Daily Archives: 2011/09/05

Um em cada três irlandeses está em risco de perder a casa

A Irlanda tem hoje a triste honra de ser o país com a rácio de PIB / Dívida Externa mais alta do mundo: 1100%. Não é assim uma surpresa mortal vir a saber que um em cada três irlandeses está prestes a perder a casa onde vive devido à incapacidade de honrar a dívida…

A situação não produziu ainda devoluções massivas de casas à banca, porque o mercado imobiliário irlandês está completamente saturado por décadas de construção desregrada e simplesmente, os Bancos preferem não recuperar casas que depois, não conseguiriam vender a ninguém. Portugal tem tradicionalmente níveis de incumprimento muito baixos e apesar do agravamento do desemprego, os números portugueses continuam baixos… Contudo, entre nós, a construção civil nunca chegou aos níveis absurdos da Irlanda ou de Espanha, pelo que o mercado imobiliário não se encontra tão saturado… a situação não é assim diretamente comparável, mas pode prenunciar o estado em que estaremos daqui a um ano, o período de tempo que a Irlanda nos leva de vantagem nesta atual “crise das dívidas soberanas”…

Fonte:
http://economico.sapo.pt/noticias/irlandeses-estao-afogados-em-dividas_124174.html

Anúncios
Categories: Economia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: , , | 4 comentários

tQuids S1: O Estoicismo, Jean Brun

Marco Aurélio (http://www.imperivm.org)

Marco Aurélio (http://www.imperivm.org)

1. o fundador do estoicismo foi:
2. o estóico Cleanto deixou-se morrer de fome porque:
3. o filósofo Séneca nasceu em:

Continuar a ler

Categories: tQuids S1 | 6 comentários

Tiago Pitta e Cunha: “Apesar do nosso elevadíssimo consumo de peixe per capita – que é o segundo maior da Europa, logo a seguir à Islândia – Portugal tem vindo a diminuir drasticamente o volume das suas capturas, reduzindo-as nos últimos anos de cerca de 220 mil toneladas em 2004 para apenas 153 mil em 2009”

“Apesar do nosso elevadíssimo consumo de peixe per capita – que é o segundo maior da Europa, logo a seguir à Islândia – Portugal tem vindo a diminuir drasticamente o volume das suas capturas, reduzindo-as nos últimos anos de cerca de 220 mil toneladas em 2004 para apenas 153 mil em 2009.”

Portugal e o Mar
Tiago Pitta e Cunha

Portugal deve encarar cada vez mais o seu Mar como o derradeiro grande recurso que ainda pode explorar. O Mar tem que ser a alavanca para sairmos deste buraco profundo onde décadas de governantes irresponsáveis ou cúmplices com os interesses norte-europeus nos colocaram. É inaceitável que hoje mais de 60% do pescado consumido em Portugal seja importado, e ainda mais inaceitável que este pescado seja capturado nas nossas próprias águas pela segunda maior frota pesqueira do mundo, a espanhola..

Temos que regressar ao Mar e em força. A frota pesqueira que foi abatida nos anos 90 em troca de “abnegados” subsídios europeus tem que ser reconstruída e as monstruosas armadas industriais que Espanha e outras potencias usam para saquear os nossos mares têm que ser expulsas. Estas são as reclamações impostas pela imperativa necessidade de preservar os stocks (que a pesca industrial espanhola deixou a 30%) e de Portugal recuperar a sua soberania económica e alimentar.

A União Europeia não vai gostar de ver Portugal recuperar a soberania dos seus mares. Azar. A nossa sobrevivência enquanto nação e país independente é mais importante que a defesa dos interesses egoístas de Espanha e dos países do norte da Europa: se estes não conseguirem compreender isto, então não corresponde ao interesse nacional permanecer nesta “união” europeia.

Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Vítor Bento sobre os prejuízos que decorrem da concentração da atividade económica no norte da Europa

Economia, Moral e Política, Vítor Bento (almedina.net)

Economia, Moral e Política, Vítor Bento (almedina.net)

“No conjunto da União Europeia, muito provavelmente, serão mais as pessoas beneficiadas do que as pessoas prejudicadas com aquela concentração. Nos países onde se verificar a concentração da atividade económica, o benefício será considerável. Mas nos países periféricos, que perderam empregos para essa concentração, o desemprego gerado muito provavelmente não compensará o ganho obtido pelos consumidores.”

Economia, Moral e Política
Vítor Bento

A Moeda Única, a abolição de fronteiras e barreiras alfandegárias na Europa tiveram com efeito, essa consequência: concentraram no norte a atividade industrial e empobreceram o sul, de onde o setor primário foi expurgado quase por completo a favor do Leste europeu e do extremo oriente. A excepção foram as indústrias de alta tecnologia do norte da Europa.

Obviamente um sistema destes não tem futuro.

Categories: Economia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | 62 comentários

Tiago Pitta e Cunha: “Portugal é hoje de entre os países costeiros da Europa Ocidental um dos que menos postos de trabalho cria no campo das atividades marítimas”

Tiago Pitta e Cunha (http://www.cargoedicoes.pt)

Tiago Pitta e Cunha (www.cargoedicoes.pt)

“Portugal é hoje de entre os países costeiros da Europa Ocidental um dos que menos postos de trabalho cria no campo das atividades marítimas, sendo que a maior parte dos de que dispõe são provenientes do setor da hotelaria costeira”.

Portugal e o Mar
Tiago Pitta e Cunha

Portugal vive hoje um momento de pesado desequilíbrio financeiro. Existe por um lado, um impulso imperativo (determinado pelo exterior, mas também por critérios racionais) para reduzir a despesa. Mas existe também um impulso para aumentar as receitas. E este aumento não se deve esgotar no aumento da carga fiscal (de resto, já bastante pesada). A Receita deve ser aumentada pelo crescimento da economia. E Portugal tem no Mar a sua derradeira oportunidade para retomar essa via do crescimento… No Mar e na Lusofonia, dois campos ainda por desbravar depois de décadas perdidas num “processo europeu” que acabou, por fim, por criar um país insustentável e violentamente endividado.

Categories: Economia | 2 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade