Será que os discos voadores de Roswell eram de facto… armas secretas alemãs utilizadas por soviéticos?

Disco de Roswell (http://i437.photobucket.com)

Representação de Disco de Roswell... (http://i437.photobucket.com)

Todos conhecemos o “Mistério de Roswell”. Eu próprio já o abordei várias vezes, aqui no Quintus: http://movv.org/?s=Roswell e de facto, continua a ser o acontecimento OVNI mais intrigante da História… Ora surgiu a propósito de Roswell uma nova teoria que é – no mínimo – muito interessante e que gostaria de partilhar convosco: Os discos voadores de Roswell seriam… tecnologia nazi, utilizada pelos soviéticos.

Segundo esta teoria, em julho de 1947 os radares norte-americanos teriam localizado dois objetos deslocando-se a alta velocidade através do sul dos EUA. Os dois objetos moviam-se como um avião normal, mas mais rápido e parando no ar, subitamente, recomeçando depois o seu voo. Na época, nenhum aparelho voador era capaz de tal desempenho, pelo que foi ordenado ao experiente piloto Kenny Chandler que descolasse do seu aeródromo da Base Aérea de Kirtland procurando intercetar estes dois objetos. O piloto nunca chegou a observar visualmente os dois veículos voadores, mas pouco tempo depois um dos objetos iria despenhar-se no solo, perto de Roswell, no Novo México. Imediatamente, ao ver este acontecimento nos monitores de radar o “Joint Chiefs of Staff” assumiu o comando das operações de resgate e enviou uma equipa ao local que recuperou a estrutura da aeronave, assim como partes do seu sistema de propulsão e a energia que o propulsava. O veículo não tenha cauda nem asas, era completamente redondo, mas tinha uma cúpula montada no topo. Estes detalhes surgem num memorando militar desclassificado em 1994 e descrevem aquilo a que hoje poderíamos chamar de “disco voador”. Mais intrigante era ainda o facto existir num anel em torno do corpo redondo do disco uma fila muito longa de carateres cirílicos, o alfabeto usado na então União Soviética (hoje Federação Russa).

A conclusão era óbvia: os soviéticos dominavam uma tecnologia aeronáutica muito superior à dos EUA. Pouco depois, o “Joint Chiefs of Staff” recebeu informações sobre um segundo disco voador caído no solo. De urgência, os cientistas alemães Wernher Von Braun e Ernst Steinhoff, recuperados dos destroços da Alemanha nazi e trazidos para os EUA foram chamados e o mesmo aconteceu com outros alemães especializados em medicina aeronáutica.

Começou então a chamada “Operação Harass” dedicada a estudar a tecnologia recolhida nestes dois acidentes, sob a direção de um grupo militar de inteligência, o G-2. Algum tempo depois as conclusões preliminares foram conhecidas: os dois engenhos voadores tinham sido construídos pelo Homem e derivavam diretamente do trabalho de dois geniais engenheiros aeronáuticos alemães: os irmãos Walter e Reimar Horten… os conhecidos construtores de uma série de asas voadoras a propulsão hélice ou a reação.

Não há muitos elementos a reforçar esta teoria… Até certo ponto é plausível: os alemães trabalham de facto em vários projetos de engenhos voadores em forma de disco (como o V-7 e o V-8) e por aqui, no Quintus, já os abordámos com alguma extensão. Não é assim possível que os soviéticos tenham colocado as mãos em alguns protótipos ou planos destes engenhos. Já é mais difícil que os fossem experimentar em território dos EUA, quando tinham um país tão vasto para os experimentar em completa confidencialidade. Não há também qualquer indício de que os irmãos Horten tivessem trabalhado em discos voadores, já que todo o seu trabalho se concentrou efetivamente na concepção e fabricação de asas voadoras. A alusão ao seu nome poderia advir do conhecimento de que os cientistas alemães do projeto Paperclip tinham de forma imprecisa do seu trabalho especulando e dizendo aos seus novos amigos americanos que os estranhos objetos eram fruto do trabalho dos irmãos Horten. Tudo isto pode ser assim apenas um equívoco… mas ficam por explicar os carateres cirílicos (a menos que fossem também eles um erro de reconhecimento) e a própria presença destes engenhos, naturalmente, o maior e grande Mistério de Roswell…

Fonte:
http://gizmodo.com/5807380/were-roswells-aliens-nazi+powered-soviet-spies

Categories: OVNIs | 9 comentários

Navegação de artigos

9 thoughts on “Será que os discos voadores de Roswell eram de facto… armas secretas alemãs utilizadas por soviéticos?

  1. Parece-me q se de fato era um ovni alemão, quem levou vantagens foram os ianks…tem seus caças e bombarderos furtivos…Sds.

    • A historia tem uma certa credibilidade, admito… De leituras anteriores (ver a tag “os discos voadores da alemanha nazi”) acredito que sim, que os alemaes ensaiaram avioes a jato discoides e que os operaram a partir de uma base secreta na antardita, pelo menos ate 1947.
      Sera que um destes se despenhou em Roswell?…

  2. Essa teoria interessante, mas como o próprio post afirma: “Não há muitos elementos a reforçar esta teoria…” tenho certeza que Roswell tem muitas perguntas e poucas respostas, é bom ver novos post´s sobre esse tema.

  3. Odin

    CP,
    você já ouviu falar das Vimanas?

    Se disser que não, vou ficar muito surpreso. 😉

  4. ou vamos ver Vimanas voando sobre nova york eu ja falei sobre eles em comentarios, aqui no blog vc Clavis bem que podia fazer um post deles

  5. Odin

    O interesse de Hitler pela tecnologia alienígena.

    A sociedade secreta Vril
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Misticismo_nazi#A_Sociedade_Vril
    http://gppovnis.tripod.com/Artigos/Especial_Antarctida/VRIL-1.html

    Mas eu acho que von Däniken em sua obra “Chariots of the Gods?” (Publicado no Brasil como “Eram os deuses astronautas?”) pode não estar errado. As antigas religiões/mitologias como a dos Sumérios, as pirâmides egípcias, lendas sobre os crânios de cristal encontrados no México, América Central e Andes, as Vimanas do Hinduísmo, a família imperial japonesa ser “descendente da deusa Amaterasu”, faraós egípcios “descendentes dos deuses”, “os nove MUNDOS de Yggdrasil, a árvore cósmica”… eu não digo que são todas as religiões, mas as mais antigas religiões politeístas do passado, talvez visitantes do espaço cósmico tenham sido confundidos com “deuses” pelos pré-históricos habitantes da Terra, e que ajudaram na formação das primeiras civilizações, e sua avançadíssima tecnologia foi interpretada como “magia” pelos nossos simplórios e remotos antepassados. Alguns seres que consideramos mitológicos podem ser formas de vida extraterrestre, ou apenas fantasias da mente humana. Eu acho que os extra-terrestres não entram em contato direto com a Terra, não aparecem duma vez, porque estão nos observando constantemente, porque devem estar esperando que nós alcancemos o nível de evolução que justifique outras civilizações alienígenas mais avançadas se relacionarem conosco. No momento, talvez sejamos para eles o que formigueiros são para nós. Acho que, o que vai chamar a atenção deles para cá serão viagens tripuladas para fora do sistema solar e a terraformação de algum planeta, por exemplo, Marte.

    • Ja acreditei mais nisso do que hoje… Na verdade, acredito que no passado ocorria como hoje: havia visitantes (1 a 2 por cento) de todas as observacoes OVNI mas interferencias diretas? Acho extremamente improvavel… E sem provas concretas ja que todos esses possiveis sinais podem ter outra explicacao e lembro-me por exemplo do famoso “astronauta de Palenque”…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: