Nos últimos 12 meses a desflorestação no Brasil aumentou 15%

Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (http://static.panoramio.com)

Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (http://static.panoramio.com)

Além da pobreza, da corrupção e da criminalidade, o grande problema do Brasil é a desflorestação. Segundo o “Instituto Nacional de Pesquisa Espacial” (INPE) nos últimos 12 meses o fenómeno teria aumentado 15%. Isto significa que entre julho de 2010 e julho de 2011 o país teria perdido 1649 km2 de vegetação apenas nos Estados de Mato Grosso e Pará. Estes números muito preocupantes resultam de observações por satélite.

Os dados do INPE relacionam o maior recuo de floresta no Mato Grosso (onde se registou 95% dessa perda) e onde a pressão contra a floresta realizada pelas grandes explorações agrícolas de soja e de pecuária tem sido mais intensa.

O Brasil é o quinto maior país do mundo em área bruta e tem no seu território cerca de 5.3 milhões de km de florestas e selva, a maioria destes na bacia do Amazonas.

Hoje em dia, o Brasil é um dos maiores emissores globais de gases com efeito de estufa devido, precisamente, à desflorestação. O fenómeno, contudo, está em declínio desde 2004. O aumento recente dos preços globais dos produtos do setor agro-pecuário tem contudo pressionado os produtos com terrenos junto à selva amazónica para aumentarem a sua produção à custa da expansão territorial da suas explorações… é que o Estado tem apenas pouco mais de um quinto dos terrenos da floresta amazónica, estando o restante em mãos particulares ou incertas, e estas terão sempre o impulso para aumentar os seus rendimentos à custa da desflorestação. Estão assim a criar-se cada vez mais condições para que o processo seja travado através de uma intervenção estatal, talvez sob uma forma de “reforma agrária” que nacionalize algumas dessas regiões fronteiras com a selva amazónica.

Fonte:
http://www.terradaily.com/reports/Deforestation_in_Brazils_Amazon_up_15_999.html

Anúncios
Categories: Brasil, Ciência e Tecnologia, Ecologia | 57 comentários

Navegação de artigos

57 thoughts on “Nos últimos 12 meses a desflorestação no Brasil aumentou 15%

  1. Fred

    Não vai diminuir tão cedo!

  2. Enquanto tiver pobreza e falta de opção de ganhar o pão de cada dia, vai ser assim, é o único meio de subsiseência .Que se melhore o IDH/Gini dos memso, e um amplo trabalho de explicação p educar os mesmo. Sds.

    • A educacao tem grande importancia no desenvolvimento de uma sociedade, decerto, mas Portugal, p.ex. Gasta mais por aluno do que a China ou a Índia e nem por isso surge ‘a frente destas nos testes pisa… Ou seja, importa mais o contexto familiar e social que o dinheiro bruto que o Estado injeta no sistema.

  3. Otus scops

    Capacetes Azuis, República Galáctica, a VIIª Legião, os Aqueus, os Troianos, os Elfos, Asgard, Olimpo, o Boitata, o Saci Pérere, o Greenpeace, tudos para a Amazónia já e me força!!!
    👿

  4. Fred

    Resistance is futile !!!!! Resistance Is Futile!!!! You Will Be Assimilated!

    🙂

    • Otus scops

      😀

      Fred, esta é à português: “Morrer sim, mas devagar…”.
      sabes de quem é???

  5. Fred

    Não foi o Desejado? Dom Sebastião I.

  6. Otus scops

    esse mesmo, nem mais!!!
    😉

  7. Riquepqd

    Mato Grosso é sem dúvida o Estado mais devastador, seu antigo governador chegou a trocar farpas públicas com o ex ministro Mink, do meio-ambiente, insunuando que ele fosse homosexual.

    Talvez por estar fora da região norte, os chefes de governo do Mato Grosso nunca se preocuparam com a preservação, talvez não se encherguem dentro da Amazônia, são progressistas a qualquer custo, sem um pingo de preocupação ambiental.

    Por outro lado, o governo do Estado do Amazonas historicamente sempre foi o mais ecológico.

    • Vao pagar o preço… Os solos da floresta tropical sao fracos para a agricultura intensiva, em todo o globo… A prazo vai herdar um Estado desertico e nao de vegetacao luxuriante, como atualmente.

  8. Odin

    “Estão assim a criar-se cada vez mais condições para que o processo seja travado através de uma intervenção estatal, talvez sob uma forma de “reforma agrária” que nacionalize algumas dessas regiões fronteiras com a selva amazónica.”
    > E é o governo federal quem tem que bloquear o processo de desmatamento. Sou a favor da ocupação militar-policial da região.

  9. Mais grana p os ribeirinhos, ie, um salário p os fixar no norte do país, infraestrutura p eles e mt presença militar na área. e p ontem.

  10. Otus scops

    DESABAFO:

    curiosas as reacções de 4 brasileiros assíduos do Quintus, sempre “a assobiar para o lado2 com desculpas e justificações como:
    “vai ser assim, é o único meio de subsiseência”
    “Resistance Is Futile!” 😉
    “seu antigo governador chegou a trocar farpas públicas com o ex ministro Mink, do meio-ambiente, insunuando que ele fosse homosexual. ”
    “E é o governo federal quem tem que bloquear o processo de desmatamento”

    resumindo e concluindo, se vós sois uma amostra fidedigna do que a sociedade brasileira pensa sobre o assunto então a Amazónia irá desaparecer ou ser ocupada.
    impressionante a vossa ausência de preocupação, cuidado em conservar e consciência da gravidade da situação. a visão de que o local é para explorar é um pesadelo.
    assim não há Aquífero Alter do Chão nem Guarani que aguente, vai tudo “pro beléleu…”

    (agora arranjei bronca da grande… 🙂 )

    • Olha o Otus em plena analise psicologica…

      • Otus scops

        olha o CP a defender o seu publico brasileiro e a colocar “paninhos quentes”… 😀

        agora diz-nos: concordas ou não com o que escrevi???
        (se quiseres podes responder por e-mail)

    • fada do bosque

      Olá Otus! 🙂
      Por cá há quem se preocupe e muito, veja só:
      http://sustentabilidadenaoepalavraeaccao.blogspot.com/2011/08/belo-monte-um-exemplo-da-civilizacao.html

      • Otus scops

        olá fada!!! 😉

        sim, claro que há gente que se preocupa por todo o mundo.
        o vídeo é impressionante, os índios os únicos prejudicados (além da biodiversidade luxuriante) lutam contra os “outros”, os brancos, pardos, negros, os invasores, com uma atitude predatória e exploratória apenas. a diferença é que uns amam a Terra, outros não, destroem-na.

        a índia é lindaaaaa!!!! 🙂

    • Odin

      Tugão, meu pázão! 🙂
      O que eu posso fazer para tentar salvar a Amazônia é menos do que você pode fazer para combater o (des)AO. Só posso protestar! Só posso incomodar alguns congressistas. Só posso avisar a imprensa. Apesar de eu viver num país onde habitam muitos bárbaros, tive uma educação familiar “civilizada” demais ao ponto de não conseguir ao menos pegar numa arma e iniciar uma revolta armada contra os poderosos inconseqüentes. Queria ter tempo na vida para me juntar a organizações como o Greenpeace e a Cruz Vermelha, mas por hora preciso trabalhar. 😉

      • Otus scops

        Odin

        continuas assobiar para o lado…

        😦

        • Odin

          Meu querido mocho nortenho,
          é muito mais fácil você passar a defender o (des)AO de 1990 do que eu defender a internacionalização da Amazônia brasileira. Agora, o que você propõe? Ecoterrorismo? Se o governo federal e os governos estaduais da região não cumprem os seus deveres, devem ser denunciados, principalmente pela imprensa estrangeira, como dos EUA e da Europa. Aí eu quero ver eles não se mexerem. 👿

          • E usar a via da Lei e da Justica. Se elas nao funcionarem usar a pressao junto dos politicos e dos media e, a justa causa ha de se tornar vitoriosa. ‘E isso ou correr mesmo esse risco de internacionalizacao, crescente porque por detras desse “ecologismo” se movem tambem outros interesses mais financeiros.

          • Otus scops

            Odin

            nem sei o que te diga…
            o problema é mesmo esse, a sociedade brasileira (sei que não são todos) não está sensibilizada para o assunto. matar índios, desmatar à bruta, plantar cana e transgénicos sem critério, empobrecer os solos e abandoná-los estéreis é algo normal, pelo que parece. isso é que é dramático, a ausência de sensibilidade para estes assuntos.
            e tu o que propões???

      • fada do bosque

        ehehehehe!! demais Odin! 🙂 😛
        Sabe quem patrocina a Greenpeace e a WWF Odin?… Pois… esses mesmos que está a pensar! Oil & oil & oil… Escolha a Sea Shepherd. Não tem nada a ver com os capitalistas. http://www.seashepherd.org/ 🙂

    • Fred

      Opa! agora vi o texto do corujão!!!!

      Grande Otus, não estou dizendo para cortar todas as árvores, pavimentar tudo e pintar de verde com tinta epóxi.

      Mas não sou defensor ecológico, acho que deve ser deixadas reservas intocáveis de tamanhos razoáveis e matas ciliares.
      Um tamanho razoável, para mim, seria o equivalente a península ibérica e da Alemanha (juntos), mas o resto deve ser explorado mesmo, da melhor maneira possível, claro que estou falando só da Amazônia brasileira. A Amazônia dos outros eles que resolvam. 🙂

      Não sou ecologicamente correto, sou da idade da Pedra mesmo! 😛

      • Otus scops

        Fred meu adorado brasuca

        continuas a assobiar para o lado. também…

        se fosses da idade da Pedra ( essa tá gira 😉 ) respeitavas a Natureza, tal como fazem os teus concidadãos índios, esses sim também vivem pleno neolítico.

        “Um tamanho razoável, para mim, seria o equivalente a península ibérica e da Alemanha”
        é pouquíssimo. a Amazónia tem cerca de 7.000.000 de km2, 60% dos quais sobre jurisdição do Brasil, ou seja 4.200.000 km2, curiosamente os mais devastados.
        se deixas apenas 950.000 km2 é menos de 1/4 .
        Fred isso é loucura!!! onde foste buscar esse “tamanho razoável”???
        “não sou defensor ecológico”
        mas devias.
        uma pergunta directa: viste o Rapa Nui??? http://www.imdb.com/title/tt0110944/
        “A Amazônia dos outros eles que resolvam. ”
        acho errado, a Amazónia deve ser discutida por todos. lá por os portugueses terem deixado a parte de leão para o Brasil isso significa apenas que o estado soberano Republica Federativa do Brasil tem MAIS RESPONSABILIDADE na gestão e conservação desse activo mundial fundamental…
        😉

        por mim, o -Brasil até podia entrar numa guerra com os vizinhos por motivos conservacionistas, teria o meu apoio!!!

        • Fred

          Pouco para quem? 🙂 já acho até muito!

          Vejas o que pede, renúncia de ocupação de território para o bem de quem mesmo?

          Sei, sei, negativo, sem chance! ocupação já! com exploração e presença de estado.

          Pena que vai demorar, quando o Brasil estiver com 300 milhões de brasileiros aquilo vai estar uma maravilha, gente pra todo lado, rodovias, hidrovias, cidades. indústrias, centrais nucleares, uma belezura! 🙂

          abraço forte

          Fred

          • Odin

            Centrais nucleares na Amazônia??? 😯
            Floresta Amazônica reduzida ao tamanho da Alemanha??? 😯

            Não, não, não… 😥

            • Fred

              Aguarde e verás!

              Conforme está escrito na terceira e quarta centúria do tomo 2!

              Tenho dito 🙂

            • Otus scops

              Fred

              agora temos o esoterismo???

              mostra lá essas profecias do Nostradamus, andei à procura e não encontrei.
              se for assim passa a ser 300.000.001, “vou mi mandá pró Brasiú” também!!! 😉

              • Fred

                Não são de Nostradamus não, são minhas mesmo!
                hahahahahahaha!

                Estou brincando contigo! 😉 Foi um chiste 🙂 ;P

                Agora a sério, é uma área muito grande para ficar despovoada, caso o Brasil alcance mesmo uma população acima dos 250, perto dos 300 milhões. Lá para 2050, 2060.

                A ocupação da área será inevitável e já está ocorrendo, de forma sutil, silenciosa, igual aos olhos de Capitu, oblíquos e dissimulados, mas está ocorrendo. 🙂

                Hoje essa área imensa não tem 15 milhões de habitantes dos 190 milhões de brasileiros, a tendência normal é que a área seja a próxima a ser habitada. Não vejo mesmo como mudar isso.

                Vão começar separando os estados, criando assim novas unidades da federação com novas capitais para esses estados, que será ocupadas por pessoas vindas de outras regiões, os ditos pioneiros.

                O primeiro estado dentro da área amazônica, ainda que não todo, foi Tocantins, que era parte de Goiás, os próximos serão desmembrados do Pará, criando mais 2 estados, Carajás e Tapajós. A plebiscito deve ocorrer até a próxima eleição apenas para os eleitores do Pará.

                Ainda no Pará já ouvi rumores de transformar Altamira num estado também, mas nada ainda foi formalizado.

                Depois irão para o Amazonas que deve virar mais uns 3 ou 4 estados.

                Aguardaremos o desenrolar do novelo.

                abraço

                Fred, o amigo do Profeta 🙂

                • Na verdade ‘e muito dificil ou impossivel mesmo travar esse processo de ocupacao de um territorio imenso, aparentemente fertil e quase totalmente desocupado quando no mesmo pais ha regios densamente povoadas. A lei da termodinamica e o “horror ao vazio” da natureza aplica-se muito bem, aqui…
                  A solucao tem que passar pela contencao demografica e a nivel do todo nacional… Algo que ira acontecer com a continuacao da melhoria da economia mas a que o governo tera tambem que dar o seu contributo, ou os beneficios da melhoria da economia arriscam-se a ser anulados pela explosao demografica.

              • Otus scops

                Fred

                agora isto vai de mal a pior:
                agora temos a expansão demográfica dos brasileiros!!! uiiiiiiiii!!!

                provavelmente terás razão, não conheço a situação em pormenor, mas asseguro-te, o futuro é negro…

                mas afinal já viste o Rapa Nui ou não??? ❓

                “Não são de Nostradamus não, são minhas mesmo!”
                seu Nostrafredus… 😈

  11. Certo, assim mantemos a região povoada,sem desmatar;assim como os iankSS fazem no alaska…

    • Curiosamente, o ecosistema da Amazonia ‘e muito mais fragil do que o do Alasca… De facto, nenhum ecosistema ‘e tao fragil como os tropicais! Dai ser preciso ter mesmo muito cuidado com a colonizacao e com o que fazem os seres humanos ja no local!

    • Otus scops

      Odin

      desculpa mas esta tinha-me escapado.

      sobre a notícia em si vou dividi-la em 2 partes:
      1.- estou contra o uso de energia nuclear em Portugal até pelo menos se fazerem duas coisas:
      1.1 levar as renováveis até ao limite (solar, eólica, marés, biomassa, a hídrica já me anda a causar muitas dúvidas) onde ainda há tanto e tanto para fazer. apesar de Portugal ser neste momento um país de referência neste domínio, ainda há MUITO MAIS para explorar.
      1.2 – pegar neste problema praticamente tão sério como a produção de energia que é o desperdício da mesma: programas nacionais de eficiência energética a sério, seja na indústria seja nos particulares: eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, eficiência energética, etc…………
      1.3 – um estudo aprofundado sobre esse binómio renováveis/eficiência energética e os restantes meios de produção (as centrais térmicas que entram na rede apenas nos picos de consumo) e a elaboração de um documento estratégico plural, tornado público poderíamos equacionar a necessidade de centrais nucleares.

      2. sobre João de Deus Pinheiro: é alguém sem credibilidade, foi o comissário europeu que mais nos envergonhou, era um calão ocioso, chegava atrasado e faltava, estava muitas vezes a jogar golf sem responsabilidade, um boy do aparelho partidário sem competência ou mérito técnico que agora anda com saudades de protagonismo e manda estas bujardas para ser notícia. um anão (no sentido lato e restrito do conceito).
      agora avalia por ti o valor desta opinião.

  12. Otus scops

    para o meu guerreiro carioca preferido:

    Riquepqd, que dizes desta notícia (???):

    “Florestas europeias estão a crescer

    As florestas europeias estão em progressão de ano para ano e permanecem um dos principais factores no combate às alterações climáticas por absorverem importantes quantidades de CO2, refere um relatório publicado esta terça-feira em Oslo. ”
    http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1877786&page=-1

    isto tudo a propósito de invocares que “se diz que…” a Europa dizimou as suas florestas e não tem moral para …. etc e tal!
    😉

    • Pois, em Portugal isso tambem esta a acontecer segundo o que li nao sei onde, mas olha que isso acontece nao por resultado de uma qualquer politica deliberada mas por abandono de campos agricolas, de empresas que abriram falencia nao sendo capazes de resistir ‘a concorrencia industrial… Brasileira, chilena e argentina, nomeadamente.

Deixe uma Resposta para Otus scops Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: