A Holanda vai encetar uma radical reestruturação do seu exército, marinha e força aérea

Patrulha Oceânico da Classe "Holland" (http://www.digitaljournal.com)

Patrulha Oceânico da Classe "Holland" (http://www.digitaljournal.com)

A Holanda está a iniciar um programa radical de cortes nas suas despesas militares:
1. Dois dos quatro patrulhas da nova classe “Holland” não chegarão afinal a entrar ao serviço devendo ser postos à venda,
2. Quatro dos seis navios caça-minas serão abatidos ao inventário
3. Os 60 blindados distribuídos atualmente por dois batalhões serão vendidos e a Holanda deixará de ter unidades de MBTs.
4. O exército holandês vai passar a ter apenas um batalhão de artilharia
5. Na força aérea, atual frota de 87 F-16 será reduzida a 68 aparelhos e um terceiro avião de abastecimento em voo não será, afinal, encomendado como estava previsto. Por fim, os últimos 14 helicópteros Cougar serão retirados ao serviço e – provavelmente – colocados à venda.

Estas grandes restrições incluem também a redução em 25% do pessoal do quartel general e o encerramento de diversas bases militares representando a maior redução de capacidade militar jamais registada na Holanda nas últimas décadas. Obviamente, o impulso para este plano de reorganização de forças vem das graves dificuldades orçamentais que atravessam hoje quase todos os países europeus.

Fonte:
Défense & Sécurité Internationale
Junho de 2011

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 16 comentários

Navegação de artigos

16 thoughts on “A Holanda vai encetar uma radical reestruturação do seu exército, marinha e força aérea

  1. Pingback: PLANO BRASIL - defesa geopolitica soberania (defense geopolitcs strategy intelligence security) - Vacas magras também na Holanda «

  2. Bem eu sabia que os países europeus já não dispunham de todo o poder que tinha no passado mais isso é surpreendente, ninguém poderia prever uma redução tão radical nas forcas armadas de um país de primeiro mundo alguns anos atrás. Aonde isso vai levar o ocidente?

    • Odin

      Eu também temo pelo Ocidente. Estão facilitando a vida daqueles que desejam ver a civilização ocidental ruir (ex. radicais islâmicos). 😦

      • O que vale ‘e que esses sao pobrissimos (os paises do norte de África) e em termos tecnologicos ainda mais atrasados que a China.
        Quanto a qualidade dos seus exercito: quantas guerras contra israel venceram os arabes?…

        • Odin

          Mas e o Irão com o seu programa nuclear? Só ingênuos acreditam que os iranianos vão usar só para fins pacíficos. E Israel não está se desarmando, ao contrário da Europa Ocidental. Está cada vez mais armado. Bom, enquanto estiverem unidos, terão forças para resistir a possíveis invasões, seja por parte da China, ou de regimes radicais islâmicos, ou da Rússia. Mas talvez a Rússia se alinhe à Europa Ocidental. E tem os EUA também.

          • O Irao ainda ‘e um tigre de papel… Ainda que tenha a bomba e misseis para a lancar (quase…) Nao tem mais nada. Numa guerra total seria cilindrado quase como esta a ser a Libia.
            A Russia vai alinar-se com o ocidente e hostiliza-la (pex com o escudo antimissil) ‘e erro crasso.

    • A um papel menor e cada vez mais secundario. Que sera preenchido pela China.
      Mas nao ‘e para ja! Tudo mostra que em termos tecnologicos a China ainda esta com vinte anos de atraso, pelo menos.

  3. Odin

    Clavis Prophetarum :O A Russia vai alinar-se com o ocidente e hostiliza-la (pex com o escudo antimissil) ‘e erro crasso.

    Eu não creio que a Rússia venha se alinhar aos EUA tão cedo. Mas se houver um afastamento entre o eixo Franco-Alemão e o eixo Anglo-Americano, talvez a Rússia se alinhe ao eixo Franco-Alemão para formar um eixo Franco-Alemão-Russo. Aí os USA e UK votariam a ter um bloco rival a altura deles.

    • ‘E uma questao de identidade de inimigos: o Islao que ameaca dilacerar o extremo oriente e o sul da federacao russa. Isso ira inevitavelmente empurrar os russos para os ocidentais.

      • Odin

        Apesar das antipatias, os russos são etnica e culturalmente europeus. Uma aliança sólida entre a Rússia e a Alemanha, por exemplo, os alemães usariam a sua tecnologia avançada para ajudar a Rússia modernizar a sua indústria bélica, aeroespacial, além de outros tipos de indústria. E com os franceses juntos, um super-bloco seria formado. A Rússia não se voltar para a Europa Ocidental, sobretudo Alemanha e França, é falta de esperteza. Vão confiar em quem? Na China? É preferível confiar na Índia. O Brasil é outro que devia buscar mais aliança com a Europa Ocidental.

  4. LuisM

    Mesmo com os russos cada vez mais aliados do Ocidente contra o inimigo comum do fundamentalismo islâmico (que o têm intrafronteiras), como muito bem o Odin referiu, o eixo franco-germano-russo é cada vez mais uma realidade evidente na geostratégia europeia dado a Rússia estar a ditar cartas no fornecimento de combustíveis fósseis, nomeadamente gáz e petrólio

  5. Os Rússos são e sempre serão “amigos” dos indianos, q possilvemente vai ultapassar a China em população nos proximos 20/30 anos. E contar c a ajuda de td p conter os fundamentalisatas islamicos..

  6. A Rússia c sua baixa população pretende ter na india o exercito p conter as hordas Chinesas, afinal, a siberia e logo ali…nações ñ tem amigos, e sim “interesses” , no momento, convergente; puro pragmatismo. sds.

  7. esse programa de redução já deve ter sido concluido

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: