Daily Archives: 2011/08/16

tQuids S1: Economia, Moral e Política, Vítor Bento

Economia, Moral e Política, Vítor Bento (http://www.almedina.net)

Economia, Moral e Política, Vítor Bento (almedina.net)

1. Quem escreveu esta frase: “não é da benevolência do talhante, do cervejeiro ou do padeiro que esperamos o nosso jantar, mas da sua preocupação pelo seu próprio interesse
2. a permanência média de um CEO num terço das empresas norte-americanas não excede os…
3. Quem escreveu a frase: “o objeto da Economia é maximizar a felicidade comprando prazer, digamos assim, com o menor custo em termos de desprazer

Continuar a ler

Anúncios
Categories: tQuids S1 | 3 comentários

Do aproveitamento económico da nossa ZEE e o sistema Windfloat

Sistema Windfloat )http://www.pcouncil.org)

Sistema Windfloat )http://www.pcouncil.org)

“Portugal é o maior beneficiário (de um recurso) na UE em termos de extensão – o mar ocupa uma superfície que representa 18 vezes o território continental, sendo que a ZEE portuguesa é a maior de toda a CE”.

> Desde que – em 1986 – entrámos na União Europeia (então CEE) que temos estado virados de costas para o Mar e para aquilo que existe para além dele: a Lusofonia e os laços históricos, culturais e linguísticos com os países da Lusofonia. A tremenda extensão da nossa ZEE é um ponto central do nosso futuro e a exploração sistemática mas sustentável dos seus recursos deve ser um aspecto central da nossa estratégia de desenvolvimento para as próximas décadas.
Desde 1986, Portugal deixou abater a sua frota pesqueira (a troco de subsídios, durante o Cavaquismo), destruir a sua frota de cargueiros e tornou-se hoje num dependente dos transportes marítimos de outras nações e de 60% do peixe importado. Os mares portugueses são hoje sulcados por navios estrangeiros e isso, num país marítimo como Portugal, com um território oceânico 18 vezes superior ao continental, deve recentrar a sua política estratégica naquele que é o seu verdadeiro centro: não a cidade de Tomar. Mas… o Atlântico e tudo o que ele representa.

“Entre os projetos apresentados recentemente no Fórum do Mar conta-se o Windfloat, desenvolvido pela EDP Inovação, Principle Power, A. Silva Matos e Vestas. Segundo João Maciel representante da elétrica portuguesa, este projeto visa criar plataformas de produção energética eólica “offshore” em localizações com profundidades superiores a 40 metros.” (…) turbinas de 2 MW. O mesmo deverá ser instalado no segundo semestre de 2011“.

> Sendo este Windfloat apenas um exemplo do tipo de aproveitamento dos recursos e dos territórios marítimos. Portugal deve saber aproveitar as suas costas marítimas, dividindo-as numa quadrícula e entregando em regime de concessão a instalação de sistema de geração de energia elétrica como este inovador Windfloat. A Alemanha – o maior produtor europeu de energia eólica – já retira mais de 60% dessa produção de aerogeradores instalados no mar do Norte. Em Portugal, ainda não existe nenhuma instalação deste tipo, havendo portanto aqui, um enorme potencial de crescimento. Urge portanto, estabelecer um quadro legal e fiscal de incentivos e desenvolver a indústria e investigação nacionais neste tipo de tecnologias offshore, inexistentes hoje em Portugal e enquadrar estas iniciativas no âmbito de uma estratégia global para o Mar.

Fonte:
Vida Económica
24 de junho de 2011

Categories: Ciência e Tecnologia, Economia, Política Nacional, Portugal | 26 comentários

Um Eurofighter Typhoon naval?

Antecipando a – cada vez mais provável – vitória no concurso indiano de 10.4 mil milhões de dólares por 126 aviões, o consórcio europeu EADS ofereceu à Índia a possibilidade de desenvolver um projeto para uma versão naval do seu aparelho Eurofighter Typhoon.

A opção tornaria o Typhoon equivalente ao seu principal adversário neste concurso, o Dassault Rafale, que tem praticamente desde o início uma versão navalizada e embarcada no porta-aviões da marinha francesa. A oferta teria sido feita pela empresa britânica BAE Systems e passaria pelo desenvolvimento conjunto, com empresas indianas, dessa versão naval do Typhoon. As mudanças que o Typhoon teria que passar pela preparação do aparelho para o lançamento por rampa com alterações no fluxo de ar do motor, um reforço estrutural e no trem de aterragem, além de uma nova pintura anti-corrosiva.

A oferta europeia, contudo, não está a ser acolhida com grande entusiasmo na Índia. Os indianos equiparam o seu próximo porta-aviões, o antigo navio russo “Almirante Gorshov” (agora renomeado INS Vikramaditya) com aparelhos russos MiG-29K. Um segundo navio deste tipo está a ser construído na Índia, em Cochim, pelo que o país encomendou um total de 45 MiG-29Ks à Rússia para estes dois navios. A estes aviões irão mais tarde juntar-se a versão naval do Tejas, um aparelho desenvolvido localmente. Em suma, a curto prazo não há mercado para a versão local do Typhoon…

Fonte:
http://www.spacewar.com/reports/India_given_choice_to_pioneer_naval_Typhoon_jet_999.html

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 19 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade