Sobre o Pré-Sal angolano

“Já há algum tempo que se sabia que Angola se preparava para extrair petróleo do pré-sal. Esta semana, a notícia acabou por ser confirmada pela Sonangol” (…) É uma exploração completamente diferente, envolvendo investimentos maiores e complexidades tecnológicas também muito maiores” (…) O pré-sal é um conjunto de rochas sedimentares, sob a camada de sal, e formou-se em condições paleontológicas especiais no Atlântico Sul. Na costa angolana, localiza-se entre os 2 e os 5 mil metros de profundidade”.
Carlos Ramos
Sol 28 de janeiro de 2011

Depois do Brasil, Angola é o seu país lusófono bafejado pela sorte de um generoso pré-Sal. É certo que os custos da exploração do petróleo a estas profundidades são elevados mas com o petróleo acima dos 100 dólares o barril e isto em plena crise nas economias desenvolvidas, a imparável sede energética da China e da Índia parece certo que Angola manterá um sólido crescimento económico durante as próximas décadas, graças ao Pré-Sal.

São boas notícias para Angola. Mas há que ter sempre no horizonte que – com a notável excepção norueguesa – o petróleo raras vezes trouxe desenvolvimento sustentado e generalizado a um país. Esperemos que com as devidas medidas de Democracia, Educação (e muitos jovens altamente qualificados começam a regressar a Angola) e Distribuição de rendimentos (seguindo o modelo de Lula) Angola se conseguir juntar a esta exclusiva lista de excepções.

Anúncios
Categories: Economia, Lusofonia, Política Internacional | Etiquetas: | 19 comentários

Navegação de artigos

19 thoughts on “Sobre o Pré-Sal angolano

  1. pedronunesnomundo

    *OFF-TOPIC*
    parabéns pela nova decoração 😉
    …tudo se transforma

  2. Otus scops

    CP

    também gosto!!!

    no entanto vou fazer duas sugestões, uma de ordem objectiva e outra de ordem subjectiva, respectivamente:
    – o frame da direita é muito largo e causa algum estreitamento na nona de comentários
    – o header é escuro, gostava mais daquele em azul, à Quintus!
    😉

  3. Otus scops

    mais três sugestões:
    – colocares os “Comentários Recentes” no topo da página por troca com os anúncios
    – na home page colocares novamente a indicação do número de comentários em baixo junto das tags
    – pagares a quantia que a WordPress pede para poderes atender aos meus pedidos…
    😀

  4. Otus scops

    CP

    obrigado!
    reparei naquela imagem de fundo a dizer QVINTVS, está muito giro, dá um ar distinto, a cara do dono!
    😉

  5. pedronunesnomundo

    *OFF-TOPIC*

    estava aqui a consultar o score e a ver como a Vicky está a papar a concorrência sem piedade 😉

    • Vicky

      Estava a lêr a noticia e reparei na quantidade de comentários e eis que afinal…só um está relacionado com a mesma. ih ih ih

      Para ajudar a esta situação:

    • Vicky

      …continunado…

      CP: Parabéns pelo novo “look”. Gostei
      Pedro: Tu e o Otus é que estão a permitir este avanço que confesso estar supreendida.

      🙂

  6. O desafio agora é fazer com que esse dinheiro vá para o povo de angola e não para as mãos de alguns corruptos.

  7. Ps.: Eu gostava mais do visual anterior, mas esse é legal.

  8. de vez em quando refresco isto… para não ficar morto demais!
    🙂

  9. Gostaria que fizessem o mesmo com algumas pessoas e instituições aqui no meu país, seria muito benéfico para todos nos.

  10. Riquepqd

    Visando uma blindagem de seu próprio pré-sal, o Brasil está coordenando os trabalhos da ZOPACAS – Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul.

    O Brasil está visando uma maior integração e fortalecimento entre as 24 marinhas dos países do Atlântico Sul, para formar uma espécie de escudo para tentar proteger as riquezas marinhas dos países da região.

    Pela África, participam todos os países da costa do Atlântico entre Senegal e África do Sul, incluindo Cabo Verde e São Tomé e Príncipe.

    Pela América do Sul, participam Brasil, Argentina e Uruguai, curiosamente o Chile que também tem uma pequena faixa de costa no Atlântico foi excluído.

    O Reino Unido mesmo com as Malvinas também ficou de fora por motivos óbvios.

    O próximo encontro do grupo está previsto para ser realizado em Montevidéu, em setembro.

    http://www.itamaraty.gov.br/sala-de-imprensa/notas-a-imprensa/mesa-redonda-da-zona-de-paz-e-cooperacao-do-atlantico-sul-zopacas-brasilia-6-e-7-de-dezembro-de-2010

    http://www.ceps.asso.fr/Actualite/270

    http://www.infoescola.com/geografia/zona-de-paz-e-cooperacao-do-atlantico-sul-zopacas/

      • Riquepqd

        Angola também, todos os países da costa atlântica africana entre Senegal e África do Sul.

    • otusscops

      “Além das iniciativas de cooperação, destacam-se as iniciativas de caráter político-diplomático, em especial no campo da proteção ambiental, desnuclearização e solução pacífica de conflitos entre seus integrantes.”
      afinal que vai invadir a Amazónia será a ZOPACAS (nome giro) para protegê-la dos brasileiros.
      é uma boa medida, protegerem-se de si próprios!!!
      😈

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: