Daily Archives: 2011/01/15

Descoberta (mais) uma mutação genética que explica o comportamento criminoso

Existem indícios de que a mutação de um gene pode estar por detrás de comportamentos violentos por parte de pelo menos alguns dos detidos nas prisões da Finlândia. A mutação ocorre no gene HTR2B e bloqueia a produção do recetor para a serotonina 2B, o que impede que esse neurotransmissor por ser processado no cérebro onde ocorre a mutação. Em consequência, a capacidade do indivíduo afetado para refrear as suas ações e – mais, para antecipar as suas consequências, fica seriamente comprometida.

A descoberta finlandesa foi de que esta mutação é três vezes mais comum entre criminosos violentos do que entre a população comum. Parece haver outras mutações semelhantes (com efeitos idênticos) noutras populações do globo e o tipo de crime que está ligado a esta deficiência genética é muito específico: crimes violentos não planeados, não recorrentes e sem ganhos financeiros. Em quase todos os casos observados, o álcool funcionou como gatilho para a ação violenta, o que sugere uma relação entre este gene e a forma como o álcool é processado no cérebro.

Resta agora a questão de saber o que fazer com esta informação… Poder-se-ia fazer um rastreamento global de uma população em busca desta mutação, mas a sua presença não é determinante, já que muitos indivíduos com a dita nunca chegam a exibir este comportamento ao longo da sua vida e o mesmo se pode dizer quanto a outras mutações descobertas desde a década de 90 e que influem diretamente no comportamento violento de alguns indivíduos.

A mutação não é, portanto, determinante. Mas quem é afetado por ela deve ser preso ou… internado? Isto é, se a pessoa sofrendo das consequências destes genes “agressivos” não é totalmente condicionada pela sua vontade consciente quando executa estes crimes específicos, terá o Estado direito (Justiça) para o deter, quando o verdadeiro motor para as suas ações não foi determinado pela vontade do seu agente?

Fonte:
http://www.newscientist.com/article/dn19903-impulsivity-gene-found-in-violent-offenders.html?DCMP=OTC-rss&nsref=online-news

Categories: Justiça | Deixe um comentário

Hoax: O Mito da “Experiência Socialista” de Adrian Rogers

Já recebi várias vezes uma mensagem que – oculta sob diversos títulos – pretende ser uma mensagem de um certo “professor de economia” de nome Adrian Rogers. O texto circula há anos sob a forma de corrente de mail, em várias línguas e é de facto da autoria de alguém que tinha esse nome, mas que – ao contrário do que alega a corrente – não só não era economista como nunca fez a dita “experiência” na sala de aula como (sobretudo) não era economista e professor da Universidade Texas Tech mas… pregador evangélico.

O mito urbano (hoax) que circula por aí alega que ele teria conduzido esta experiência social em 1931. Ora aqui está, desde logo, a primeira mentira… já que 1931 foi o ano em que nasceu Adrian Rogers.

O personagem em si, foi um dos mais conhecidos tele-evangelistas da sua geração, tendo falecido em 2005. Entre 1972 e 2005 o evangelista multiplicou o número se fiéis que atendiam aos seus sermões na igreja Batista de Bellevue, na cidade de Memphis a um ponto tal que em 1989 essa congregação tinha bens imobiliários avaliados em mais de 80 milhões de dólares. Data dessa época a formação da sua própria seita cristã, a “Convenção Batista do Sul” que hoje tem mais de 16 milhões de seguidores em todo o globo.

Adrian Rogers era um orador muito dotado e um politicamente muito conservador tanto que chegou a organizar um boicote contra a Walt Disney por esta conceder benefícios aos companheiros de trabalhadores gays.

Este é o texto original (em inglês) do mito urbano (hoax):
“You cannot legislate the poor into freedom by legislating the wealthy out of freedom. What one person receives without working for, another person must work for without receiving. The government cannot give to anybody anything that the government does not first take from somebody else. When half of the people get the idea that they do not have to work because the other half is going to take care of them, and when the other half gets the idea that it does no good to work because somebody else is going to get what they work for, that my dear friend, is about the end of any nation. You cannot multiply wealth by dividing it.”

Fontes:
http://www.quatrocantos.com/LENDAS/419_adrian_rogers_experimento_socialista.htm
http://www.lwf.org/site/PageServer?pagename=abt_AboutAdrianRogers
http://pt.wikilingue.com/es/Adrian_Rogers
http://nequidnimis.wordpress.com/2009/12/15/adrian-rogers-1931/

Categories: Economia, Hoaxes e Mitos Urbanos, Sociedade | Deixe um comentário

Querem afastar o Apophis com… velas solares

Se há coisa que devemos recear é… um certo asteróide que dá pelo nome “Apophis”, que nos próximos anos irá aproximar-se perigosamente da Terra com todas as consequências fatais que daqui podem advir. Ora é para lidar com Apophis que um investigador francês de nome Jean-Yves Prado propõe uma “vela solar inversa”, isto é a protecção da superfície do asteróide com um material escuro que desvie ligeira, mas de forma significativa o orbita de Apophis pelo efeito do vento solar e que assim reduza as possibilidades de um impacto com a Terra.

Este método seria teoricamente suficiente para alterar a órbita de Apophis num grau suficiente para que se afastasse da órbita da Terra e assim reduzisse a zero as atuais possibilidades de impacto em 13 de abril de 2036.

A grande objeção é que este “efeito solar” pode aproximar ainda mais da Terra o perigoso asteróide, se o efeito na sua órbita desta “vela solar” não for bem calculado.

A proposta passa por instalar quatro velas solares de 200 kg cada no asteróide e abertas a alguns quilómetros sobre o asteróide depois de fixas à sua superfície. A formação seria orientada a partir de Terra por um módulo de controlo de forma a garantir o afastamento de Terra do perigoso asteróide.

A tecnologia já existe e não é particularmente complexa, tendo sido já testada por japoneses e norte-americanos. O volume total da missão poderia ser lançado de um foguetão russo Soyuz-Fregat confortavelmente até 2019 e ser completada com uma segunda missão, redundante, no ano seguinte. Há portanto os meios técnicos e financeiros para reduzir as hipóteses de Apophis destruir a vida na Terra… as hipóteses deste impacto suceder são de 1 para 250 mil, o que não parece muito, mas… com tamanha escala de consequências, será que queremos mesmo arriscar e não fazer nada para evitar o Apocalipse???

Fonte:

http://www.space.com/scienceastronomy/solar-sail-possibly-divert-dangerous-asteroid-impact-101222.html

Categories: SpaceNewsPt | 3 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade