global de poder.

Fonte:
http://www.defencetalk.com/europe-and-nato-weakened-despite-libya-victory-36606/#ixzz1WDZMNdZI

Anúncios
Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , | 68 comentários

Navegação de artigos

68 thoughts on “Campanha da Líbia: Mais um sinal da fraqueza crescente da NATO e da Europa…

  1. fada do bosque

    A guerra e as ocupações pela força além de um crime contra a Humanidade são a maior vergonha que o ser Humano pode sentir!
    http://contextolivre.blogspot.com/2011/09/surpreendente.html

    • Contra a guerra, claro. Mas nao de forma absoluta ou radical. Acredito no conceito de “guerra justa” ou “guerra defensiva”… Sem os quais hoje seriamos uma colonia nazi. Nao que estejamos assim tao longe disso, agora que penso nisso…

      • fada do bosque

        Clavis,
        De forma absoluta e radical, sim! A guerra justa ou defensiva existem porque alguém pensou nela… portanto pode ser utopia mas sou contra qualquer tipo ou forma de guerra.
        O MEU MUNDO TRISTE
        As complicadas etnias -mais de duzentas – que fizeram até aqui um Pais como a Libia que quanto a mim, nunca foi um problema bélico para o Mundo, dentro em breve vão começar a aparecer com uma intensificacao incontrolável.
        Vai ser um cenário atroz que nenhum ditador poderaá jamais controlar. Será o Iraque europeu, para vergonha dos europeus! Ainda bem que chafurdam nessa vergonha apenas esses dois Países!
        A China ” pacíficamente ” avança em todo o Mundo .
        A Rússia observa e vai mostrando que a Rússia Confederativa era um bem menor para o Mundo .
        As revoltas rápidas para a “Liberdade ” sistemáticas que se têm feito no Médio Oriente , nada de bom farão refletir no Mundo… que continua na sua insanidade Apocalipse Total..

        • Mas vejamos: sem enveredar por grandes debates filosoficos ou morais )por essencia, impossiveis de concluir) se um Estado ou comunidade ‘e atacada militarmente, invadida, massacrada, se ve os seus filhos, maridos, mulheres, pais e avos serem mortos por um tirano interno ou externo, nao tem o direito e ate o dever moral de resistir?

          • fada do bosque

            Claro que sim, Clavis e aqui entramos no círculo vicioso… inerente ao homem. O que não quer dizer que eu concorde com violência e guerra.
            Entretanto a Líbia foi uma guerra de interesses. Uma vergonha. Não consigo dizer mais nada… o Iraque e a Líbia só diferem nos atacantes. Isto que se vê aqui é vergonhoso.
            Silence and fear return to the streets of Tripoli http://rt.com/news/tripoli-rebels-people-fear-607/

            • Bem, continuo otimista quanto ao desfecho final do conflito da Libia: acredito que ficaremos no final com uma sociedade mais livre e democratica. De permeio, Franca e RU vao ganhar uns contratos militares e de petroleo? Provavelmente, mas o resultado final continua a ser melhor que o estado inicial.
              De qualquer modo, acredito que havia o dever moral de intervir quando um exercito reprime manifestacoes com armas de guerra. Isso tambem acontece na Siria, de resto, mas como aqui nao ha petroleo (e a China e Russia defendem o regime) nada se faz.

              • Como o Iraque?…

                • pois… sei o que queres dizer… bem, mas o Iraque de hoje não tem menos repressão que o de Saddam?… Sim…
                  A Guerra foi Justa? Não creio. A repressão não era tão violenta e aberta como na Líbia e sobretudo os motivos apresentados internacionalmente eram forjados.

                • Depende, se fizer uma contagem de mortos por ano será? Como posso medir a violência que realmente existe se ela é “secreta” (para nos proteger claro)?

                  Não que os motivos reais mudem conforme o caso: The Oil must Flow!!

                • Mais do que um ja deveria ser suficiente para desencadear uma intervencao da comunidade internacional…

                • Com 110000 mortos civis até ao momento duvido que o balanço esteja do lado da intervenção… e por essa lógica há outros sítios onde intervir… ou não servem?

          • fada do bosque

            Veja ainda isto, Clavis… ‘Libyan rebels to start killing each other’. http://rt.com/news/rebels-kill-each-other/

            • Pois, a rebeliao libia ‘e um grande caldeirao onde coube tudo, desde arrependidos do antigo regime, a democratas, a islamitas radicais e moderados, membros da al qaeda, etc.
              Ha uma possibilidade de que o pais se torne numa Somalia, de facto.
              ‘E esperar para ver, e ir torcendo…

              • A guerra cívil pode ser um resultado indiferente, ou até desejável, a quem organizou as facções rebeldes. Basta ver que um país dividido por ódios tribais não reclama o justo preço pelo que exporta.

                • Sim e como a Somalia nao defende as suas aguas dos saques dos arrastoes espanhois, mas aqui ‘e diferente… A guerra civil iria prejudicar a producao petrolifera e isso ninguem esta disposto a arriscar… Por isso tudo sera feito para estabilizar a Libia.

                • Depende… a Nigéria, por exemplo, é uma gigantesca terra de ninguém há décadas e conseguiram manter os enclaves de petroleo e gás muito produtivos e com quebras mínimas.

              • fada do bosque

                Claro que qualquer pessoa sensata sabe que Regimes de várias etnias, como os iraquianos, sunitas, xiitas e curdos, só um Regime bem forte pode sustentar um clima estável e relativamente pacífico, com paz ainda que relativa mas duradoura. Se a “democracia” é o melhor dos sistemas para os ocidentais, quem nos garante que outros Povos, com História completamente diferente da nossa, costumes diversos, outras ambições, que será o melhor sistema para esses povos? como podemos exigir que pensem de forma similar? Não é já tempo de cada um decidir por si?
                O Iraque é um País de muitas guerras, mas neste último século devem-se quase todas
                a ocupações dos ocidentais! São teimosos, insistentes e se não for a bem, vai a mal. Eu nem quero imaginar o que passaram debaixo do jugo britânico. Além de ter sido dos poucos países que declararam guerra á Alemanha. Por aí se vê a diferença.
                Quanto à Líbia… vamos ver como conseguirão paz.

                • Nesse paises multinacionais, com religioes e matrizes culturais diferentes ou ate – por vezes – opostas o modelo que defendo ‘e o da descentralizacao profunda… Como se aplica hoje no curdistao iraquiano, o oasis de prosperidade e estabilidade no Iraque atual.

        • Quando o poder que sustenta todos estes novos regimes os abandonar (por necessidade, imposição externa ou simples conveniência) vai ser feio… toda a região provavelmente implode, tudo dependerá da necessidade da manutenção (ou não) das reservas estratégicas de óleo por parte de 2 ou 3 potências.

          • fada do bosque

            É que é uma daquelas visões que até dá arrepios… 😦

            • fada do bosque

              Em resposta ao Clavis.

              O Curdistão iraquiano é um oásis hoje em dia? não me parece…

              Enquanto as peças são movidas em todo o Leste Mediterrâneo, a Turquia pode estar a preparar-se para uma invasão iminente do Iraque.

              Autoridades disseram que os militares e o governo têm trabalhado em planos para um ataque terrestre contra alvos rebeldes curdos no norte do Iraque. Disseram que milhares de soldados de infantaria seriam apoiados por aeronaves rotativa e fixa, numa operação coordenada com o governo de Bagdad. “A operação terrestre pode ser realizada a qualquer momento, dependendo de negociações com o país vizinho [o Iraque]”, disse o ministro do Interior turco Naim Idris Sahin.

              Autoridades disseram que a Turquia, no meio de ataques aéreos quase diários, realizou conversações de alto nível com o Iraque para uma operação conjunta, contra o Partido dos Trabalhadores Curdos. Eles disseram que as discussões incluíam um compromisso de contra-insurgência por parte do Governo Regional Curdo, acusado de abrigar o PKK.

              A Turquia teria enviado forças especiais para as montanhas em Kandil, no Iraque, para procurar alvos do PKK. Disseram que as forças estavam a ser auxiliadas por veículos aéreos não tripulados fornecidos por Israel […].
              http://www.worldtribune.com/worldtribune/WTARC/2011/me_turkey1158_09_15.asp

              • Uma oasis de seguranca e por comparacao com o resto do Iraque… Nao confundir um oasis com o paraiso (que por acaso nao era longe dali…)
                O PKK nao tem tambem infelizmente um registo tao imaculado quanto deveria ter… Mas estou com a sua causa, assim como estou com todos os povos que defendem a sua identidade nacional contra colonialismos ou imperialismos.

              • não me repugna as acções do PKK, atendendo aos monstros que tem combatido até tem sido brandos.
                também tem o meu apoio.
                (mais uma fronteira deixada pelo colonialismo inglês)

                • E otomano… Todos (quase) os territorios do curdistao historico foram pertenca do “homem doente” da Europa. Os ingleses ficaram apenas com alguns despojos e nem sequer aqueles onde agora o PKK atua.
                  Quanto ‘as suas acoes: sao legitimas desde que visem militares ou policias, deixam de o ser quando visam intencionalmente civis. Essa ‘e a linha que uma insurgencia nunca deve passar.

                • fada do bosque

                  É… é para agradecerem ao Bush e ao Blair, que apostaram veementemente neste caos para conseguirem certos fins. Claro, agora tadinhos dos curdos. Enfim!… 👿

                • Na verdade acho que esse duo nao planeou nada de concreto… Fizeram a guerra, executaram-na e venceram-na. Mas nao tinham planos para o “day after”. Havia ideias difusas e planos para tomar o controlo dos pocos, mas tudo muito solto e muito mal pensado e pior organizado. Dai tantos anos de guerra civil. Mais por incompetencia do que por desejo expresso.

          • A Russia vai abandonar o seu maior cliente de armamento na regiao?… A China vai apoiar uma revolta popular contra uma tirania nao-democratica?… Improvavel.

            • Os interesses mudam, os fornecedores mudam, as alianças não valem o papel onde estão escritas ou o cuspo usado para as verbalizar… Num cenário destes cada facção (dentro de cada país ou região étnica ou tribal) até pode ser apoiada por um lado diferente (ou vários), é irrelevante desde que os oásis de produção fiquem mais ou menos intactos.

              PS: a China parece ser indiferente à questão de regime fora do extremo oriente (e nada a obrigaria a apoiar tais facções) e a Rússia pode continuar a vender armas, melhor ainda pode vender a todos os lados.

              • ‘E o caso da Nigeria: onde as grandes multinacionais contrataram grandes exercitos de mercenarios para protegerem as suas instalacoes porque nao confiam (com razao) nas policias e exercito locais.
                A China precisa desesperadamente de todo o petroleo que conseguir, dai o volteface subito no final da guerra civil.
                Os russos ‘e parecem mesmo terem-se tramado: varios lideres de Benghazi ja vieram dizer que nao iam comprar mais armas russas. O que anima Paris! Sera desta que finalmente vao conseguir exportar o Rafale?…

            • fada do bosque

              Veja o que diz a Rússia sobre as violações da NATO,ao Direito Internacional. Aqui sim, há informação. http://actualidad.rt.com/actualidad/internacional/issue_26357.html

              • Sao varias, de certo. Mas apesar de tudo (e ‘e disto que se trata, de um mal menor) prefiro a nato no afeganistao do que os talibas perseguindo mulheres de calcas ou decapitando pessoas em estadios ou a nato bombardeando os mercenarios de kadafi que lancam obuses sobre manifestantes.
                Preferia que nao fosse necessario haver nato. E que a onu tivesse o tipo de forca militar autonoma que a capacitasse para essas missoes. Mas nao tem. Dai o mal menor prevalecendo sobre o maior.

                • fada do bosque

                  Penso que os homens quando gostam de armas e de armamento, arranjam sempre uma desculpa ou para fazer guerra, ou para a apoiar!… Não temos nada com o que se passa na casa do vizinho, a não ser que tenhamos outras intenções e segundos interesses. 👿

                • Mas temos… Quando a alemanha comecou a invadir paises na europa, se o reino unido e franca tivessem intervido logo, nunca teriamos tido segunda guerra mundial…
                  E conhece aquele poema “quando foram buscar o meu vizinho, eu nao me incomodei porque nao era comigo, quando…”
                  O que se passa na casa do vizinho diz-nos respeito, sim. Especialmente quando a casa esta tao perto ou quanto as violacoes de direitos humanos sao tao claras.
                  Agora fazem falta instituicoes internacionais, judiciais e militares, imparciais e operacionais que substituam natos e interesses nacionais, isso admito.
                  Dai defender uma “força lusofona de manutencao de paz” (para crises no espaco lusofono).

                • fada do bosque

                  “O homem fez-se para guerrear!”
                  😈

                • El duce! (Foi esse palhaco que disse isso, certo?)

                • CP

                  por acaso não, um primo da Força Aérea…
                  😀

  2. Calendário eleitoral a quanto obrigas!

  3. Riquepqd

    Depois dizem que o BRA maltrata a língua, aqui conhecemos OTAN e VANT, aí é NATO e UAV, qual problema aí com siglas em port.?

    • Riquepqd

      onde é que usar siglas estrangeiras é maltratar a língua.
      ou usas o original ou usas a versão nacional.
      explica-me lá que bom trato é este à língua com a palavra “mídia”???
      “blefe”, “enquete”, “escanear”, (assim de repente, de memória)???
      isto são bons tratos???

  4. fada do bosque

    Riquepdq, 😉
    Para começar, a sua sigla é bastante complexa qb… 😯
    Depois NATO é mais fácil de soletrar na língua portuguesa, embora por estranho que pareça é a sigla inglesa…Quanto ao UAV, parece que tem a ver com câmaras, mas não sei do que se trata…
    Vamos a ver e nem tudo é perfeito! 🙂

  5. fada do bosque, CP e NW

    após tantos comentários bons apeteceu-me partilhar esta ideia convosco, sobre o Iraque e a Líbia:
    – já pensaram que são países desenhados por ex-potências coloniais e que provavelmente NUNCA representaram a realidade do terreno???
    – para terem sobrevivido foi sempre à custa de tiranos que governavam com severidade???
    – será que a cisão destes países não será o mais indicado???
    – não serão mais aquele caso clássico de unirem o que estava separado e dividiram o que estava junto???

    quanto às razões para bombardear são diferentes, com o Iraque os neocons abriram um precedente único em termos de direito internacional, foi decretada a pilhagem, o vandalismo oficial de estado.
    na Líbia havia um genocídio em curso, embora saiba que a motivação de base é petróleo e o perigo que as ideias de Kahdafi representavam de uma união do continente africano.

    • Sim… As fronteiras da Liboa (e do Iraque) incluem varias retas e sao de facto uma heranca direta da era imperial…
      Ja aqui – algures – escrevi sobre isto: que o tabu de nunca violar o dogma da “inviolabilidade” das fronteitas coloniais nao tem razao de ser e que – tanto quanto possivel – as fronteiras dos Estados deviam coincidir com as fronteiras das nacoes.
      Mas isso ‘e claro que iria abrir uma grande caixa de Pandora, pela forma como as etnias e nacionalidades se encontram hoje misturadas em África, especialmente nos grandes centros urbanos!

      • CP

        “Mas isso ‘e claro que iria abrir uma grande caixa de Pandora”
        uma no cravo e outra na ferradura: então que abra!!!
        para umas coisas és um libertário, para és um conservador, se for a Espanha (como odeias) é para dividir, se for África é para conservar (sobretudo se estivermos a falar de Angola).
        a questão cidades não se coloca, as cidades são por tradição entrepostos culturais e mentais, vê Lisboa ao longo dos últimos 5 séculos, uma cidade cosmopolita confluência de culturas e povos em relativa paz (tirando o último auto-de-fé logo no início do sec. XVI por imposição da Inquisição).

  6. Riquepqd

    Fada, pqd é uma sigla em portugues, chamados no Brasil os pára-quedistas militares, e não vejo problema em soletrar OTAN

    • fada do bosque

      Ok ok Rique!…tenho um amigo páraquedista! 🙂 🙂 🙂
      Não, não há problema, mas já do meu tempo de estudante do liceu, que aprendi a sigla NATO e agora OTAN não cola… 😯

  7. Riquepqd

    Fada, a questão é que no Brasil, mesmo com americanização, se usa curiosamente mais que em Portugal, siglas em portugues.

  8. Riquepqd

    Otus vi agora, é melhor aportuguesamentos de palavras inglesas do que falar siglas inglesas, qual problema com OTAN e VANT?

    • Otus scops

      Riquepqd

      não tem mal nenhum, pelo contrário eneltece-se e incentiva-se.
      eu apenas comentei pela ideia da frase “Depois dizem que o BRA maltrata a língua,…”.
      na MINHA opinião sim, maltrata e de que maneira, como exemplifiquei.

  9. Riquepqd

    Fadinha, então agora tem dois amigos pqds. 😉

    • fada do bosque

      Pois e como não respondeu, Riquepqd, cheguei à conclusão que um é Paulista e o outro Carioca! 😉
      Mas que bom! 🙂 🙂 🙂

  10. fada do bosque

    Dois?! 😉 🙂 🙂 e qual é o outor Riquepqd? 😯

  11. Riquepqd

    Otus, eu sabia que aquela frase chamaria sua atenção, quase como falar acordo ortográfico. 😉

    • Bora testar a teoria:
      Acordo Ortografico de 1990. 🙂
      Aposto que isto vai despertar o demo que ha dentro do otus…

    • Otus scops

      CP e Riquepqd

      ODEIO O (DES)AO90!!!!!
      👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿

  12. Riquepqd

    Fadinha, Adivinha quem é o outro? 😉 😉 😉

    • fada do bosque

      Ainda não tinha visto esta adivinha, Riquepdq!!! 😯 🙂
      Respondi acima que um é Paulista e outro Carioca! 🙂 🙂 🙂 Deus de Ásgard!! Que dois amiguinhos amorosos!!! Entretanto eu vôo… também o nosso amigo corujão apesar de ser só durante a noite… e o Clavis?! Vai ter de arranjar um balão de ar quente e faremos uma equipa dos diabos!! 🙂 🙂

      • Ar quente e balao? Facil… Basta ir buscar o Otus e dizer as palavras magicas: “acordo ortografico”, depois ‘e so ve-lo encher de raiva e arranjar uma barquinha (isso ‘e que ja pode ser mais dificil) ! 🙂

        • fada do bosque

          HAHAHAHAHAH!!! Clavis!! 🙂 🙂 🙂 Essa foi a melhor do dia!!! 😉 Que riso! 🙂

          • De todo! ‘E ate um assunto muito serio!
            Estou neste momento a registar a patente de um balao de ar (muito) quente feito a partir de um otus scops.
            Vai ser um grande sucesso de vendas.
            Amanha vou comecar os contactos com fabricas chinesas para fabricar milhoes de baloes. Antevejo ‘e uma certa escassez de materia prima (Otus so ha mesmo um), mas a clonagem pode ser a solucao.

            • fada do bosque

              Um balão de ar feito do Corujão minhoto?! Com clones?! ÁHÁHÁHÁH!! NÃO ESSA ESTÁ DE PARTIR O CÔCO A RIR!!! 🙂 🙂 O Clavis hoje está demais!!! 🙂

          • Otus scops

            CP

            não acho boa ideia fazeres isso com chineses:
            👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿 👿

            • fada do bosque

              Otus!!! ÁHÁHÁHÁHÁ!!! 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂
              Não sei como o Clavis se foi lembrar dos chineses… mas hoje está desculpado! 😉

            • Porque?… Ou sera que poderiam fazer um exercito de ciborgs otusscopianos para invadir o mundo?… Hum. Isso sim, poderia ser um problema.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: