Daily Archives: 2011/01/04

Quids S22: Que artista é este?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Anúncios
Categories: Quids S22 | 4 comentários

A CP prepara-se para alienar as linhas sub-urbanas. E consequências…

(…) “alienar do portefólio da CP duas unidades de negócios que têm dado prejuízo – 24.2 milhões de euros em 2009 – e que necessitam de fortes investimentos no curto e médio prazo, principalmente no caso de Lisboa. Contudo, o negócio é apetecível para as empresas privadas.
(…) a subconcessão (para o presidente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário) trará más notícias. “Para as linhas darem lucro, os preços dos bilhetes têm de aumentar. Ou as indemnizações compensatórias sobem, ou então despendem-se trabalhadores”.

Sol
17 de dezembro de 2010

Esta alegre caminhada para a concessão a privados das linhas de caminho de ferro suburbanas é, muito perigosa. Quando idêntica medida foi executada no Reino Unido houve nos anos subsequentes uma multiplicação dos acidentes ferroviários mortais. À privatização, no Reino Unido, correspondeu uma severa contenção nos custos de manutenção e de pessoal, e logo, uma grande redução na segurança daquele que era – antes da privatização – uma das melhores redes ferroviárias do mundo.

Há que pensar neste exemplo, aprender com os erros dos outros e, sobretudo, evitá-los. Se queremos tornar os transportes públicos uma alternativa credível e generalizada aos transportes privados (esses grandes sorvedouros de importações de petróleos e emissores de CO2), não podemos reduzir a qualidade dos seus serviços ou a segurança dos mesmos. E isso tem que ser equacionado. Mas não está. Apenas se está a pensar em fazer com que a CP “faça dinheiro” da forma mais rápida possível: concessionando linhas suburbanas. E o resto que se dane. As nossas vidas incluídas.

Categories: Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Sobre o falhanço do último lançamento do GSLV indiano e das suas consequências…

A explosão do mais importante e ambicioso foguetão jamais desenvolvido na Índia, o “Geosynchronous Satellite Launch Vehicle” (GSLV) comprometeu seriamente as ambições indianas de disputar com russos e europeus o lucrativo mercado de lançamento de satélites e até os planos indianos de colocar astronautas no Espaço a breve trecho.

O GSLV explodiu em pleno voo após apenas um minuto de um voo onde devia colocar em órbita um satélite de telecomunicações. Este acidente é o segundo em apenas um ano e indica que algo está muito mal no programa espacial indiano. O insucesso vai também ter impacto na data prevista para o primeiro voo tripulado indiano que deveria usar um GSLV e cuja data estimada de 2016 está agora ameaçada e o país deverá perder ainda mais terreno para o vigoroso e muito bem encaminhado programa espacial chinês.

Fonte:
http://www.defencetalk.com/failed-rocket-launch-threatens-indias-space-ambitions-30815/

Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade