Daily Archives: 2011/02/15

Quids S22: Em que dia foi tirada esta fotografia?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S22 | 10 comentários

Em 2010, 52.7% da eletricidade consumida pelos portugueses foi “verde”

“Em 2010, 52.7% da eletricidade consumida pelos portugueses foi “verde”, um máximo histórico. (…) A produção de energia limpa, excluindo as barragens, permitiu poupar no ano passado 520 milhões de euros na importação de combustíveis fósseis e evitar a emissão de 7.2 milhões de toneladas de CO2, conseguindo-se cerca de 110 milhões de euros de poupança em licenças de emissões”
(…) “no último trimestre de 2010, terem sido instalados mais 300 megawatts (MW) de potência eólica, os quais só este ano vão entrar em regime de cruzeiro.”
“Este ano de 2007 a produção de eletricidade renovável possa gerar poupanças na ordem dos 700 milhões de euros – partindo do princípio de que o preço do petróleo vai estabilizar nos 100 dólares”
“Segundo os dados da REN (…) no ano passado pela primeira vez Portugal teve mais eletricidade proveniente de parques eólicos do que de centrais de carvão.”
Sara Ribeiro
Jornal Sol de 7 de janeiro de 2010

É só o começo… A capacidade de produção eletro-eólica ainda está muito longe de estar completamente explorada e – a prazo – uma rede de distribuição inteligente e interligada com Espanha pode servir de importante fonte de capitais pela exportação de energia até outros países europeus.

Há ainda que lançar medidas de estímulo que reforcem o incentivo à autonomia energética dos particulares e das empresas (essencialmente por via fiscal) e, sobretudo, que incentivem à investigação de aerogeradores mais eficientes e à construção de unidades de produção que autonomizem o país em relação às importações deste tipo de equipamentos. Produzir localmente, para independentizar energéticamente e criar Conhecimento e Desenvolvimento deve ser o mote principal dos Governos deste país… tendo sempre no horizonte o imperativo de sobrevivência global chamado “alterações climáticas” e reeducação das emissões de CO2 e o grave facto determinado pelo peso de 60% que as importações de energia impõem sobre o nosso défice comercial e aquele monstro chamado “dívida externa”. Com efeito, é precisamente nas energias renováveis (eólica, solar e das ondas) que Portugal tem, no contexto de um mundo cada vez mais sedento de energia, um dos raros “produtos” que pode exportar em grandes quantidades.

Categories: Ecologia, Economia, Política Nacional, Portugal | 2 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade