Daily Archives: 2011/04/25

Quids S23: Que criatura seria esta?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S23 | 8 comentários

Sobre o aparente (?) desinteresse dos Jovens na Política

Um estudo recente do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa indica que 6 em 10 jovens portugueses “não se sentem próximos de nenhum partido político”. Apesar disso, mais de metade dizem interessar-se pela política, isto apesar de serem também o segmento demográfico onde se regista maior abstenção. Esta anomalia revela uma importante disfunção do sistema democrático português que exige solução urgente, a bem da sua própria continuidade, preservação e qualidade.

É claro que os atuais partidos não cativam os jovens. É igualmente claro que estes não têm feito esforços para corrigir esta disfunção que – a prazo – coloca a sua própria sobrevivência em risco. Um ponto de escape poderia ter residido nas últimas eleições presidenciais, onde concorria – pela primeira vez na nossa história democrática – um candidato independente com reais possibilidades de ser eleito. Mas tal não sucedeu. Os jovens mantiveram-se globalmente alheados da campanha e até da votação, como sucedeu aliás nas eleições anteriores.

Os novos partidos (MMS, MEP, etc) também não os cativaram, como demonstram as suas votações realmente vestigiais… Os jovens interessam-se por política – demonstra-o este estudo – mas não querem saber das opções políticas que estão à sua disposição. Urge assim renovar o sistema, reformando os obsoletos e estafados partidos políticos, fundindo aqueles que são gémeos (o bi-partido PS-PSD) cindindo outros e criando novos, não mais segundo um anacrónico alinhamento Esquerda-Direita, mas segundo polos de interesse (os ditos “partidos de terceira geração”) como a ecologia, o código aberto, os direitos autorais, etc.

Falta novos partidos, a reforma dos existentes e a uma renovação profunda do sistema representativo: descentralizando o poder nos municípios e, sobretudo, admitindo a reforma do Parlamento pela sua divisão em duas câmaras e contemplando a eleição de deputados independentes de qualquer lista partidária, conforme defende o MIL nesta petição: http://www.gopetition.com/petition/26885.html

Fonte:
http://www.publico.pt/Sociedade/os-partidos-dizemlhes-pouco-a-politica-sim_1484519

Categories: Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | 2 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade