Qual é atualmente o papel mais adequado para a Moeda? Qual poderá ser nesta Nova Economia o papel de uma Moeda Local?

BerkShares (http://www.newmediaexplorer.org)

BerkShares (www.newmediaexplorer.org)

Considerando as caraterísticas de uma Nova Economia, surge a questão do dinheiro: qual será o papel mais apropriado para a moeda? Que entidade ou entidades devem emiti-la? Quanta deve ser colocada em circulação e em que bases? Como determinar o seu valor uma vez que esteja em circulação? Como pode a sua estruturação favorecer o financiamento de empresas de base regional na produção de bens numa forma sustentável para os mercados locais?
À medida que a crise financeira global continua, os economistas começam a estudar como é que as políticas monetárias pode ter desempenhado um papel nesta crise. Alguns começam também a ficar preocupados com o predomínio de uma só moeda como um meio global de troca. Regressa-se à ideia de Friedrich Hayek de “moedas concorrentes”. Hayek defendia que a população podia escolher entre várias moedas emitidas privadamente. A moeda com o mais forte poder de compra, seria naturalmente a favorita, disciplinando assim as restantes. Os historiadores económicos recordam-se das moedas emitidas diretamente pelos Bancos e que contribuiram para o crescimento e desenvolvimento dos EUA nos seus primeiros anos. Neste contexto, uma das Moedas Locais mais bem sucedidas dos EUA, a BerkShares,  utilizada na região de Berkshire no Massachusetts tem merecido recentemente especial atenção, desde logo porque é de emissão privada e depois porque é aceite em qualquer um dos 13 balcões locais dos 5 Bancos que participam no projeto. Na cotação atual, 99 dólares podem ser trocados por 100 BerkShares em qualquer um destes balcões por forma a adquirir bens ou serviços em qualquer um dos mais de 400 estabelecimentos aderentes. Desde a sua fundação, mais de 2.8 milhões de BerkShares foram emitidas e em cada dia, estima-se que existam pelo menos 135 mil em circulação.

A BerkShares é uma iniciativa dedicada a estimular o consumo local dos bens e serviços produzidos localmente. Esta Moeda Local não é – por enquanto – independente do dólar e é suportada pelos dólares depositados nos Bancos onde entra em circulação. Em consequência, flutua com o dólar. Contudo, isso pode vir a mudar daqui a pouco tempo já que o quadro de diretores da BerkShares planeia lançar um empréstimo por forma a ligar a Moeda Local à produção local. Este será o primeiro de vários, com a intenção de financeira a produção local de bens que são – até agora – importados do estrangeiro ou de outras regiões. Os empréstimos terão requisitos sociais e ambientais e exigirao também um sólido plano de negócios. Prioritariamente, dar-se-á suporte a necessidades básicas como alimentos, vestuário, habitação e energia renovável.

Atualmente, a BerkShares está indexada diretamente ao dólar. Mas isso pode mudar. Está a ser estudada a composição de um conjunto de bens, de produção local, desde queijo a feijões, passando por produtos industriais localmente fabricados para formarem uma cotação independente para a Berkshares. Desta forma, mesmo se a cotação internacional do dólar cair, a moeda local seguirá independente, na sua própria cotação.

A moeda local BerkShares segue sendo assim uma das experimentações mais importantes no campo das Moedas Locais e consolidará desta forma a sua independência, resiliência e capacidade para conseguir contribuir para o desenvolvimento sustentado e humano da região onde está implantada, continuando a ser um exemplo para o resto do globo.

Fonte:
http://www.neweconomicsinstitute.org

Anúncios
Categories: Economia, Movimento Internacional Lusófono | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: