Sobre as despesas sumptuárias em Estádios de Futebol dos CTT

CTT (http://www.spacioshopping.pt)

CTT (www.spacioshopping.pt)

“O conselho de Administração dos CTT não cortou as despesas de aluguer de 3 camarotes empresariais de que é titular nos estádios do Benfica, FC Porto e Sporting. (…) Trata-se de uma despesa que representa um custo de 415 mil euros anuais aos cofres dos Correios (…) a Administração dos CTT convidou António Mendonça, ministro das Obras Públicas e Paulo Campos, secretario de Estado das Obras Públicas para assistirem ao jogo no camarote”

Sol 8 de abril de 2011

Uma empresa pública não deve ser o recinto onde nababos torram fundos dos impostos em nababarias repugnantes. Se esta pandilha não sabe nortear a administração dos necessariamente sempre escassos fundos públicos com parcimónia e a devida sisudez que se exige a todos os gestores da Res Publica então ou devem ser demitidos ou devem ser criados os mecanismos que impeçam tamanhos desmandos.

As Empresas Públicas existem para cumprirem Serviços Públicos não para oferecerem camarotes em catedrais de corrupção e violência (desportiva e salarial) a amigos e políticos.

Categories: Economia, Futebol e Corrupção, Política Nacional, Portugal | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “Sobre as despesas sumptuárias em Estádios de Futebol dos CTT

  1. JOSE SALES

    Não há qualquer duvida que neste País a vergonha é coisa que não existe

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: