Daily Archives: 2011/04/22

Quids S23: Que exército era este?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Anúncios
Categories: Quids S23 | 18 comentários

Reflexão sobre o que Portugal investe na Educação

“Portugal gasta bastante com a Educação. A despesa pública neste sector atinge 4.6% do PIB, o que corresponde aproximadamente à média dos países da OCDE. Temos até um número de alunos por professor mais baixo do que vários países ricos. Em terceiro lugar, apesar daquilo que gastamos, o desempenho do nosso sistema de educação básica e secundária é desastroso. Apenas 47% dos nossos jovens concluíram o ensino secundário, quando a média da OCDE é de 80%”.
(…)
“Embora as causas dos problemas do nosso sistema educativo sejam vários e complexos, a ausência de uma cultura de avaliação dos professores está seguramente entre elas. Responder a incentivos faz parte da natureza humana. Quase todos nós fazemos mais e melhor quando sabemos que estamos a ser avaliados.”
Fernando Machado
Sol 1 de abril de 2010

Apesar de todo este investimento de escassos e preciosos recursos públicos e de melhorias sensíveis registadas nos últimos anos, a situação na Educação em Portugal não é satisfatória, especialmente se compararmos os níveis de investimento (semelhantes aos europeus) com os níveis de resultados (muito abaixo destes). A solução para o problema reside com certeza em duas grandes vertentes:
1. Inexistência de uma meritocracia na Função Pública. Neste respeito esta avaliação dos professores, que o PSD num perigoso desvio eleitoralista procurou anular, era um importante passo no bom caminho, ainda que dado de maneira incerta e muito mais complicado do que deveria ser (um bom sistema de avaliação deve ser sempre flexível simples e compreensível)
2. Uma atitude Facilitisto-estatiquizante que para alcançar certas métricas internacionais instituiu o Facilitismo onde se carecia de Exigência. A avaliação – dos professores e dos alunos – não é exigente, não premeia pais e alunos pelo bom desempenho e muito menos faz o mesmo com os melhores professores.

Existe outra abordagem possível: Sou um defensor acérrimo do serviço público – especialmente na área da Educação e da Saúde – mas não partilho do dogma segundo o qual este serviço público tem que ser necessariamente prestado em escolas públicas. Não me repugna assim o chamado “cheque ensino” em que o Estado daria aos pais a opção de gastarem o equivalente ao que o Estado gasta na Escola Pública numa escola privada. Falta é provar que a escola privada consegue oferecer o mesmo serviço pelo mesmo preço… a ter em conta os preços escandalosos cobrados na maioria dos colégios privados, tal é altamente duvidoso…

Categories: Economia, Educação, Política Nacional, Portugal | 5 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade