Daily Archives: 2011/01/16

Vicente Jorge Silva: “O estado de impotência a que chegaram os actuais governos europeus (nomeadamente os de inspiração social-democrata) e a Administração Obama para cortar o nó górdio da crise actual é revelador do peso terrível de um legado que deixou os mercados completamente entregues a si mesmos”

Vicente Jorge Silva (http://www.portais.ws)

Vicente Jorge Silva (http://www.portais.ws)

“O estado de impotência a que chegaram os actuais governos europeus (nomeadamente os de inspiração social-democrata) e a Administração Obama para cortar o nó górdio da crise actual é revelador do peso terrível de um legado que deixou os mercados completamente entregues a si mesmos.
(…)
“Os projectos de regulação financeira solenemente anunciados nos dois lados do Atlântico – e timidamente encetados nos Estados Unidos – não chegaram para desanuviar o ambiente e lançar uma ponte sólida para a saída da crise.
Pelo contrário, alguns dos principais agentes responsáveis pelos desmandos da “economia de casino” exibem hoje uma impunidade total e até uma prosperidade obscena.
(…)
Os contribuintes comuns e os desempregados pagam os custos da crise enquanto muitos dos que estiveram na sua origem prosperam”
(…)
Tudo isto é feito em nosso nome, em nome da salvação de uma moeda, de uma União Europeia reduzida a mortalha dos ideais que a viram nascer”.

Vicente Jorge Silva
Sol 10 de dezembro de 2010

Se os Mercados têm como reféns os Estados da Europa é apenas porque eles deixaram que assim fosse. Os Estados da Europa alinharam com os neoliberais norte-americanos para na década de 90, destruírem as barreiras alfandegárias e – sem contrapartidas – desmantelarem as suas indústrias e as deslocalizarem para o Extremo Oriente. No processo os grandes senhores da Finança e os grandes accionistas multiplicaram por várias vezes as suas fortunas. Os Trabalhadores europeus pagaram a fatura, com níveis de Desemprego crescentes com efeitos profundos na Economia mascarados apenas pelo Crédito crónico e impossível de sustentar a prazo.

Os tempos do Crédito barato acabaram. Assim como os das fronteiras comerciais escancaradas e das deslocalizações. Os governos europeus têm que começar a inverter o processo de desindustrialização e a recuperarem todo o tecido produtivo que perderam. Urge também devolver aos setores produtivos (agricultura, pescas e indústria) o papel central nas economias europeias que perderam a favor do estéril setor financeiro. Onde se deixou instalar a opacidade, a isenção fiscal e de responsabilidades sociais e os Lucros desmedidos e injustificados, há que cessar com a selvajaria, determinar produtos financeiros que sejam claros, compreensíveis e diretamente envolvidos em atividades produtivas e determinar tetos máximos de lucros, solidamente alavancados numa destruição global de todos os “paraísos fiscais” devolvendo aos contribuintes os imensos capitais que deles hoje se furtam, fazendo regressar aos setores produtivos os capitais que hoje se aplicam nos virtuais e improdutivos mundos financeiros. Sobretudo, há que devolver aos Povos o que o Capital, os Especuladores e os Banqueiros lhe roubaram: a Esperança.

Categories: Economia, Política Internacional, Política Nacional, Portugal | 3 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade