“Para Fernando Pessoa, o Quinto Império é um império de fraternidade e de paz universais”

“Para Fernando Pessoa, o Quinto Império, que surgiria após as quatro idades – Grécia, Roma, Cristandade, Europa – é um império de fraternidade e de paz universais, de acordo com o ideal de paz universal adoptado pelos rosacrucianos, depois de percorridas as etapas de um percurso iniciático em que o ser humano redescobriria a sua essência perdida, o que significa o reconhecimento do seu elemento divino. Finda a iniciação que conduz à redenção, o ser humano estaria preparado para viver num espaço que se situa fora das fronteiras portuguesas, um espaço universal. A Super-Nação, imagem especular do Éden Primordial, situa-se para além das fronteiras definidas pelos homens e é alcançada através da pulsão humana que encaminha o homem em direcção à sua natureza essencial.”(…)

Gabriela Lança
Revista Nova Águia
Número 7

O Quinto Império cumprir-se-á apenas quando tiver lugar no interior de um número suficiente de indivíduos dentro de uma determinada comunidade. Os povos de fala lusófona estão particularmente preparados para realizarem no seio das suas mentes essa transição para esta nova forma de Estar perante o mundo, para realizarem no seu interior a revolução interior que por meio de uma alquimia mental transformará radicalmente as nossas sociedades, transferindo para o seu (devido) aspecto secundário a Economia e a Finança e colocando de novo o Homem, a Cultura e a Língua nos lugares principais da ação e intervenção humana. As sociedades (e dentro delas, as economias) devem ser capazes de suprir todas as necessidades básicas dos seus cidadãos (Saúde, nutrição e habitação), mas devem focar-se na plena satisfação das potencialidades criativas do indivíduo, única forma pela qual a genialidade latente em cada cidadão se pode manifestar, havendo o devido (e exigido) contexto e sendo este devidamente capacitado pela Educação e por uma sociedade e economia adaptadas por forma a aproveitar em regime ótimo esse contributo individual, enquadrando-o num desígnio comunitário mais global e rentabilizando ao máximo o seu empenhamento na solução dos grandes problemas da atualidade: aquecimento global, ambiente, pobreza, aproximação dos povos lusófonos, descobertas de alternativas à afundante união europeia, energias alternativas, novas formas de cidadania e expressão democrática, etc.

Categories: Nova Águia, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: