Sobre a sobre-medicação de psicóticos

O volume do comércio mundial de medicamentos psicóticos é impressionante. Só nos EUA, o valor anual de vendas ascende a 14 mil milhões de dólares em vendas, só em 2008. Este valor torna-os na classe de medicamentos mais vendida nos Estados Unidos, e revela um país mentalmente doente e sobre-medicado.

O problema ocorre – ainda que numa escala inferior – também em Portugal e deriva aqui e além de uma inclinação excessiva por parte de alguns médicos para sobre-receitarem tendo em conta os benefícios “generosos” oferecidos pelas Farmacêuticas e a pressão por parte de muitos doentes para receberem estes medicamentos cuja utilidade prática tem, de resto, sido posta em questão por alguns estudos recentes.

Fonte:
http://science.slashdot.org/story/11/07/16/036230/Mass-Psychosis-In-the-USA?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+Slashdot%2Fslashdot+%28Slashdot%29&utm_content=Google+Reader

Categories: Saúde | 3 comentários

Navegação de artigos

3 thoughts on “Sobre a sobre-medicação de psicóticos

  1. Revela algumas coisas:

    1) Provável medicação em excesso, por interesses do sector que os produz.

    2) Psiquiatrização de coisas banais.

    3) Um consenso social sobre normalidade talvez guiado por critérios que não cobre verdadeiramente a diversidade psicológica existente.

    4) Interferência de factores económicos na própria definição do que é ser saudável (a imagem que me evoca mentalmente é absolutamente aterradora, a sociedade distópica onde todos são “felizes”, produtivos, obedientes e claro, medicados em doses cavalares).

    5) Retirar conclusões políticas de um facto destes é excessivo quando é uma tendência ocidental global (eles estão simplesmente no extremo da escala).

  2. fada do bosque

    É o que se chama matar dois coelhos de uma cajadad só. Enquanto mantêm o cidadão alienado e completamente inapto para reivindicar os seus direitos, as farmacêuticas fazem um negócio monumental para depois investirem no armamento.
    O negócio prospera… e quem fala de excesso de medicação, fala de drogas.
    Incrível é que os proprietários das farmacêuticas são geralmente os mesmos, da indústria do armamento.
    Neste aspecto, Aldous Huxley acertou na mouche.

  3. Odin

    Os Estados Unidos têm um consumismo perigoso enraizado na sua cultura.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: