Daily Archives: 2011/03/27

Manuel Ferreira Patrício: “Hoje, a União Europeia é inimiga fidagal da postura nacionalista”

Manuel Ferreira Patrício (http://www.ensino.eu)

Manuel Ferreira Patrício (http://www.ensino.eu)

“Hoje, a União Europeia é inimiga fidagal da postura nacionalista. Com tal posição se opõe a uma alta tradição de poetas, escritores e artistas portugueses que realizaram uma obra ímpar de expressão nacional. Lembro Pascoaes, Pessoa e Almada – três extraordinários poetas e artistas cultores da nacionalidade portuguesa.”
(..)
“Hoje o português vive de costas viradas para si mesmo, tem vergonha de quem foi, recusa-se a dizer quem é, não tem projeto para ser alguém no futuro.”
(…)
“o que veio a acontecer foi que se chegou a um investimento na não-identidade, a pretexto da declarada magna importância de uma ilusória supra-identidade (europeia, socialista, democrática…)”
Manuel Ferreira Patrício
Número 6
Revista Nova Águia

A construção daquele monstro sem nome e rosto a que os eurocratas e os seus lacaios do Paço gostam de chamar de “edifício europeu” passa precisamente pela desconstrução do conceito de “pátria” ou “nação”. Para que este constructo arquitetado pelos conspiradores de Bilderberg e de outros governos-sombra mundiais possam cumprir os seus propósitos há que despersonalizar cada cidadão europeu, fazendo-o esquecer da sua identidade nacional e diluindo-o numa entidade difusa e anacional, num feixe de interesses economicistas e egóticos de curto prazo. Um bom “europeu” será assim sempre um bom consumidor, um personagem cinzento a quem interessa apenas a manutenção dos seus elevados padrões de consumo e a quem é indiferente o destino do mundo e dos Outros.

Quanto mais desmemoriados estiverem os povos quanto ao seu passado e identidades nacionais, melhor se cumprirão os planos dos federalistas… quanto menos História e menos Língua e personalidade cultural, melhor se anexarão todos os europeus segundo esse formato cinzento da “Europa do ferro e do aço”.

Categories: Economia, Movimento Internacional Lusófono, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | 4 comentários

Paulo Morais: “O financiamento partidário é hoje um investimento certo, de retorno rápido e colossal”

“O financiamento partidário é hoje um investimento certo, de retorno rápido e colossal.”
Paulo Morais, JN, 5.01.2011

Não o duvidemos: o financiamento partidário e, sobretudo a lei recentemente aprovada no Parlamento que intensifica ainda mais o autêntico saque que os Partidos lançam sobre os nossos impostos é um dos grandes problemas do nosso tempo.

Os Partidos conseguem estourar em cada campanha eleitoral dezenas de milhões de euros em troca de uma muito duvidosa eficácia eleitoral. Vejamos por exemplo, as últimas presidenciais: somente o PCP (Francisco Lopes) e o BE/PS (Manuel Alegre) tiveram cartazes em Outdoor. Isso contudo não obstou a uma derrota humilhante para o segundo nem que o primeiro tivesse uma votação muito abaixo do que seria de esperar até para o fiel eleitorado do PCP.

Na verdade, a esmagadora maioria destas despesas de Campanha são inúteis e nada contribuem para alterar o sentido de voto. Alimentam algumas empresas de marketing político ou tipografias mas não mudam nada nos sufrágios, como ficou demonstrado nas Presidenciais de 2011. Defendemos assim uma severa redução dos financiamentos de campanha para além da redução do monopólio quase absoluto que os Partidos detêm hoje sobre a vida política em Portugal, posição que afirmámos também através DESTA petição.

Categories: Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade