Sobre o uso de folha de coca na Coca-Cola

Em todo o mundo é proibido importar a matéria-prima da cocaína: a folha de coca. Com uma notável excepção: a Coca-Cola nos EUA. A excepção foi conquistada há muito tempo pela megacorporação norte-americana junto do seu governo por forma a garantir a sobrevivência do sabor desse conhecido refrigerante.

Atualmente, a composição da Coca-Cola não tem cocaína (uma prática que terminou em 1903 época em que havia 9 mg de cocaína por garrafa), mas inclui folhas de coca processadas numa instalação fabril nos EUA conhecida como “Stepan Company” desde 1922, ano do “Jones-Miller Act” que autorizou essa excepção de importação. A excepção só seria conhecida na década de 80, graças a um artigo do New York Times. E durante muito tempo isto foi tudo o que se soube. Até finais de junho de 2011, data em que surgiram informações sobre a forma como a Coca-Cola obtinha a coca e como esta era processada na Stepan Company, em New Jersey. Pela primeira vez, um porta-voz da corporação, Randy Donaldson admitiu que “ingredientes da folha de coca eram utilizados, mas que não havia cocaína e que tudo é severamente controlado pelas entidades regulatórias”. A Red Bull é outra cliente conhecida das folhas de coca da Stepan utilizando o seu extrato na Red Bull Cola.

Todos os anos, cerca de cem toneladas de folhas de coca seca e prensada são importadas do Peru pela Stepan sob supervisão da DEA. Segundo a Stepan, no processamento das folhas, a cocaína é totalmente extraída e descartada. Mas para onde? A Stepan diz vendê-la a uma empresa sediada em St. Louis de nome Mallinckrodt Incorporated. Esta empresa importa também ópio da Índia, a molécula THC extraída da marijuana medicinal plantada nos EUA e dedicando-se à fabricação de medicamentos a partir destes exóticos componentes.

Mas será que toda esta cocaína, extrato de canabis e ópio acabam mesmo em medicamentos? Segundo a matemática aplicada pelo site http://www.naturalnews.com, não.

Segundo parece, 300 gramas de folha de coca processadas produzem 1 grama de cocaína. Isto significa que as 100 toneladas de coca importadas pela Stepan correspondem a 333 kgs/ano enviadas para a farmaceûtica, o que a cem euros por grama corresponde à espantosa quantia de 34 milhões de euros/ano. Será que a Mallinckrodt usa estes 333 kgs em medicamentos, de forma total e integral? Ou será que esta cocaína em estado puro (letal) entra no mercado, sendo “cortada” na percentagem habitual de 1 em 20 partes produzindo assim 680 milhões de euros em doses individuais em 6.6 milhões de doses individuais? Ou toda esta cocaína entra no mercado norte-americano ou… serão destruídos pelo fogo, simplesmente? O que é mais provável?…

Fonte principal:
http://www.naturalnews.com/032658_Coca-Cola_cocaine.html#ixzz1OrZcluD5

Anúncios
Categories: Economia, Hoaxes e Mitos Urbanos | 8 comentários

Navegação de artigos

8 thoughts on “Sobre o uso de folha de coca na Coca-Cola

  1. Lenda urbana interessante essa ai eu não conhecia, mas Clavis quando vc vai falar sobre essa lenda urbana aqui? Que aliais é muito interessante.

    http://www.dominiosfantasticos.xpg.com.br/id836.htm
    http://www.dominiosfantasticos.xpg.com.br/id846.htm
    http://cheezburger.com/View/5423320320

    Diga-se de passagem, me pergunto como até hoje eu nunca percebi que o Sylvester Stallone é muito parecido com o Imperador Constantino, o Grande. Claro isso é apenas uma lenda urbana ou será que não?

  2. me pergunto pq nunca notei isso antes

  3. Aqui vai uma boa dica para o proximo artigo sobre Hoax um tema interessante e muito pouco divulgado mas que vale muito apena:

    http://en.wikipedia.org/wiki/Spring-heeled_Jack

    http://sp.steampunk.com.br/2010/09/29/o-misterio-de-jack-calcanhar-de-mola/

    • Esquisito, sim e nao conhecia! Mas tem muitas semelhancas com os igualmente intrigantes (e convincentes!) Avistamentos de homens-passaros no interior dos EUA…

    • Esse também nao coonhecia… sao fenómenos interessantes e que nao descarto automaticamente, mass sem duvida que ha falsos relatoos ai pelo meio. E numa epoca em que quase toda a gente anda com camaras nos telemoveis esperaria que houvessem hoje muito mais imagens (e mais crediveis) do que há…

      • Boa observação eu imagino quantas gerações vão ser aterrorizadas por essas e muitas outras, essas historias são muito interessantes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: