Daily Archives: 2011/05/11

Quids S23: Em que cidade foi tirada esta fotografia?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Anúncios
Categories: Quids S23 | 7 comentários

Sobre as despesas sumptuárias em Estádios de Futebol dos CTT

CTT (http://www.spacioshopping.pt)

CTT (www.spacioshopping.pt)

“O conselho de Administração dos CTT não cortou as despesas de aluguer de 3 camarotes empresariais de que é titular nos estádios do Benfica, FC Porto e Sporting. (…) Trata-se de uma despesa que representa um custo de 415 mil euros anuais aos cofres dos Correios (…) a Administração dos CTT convidou António Mendonça, ministro das Obras Públicas e Paulo Campos, secretario de Estado das Obras Públicas para assistirem ao jogo no camarote”

Sol 8 de abril de 2011

Uma empresa pública não deve ser o recinto onde nababos torram fundos dos impostos em nababarias repugnantes. Se esta pandilha não sabe nortear a administração dos necessariamente sempre escassos fundos públicos com parcimónia e a devida sisudez que se exige a todos os gestores da Res Publica então ou devem ser demitidos ou devem ser criados os mecanismos que impeçam tamanhos desmandos.

As Empresas Públicas existem para cumprirem Serviços Públicos não para oferecerem camarotes em catedrais de corrupção e violência (desportiva e salarial) a amigos e políticos.

Categories: Economia, Futebol e Corrupção, Política Nacional, Portugal | 2 comentários

A Escócia: Mais um Estado independente na Europa e do que isso pode representar para a Catalunha ou para a Galiza

A recente (e inesperada) vitória eleitoral do Partido Nacional Escocês (SNP) nas eleições regionais abriu as portas a um referendo para a independência nos próximos 5 anos.

A vitória dos independentistas resultou de um quase colapso dos partidos convencionais na Escócia algo especialmente sublinhado pela maioria absoluta alcançada pelo SNP. É claro que o primeiro ministro britânico já ameaçou os escoceses dizendo que: “Se decidirem fazer um referendo farei campanha para manter o Reino Unido intacto com todas as minhas forças.” os impérios resistem sempre ao seu inevitável tombo… sejam ele sediados em Londres ou em Madrid, capital de um império castelhano que insiste em oprimir culturalmente e linguísticamente as nacionalidades catalã, galega e sobretudo, a galega.

A eventual (e agora provável) independência da Escócia poderá servir de gatilho impulsionador para a independência de outras nacionalidades europeias, como a lusófona Galiza… O exemplo da libertação de uma só nacionalidade oprimida (neste caso pelo imperialismo britânico) poderá servir de catalisador para outros processos semelhantes noutros pontos do continente europeu. A Catalunha bem que poderá ser a carta seguinte a sair do baralho dos Estados centralizados da Europa. A Galiza estará mais distante, nesta difícil senda, devido aos séculos de colonização cultural e linguística castelhana, mas é possível assistir a um renascimento da identidade nacional galega, desde que haja vontade por parte dos galegos  e o devido apoio por parte da comunidade lusófona internacional. Uma missão que o MIL assumiu – faz já algum tempo – como sua dentro do mais sincero espírito de fraternidade lusófona.

Fonte:
http://www.publico.pt/Mundo/maioria-absoluta-dos-nacionalistas-abre-caminho-a-referendo-na-escocia_1493042

Categories: Lusofonia, Política Internacional | 58 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade