Daily Archives: 2011/01/07

Quids S22: Em que cidade foi tirada esta fotografia?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

 

Categories: Quids S22 | 13 comentários

Da generosa oferta de ajuda do Brasil na questão da “Dívida Soberana” portuguesa

Neste momento de dificuldades em que a partidocracia e o bi-partido PS/PSD nos meteu, graças à lassidão e abstencionismos crónicos da maioria dos portugueses, a ajuda dos amigos pode revelar-se crucial.

Enquanto franceses e alemães nos atiram farpas e insultos vários, camuflando de forma muito pouco credível a sua vontade secreta de nos expulsarem do Euro, os amigos da Lusofonia (como Timor) exprimem a sua vontade em ajudar a sua mátria neste momento difícil. O Brasil – caminhando a passos largos para se torna na 5a potencia mundial – não quer ficar atrás na expressão de uma solidariedade lusófona que os nossos governantes (lacaios dos interesses tercializantes da Europa) e também já se prontificou a ajudar Portugal.

Lula da Silva declarou que o seu país irá fazer todo “esforço que estiver ao seu alcance” para Portugal possa sair da crise profunda em que hoje se encontra mergulhado. Lula fazia assim eco das palavras recentes do Dom Duarte Nuno de Bragança que teria declarado “ter conversado com governantes em Brasília que lhe garantiram que o Brasil estava disposto a emprestar a Portugal a um furo mais baixo que o do FMI”.

Neste contexto, a anunciada deslocação do ministro das finanças português ao Brasil, para conversações com o seu homólogo de forma que este país lusófono identifique a melhor forma de “ajudar mais no investimento em Portugal”. O ainda presidente brasileiro acrescentou um voto de confiança nas economias dos países ibéricos: “Portugal e Espanha, embora estejam a viver um momento adverso nas suas economias, são dois países que têm uma estrutura do ponto de vista social estável. Não há possibilidade da gente imaginar Portugal e Espanha voltarem a ser países pobres como eram há 30 anos. São dois países que conquistaram uma estatura de países pequenos, mas com status social avançado”, somando depois uma crítica velada à falta de solidariedade alemã indicando que “os países grandes devem ajudar os pequenos”.

A importância dos resultados no Brasil para a maioria das empresas que estão presentes nesta grande economia lusófona tem sido crescente, nos últimos anos e tem sido decisiva para compensar a estagnação ou decréscimo de atividade em Portugal. A estratégia de internacionalização lusófona de empresas como a PT (apesar da falta de visão estratégica dos seus acionistas) e a EDP (que tem no Brasil já 20% da sua faturação) é essencial para a aproximação das sociedades lusófonas. Aplaudimos assim esta aproximação, assim como a expressão brasileira de apoio a um país irmão em dificuldades. E este apoio não é meramente verbal… como o prova a escala do investimento da Embraer em Évora, o apoio de Lula da Silva à continuação da PT em terras de Vera Cruz e outros negócios de grande escala que estão agora a ser preparados. Num cenário em que a Europa revela a falta de coesão e solidariedade num clima de violentos ataques dos Especuladores ao Euro, Portugal deve buscar alternativas ao Eixo Europeu e encontrá-las nas perenes ligações de cultural, língua e emoção dentro do espaço da Lusofonia.

Fonte:
http://economia.publico.pt/Noticia/lula-da-silva-brasil-fara-o-que-estiver-ao-seu-alcance-para-ajudar-portugal_1469355

Categories: Brasil, Economia, Lusofonia, Movimento Internacional Lusófono, Política Nacional, Portugal | 42 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade