Indícios sobre a existência de aminoácidos em Titã

Imagem do solo de Titã captada pela sonda europeia Huygens (http://nssdc.gsfc.nasa.gov)

Imagem do solo de Titã captada pela sonda europeia Huygens (http://nssdc.gsfc.nasa.gov)

Um novo estudo indica que moléculas complexas – necessárias à aparição de vida – podem ter-se desenvolvido em Titã. As moléculas orgânicas que caiem da atmosfera deste satélite de Saturno sobre a sua superfície podem ter reagido com a agua líquida na superfície e formado aminoácidos, um dos componentes essenciais à vida tal como a conhecemos na Terra.

A água no solo de Titã pode ter aqui aparecido em resultado da queda de cometas e pode manter-se no estado líquido o tempo suficiente para que estas reações tenham lugar. Esta água permitiria a formação destas moléculas e resolveria assim o problema que a falta de oxigénio representa para a aparição de vida neste estranho satélite de Saturno.

Titã é cada vez mais um dos lugares mais interessantes do mundo para procurar vida… e um dos locais do Sistema Solar para onde já devia haver uma sonda com um lander a caminho… mas não há. Nem sequer há planos para tal, de resto.

Fonte:
http://www.space.com/scienceastronomy/titan-biomolecules-organic-101214.html

Anúncios
Categories: SpaceNewsPt | Etiquetas: | 29 comentários

Navegação de artigos

29 thoughts on “Indícios sobre a existência de aminoácidos em Titã

  1. Otus scops

    aminoácido agora escreve-se amino-ácido???

    quanto ao tema é sempre um fascínio pensar em vida fora da Terra, confrontar-nos com algo diferente do que conhecemos e perdermos a singularidade.
    Titã tem condições físico-químicas parecidas com as da Terra de à 3,8-3,7 mil milhões de anos.
    o problema é a gravidade e a quantidade de luz solar para a ignição da vida.

    • Otus scops

      CP
      confesso-te que não li, olhei para aquela m**** , perdão, treta e nem percebi metade. estamos tramados.
      qual é a regra afinal???

  2. LuisM

    Ainda mais fascinante é a hipótese de haver vida nos oceanos de Europa, lua de Júpiter. Em Europa o oceano à superfície está congelado mas no seu leito existe actividade vulcânica que poderá proporcionar temperaturas num meio aquático, propícias ao desenvolvimento de vida, tal como a conhecemos.

    • Otus scops

      LuisM
      está morninho em Europa…
      Gamimedes, outra lua de Júpiter, também é um candidato a ter vida, tal como em Enceladus, companheira orbital de Titã.

  3. Peskito600

    E chega o desmancha-prazeres! 😀

    Para mim é liquidamente igual haver ou não vida extraterrestre. Sob forma de aminoácido, lombriga, réptil, mamífero ou esquisitóide verde hipercabeçudo.

    Percebo a curiosidade renascentista. Percebo o desespero logístico. Percebo isso tudo.
    Mas continuo a achar tão ridículo descartar o resgate da Terra em função de fugir para a frente, que ele me é totalmente oco.

    • LuisM

      Caríssimo

      Talvez não se trate de desespero mas de mera curiosidade e anseio pelo desconhecido que nos caractriza.

      Muitas pessoas advogam que se devia gastar o dinheiro da exploração espacial em terra onde há muito por resolver.

      Se a espécie humana esperar resolver tudo antes,que nunca vai, nunca mais avançaremos para outros patamares de conhecimento e desenvolvimento.

      Imagine só que não se tinham feito os descobrimentos à espera que tudo ficasse resolvido nas respectivas metrópoles.

      • Odin

        “Se a espécie humana esperar resolver tudo antes,que nunca vai, nunca mais avançaremos para outros patamares de conhecimento e desenvolvimento.”

        Também acredito nisso, LuisM. E te dou os parabéns! No caso do Brasil, se formos deixar de lado o nosso programa espacial que já é por si só uma novela, com o pretexto de problemas sociais, favelas, crime, saúde, etc… nunca vamos sair do lugar, e vamos ficar sempre para trás. Deve-se buscar o progresso sem assobiar para o lado quanto aos problemas sociais. Mas o progresso científico e tecnológico é tão prioritário quanto o desenvolvimento social.

      • Otus scops

        Odin

        duas provocações(zinhas):
        – o mal do programa espacial não são as favelas, são a roubalheira, corrupção e demais problemas a que o Brasil tem estado sujeito nas últimas décadas que tem provocado pobreza.
        – é ridículo (para mim) um estado que vive em plena era espacial e apresentar esse flagelo da pobreza extrema que aí existe. e não são só as favelas nas duas megalópoles do litoral…

      • Odin

        Otus Scops

        – o mal do programa espacial e as favelas têm semelhanças quanto a causas. Ambos são consequências da roubalheira, corrupção, péssima gestão de dinheiro público, a única diferença é que quadrilhas de traficantes não interferem na AEB. Mas quanto aos maus políticos, esses causam danos sociais e às pesquisas científicas do Brasil sim. Era para o Brasil já estar mais avançado no seu programa espacial.

        – É ridículo o flagelo de pobreza no Brasil, concordo. Mas esse mal não se resolve da noite para o dia seguinte. O governo brasileiro está se empenhando para tentar resolver dentro dos limites permitidos pela democracia. O povo brasileiro durante muito tempo deixou o poder nas mãos da direita elitista. Agora, eu considero frustração pior um país ter alcançado o desenvolvimento social, mas por ter gasto acima de suas possibilidades, ter que adotar medidas de austeridade e regredir nesse aspecto, ver o seu povo empobrecer novamente. Ter e perder dói muito mais do que não chegar a ter. É por isso que eu percebo que até os portugueses se incomodam mais com a existência de favelas no Brasil do que os próprios brasileiros. Mas as massas no Brasil são ignorantes, alienadas. As elites americana e européias ao menos zelam pelo bom nome e imagem de seus países. A elite brasileira devia ter vergonha do que faz com o nome e a imagem do Brasil.

      • Otus scops

        Odin

        “a tua pobreza é pior que a minha” hihihi 😀

        esta conversa nem é digna de nós dois…

        “os portugueses se incomodam mais com a existência de favelas no Brasil ” não são só os Portugueses e não é só com o Brasil acredita… mas agora temos mais que nos concentrar em nós (Portugal) porque o momento é crítico e como bem dizes é doloroso. eu acrescento é VERGONHOSO!!!

        • Odin

          Ok! Não vamos querer comparar os problemas brasileiros e portugueses. É infantil demais. Mas que devemos investigar o espaço, devemos sim. 😉

        • Otus scops

          apesar do tema não ter rigorosamente nada com o excelente post do CP impressiona-me como as conversas descambam com uma facilidade impressionante…

          Odin

          mais motivos para a minha vergonha e revolta:

          “OS POOOOORCOS ATERRARAM…”
          http://www.economist.com/blogs/dailychart/2011/01/gdp_forecasts

          Grounded PIIGS

          Jan 4th 2011, 12:48
          by The Economist online

          Countries with the fastest and slowest growth forecasts

          THE cost of insuring Ireland’s debt against default is now higher than insuring Argentina’s. Five-year Argentinean credit-default swaps (CDS) have been tightening, whilst Ireland’s have widened to 609 basis points, the third highest in the world, after Greece and Venezuela. GDP growth forecasts for 2011 are not much more optimistic for these European countries. According to the Economist Intelligence Unit, a sister company of The Economist, Ireland’s and Greece’s GDP will decline by 0.9% and 3.6% respectively. The PIIGS (Portugal, Ireland, Italy, Greece and Spain), find themselves among the slowest growers this year. In contrast, after avoiding recession in 2008 and 2009, and enjoying the global recovery in 2010, Qatar is set to grow by 15.8% this year. Strong growth is largely due to its liquefied natural gas (LNG) projects and an expansionary fiscal policy focused on infrastructure. China and India are also projected another year of strong growth, 8.9% and 8.6%, respectively.

          • ena pa…
            já está maior que o buraco argentino?
            caramba, quando se descobre petróleo no Beato!?
            Sim porque NUNCA estaremos a crescer ao ritmo necessário para amortizar esta dívida.
            A menos que a renegociemos, como fizemos em 1911.
            A única saída, a prazo, claro.
            Que o FMI também cobra juros elevados…

          • Otus scops

            não é do “buraco” que se trata, mas das perspectivas de pagar os empréstimos que o cobrem.
            Portugal tem um endividamento na média da UE mas as perspectivas de o pagar é que são fracas devido à economia do nosso país…
            obrigado Cavaco!

        • Odin

          Otus Scops

          Aproveitando um assunto sobre astronomia, vou citar um ditado popular no Brasil, não sei se por aí é usado, mas ‘o mundo dá voltas’. O que parece imutável, de repente, pode ser mudado ao ponto de surpreender.
          Você já ouviu falar ou leu sobre o grupo ou clube de Bilderberg? Você acha que é mito ou considera hipótese de um clube de gente poderosa de vários países estarem decidindo do destino das nações conforme os seus interesses?

          Será mesmo que a culpa é só dos políticos que governaram e governam, dos juízes… de Portugal? Será mesmo que Portugal e seu povo não é vítima de um poder exterior, assim como também a Grécia, Irlanda, Espanha e Itália? Apenas para pensar a respeito.

        • Otus scops

          Odin

          cá diz-se “o mundo dá muitas voltas”. 🙂
          “já ouviu falar ou leu sobre o grupo ou clube de Bilderberg?” sim, um dos membros honorários é o Pinto Balsemão que todos os anos escolhe um português para assistir à reunião secreta.
          “Você acha que é mito ou considera hipótese de um clube de gente poderosa de vários países estarem decidindo do destino das nações conforme os seus interesses? ”
          honestamente penso ser mais um mito. posso estar errado mas que a Humanidade e os seus povos souberam sempre encontrar soluções para melhorarmos e evoluirmos enquanto sociedades. vê aqui http://www.youtube.com/watch?v=jbkSRLYSojo um exemplo.
          mas admito que há grupos de interesses muito poderosos que podem influenciar, desviar ou mesmo atrasar certos processos e dinâmicas sociais, económicas e até civilizacionais (exº a industria petrolífera versus energias renováveis).

          “Será mesmo que Portugal e seu povo não é vítima de um poder exterior… (e demais mencionados)” penso que não, somos vítimas de nós próprios.

          e tu o que achas, qual é a tua perspectiva neste tema? 😉

      • Odin

        A minha perspectiva sobre o tema.

        1º- Não chego a levar para o lado da escatologia, do apocalipse, não acho que os Bilderberger sejam necessariamente uma sociedade secreta envolvida com magia negra, hermetismo, etc… são um grupo de políticos e empresários magnatas de diversos setores da economia mundial, inicialmente só ocidentais, mas parece que alguns árabes entraram no grupo, não sei ao certo, logicamente são neoliberais que se aliaram durante a guerra fria para salvaguardar os seus interesses econômicos/financeiros. São pessoas muito ricas e muito inteligentes também. Fazem acordos entre si e tentam não deixar o resto do mundo saber. Indústria petrolífera versus energias renováveis é um exemplo, esse grupo apóia a indústria do petróleo. Querem lucro acima de tudo. São obstinados e amorais.

        2º- Quanto a Portugal e os demais países em crise na UE, eu entendo que entraram para o Euro sem estar “preparados psicologicamente”, ou seja, os governantes não souberam lidar corretamente com os gastos. Os alemães e franceses realmente não são caridosos, são países capitalistas que visam lucro. Mas são os especuladores e as agências de rating os piores inimigos externos dos PIIGS. Um exemplo: suponhamos que você recebeu uma fortuna de herança, e se comportou prodigamente. Não investiu de forma correta e se endividou por adquirir crédito, além da própria fortuna. Hoje, está endividado e sabe que errou, está arrependido e quer corrigir o erro. Mas alguém escondido está enraivecido e quer vê-lo na sarjeta a mendigar, a passar fome como punição. Por não querer perdoá-lo por não ter sabido administrar a fortuna que recebeu de herança. Tenho a sensação que um poder fora de Portugal, Espanha, Itália, Grécia e Irlanda quer derrubar esses países. Talvez não seja nem os europeus do norte, mas alguém ou um conjunto por trás deles.

        3º- Também entendo que o sucesso dos BRIC pode ser devido à bênção dos Bilderberger também, por alguma razão. Talvez alguma mudança geopolítica e geoeconômica. Suspeito não é culpado. Um comentário que li sobre a Dilma Roussef tem lógica. Ela não teve grande expressão política antes de ter sido ministra chefe da Casa Civil, durante o governo Lula. No PT há gente muito mais carismática do que ela para ter sucedido o Lula. Antes de ser ministra do Lula era praticamente desconhecida do público brasileiro. Por que ela? Talvez essa crise dos PIIGS seja um “teatro” e a salvação dos países já esteja preparada para vir no momento pré-decidido por eles. O Sócrates reaproximou muito Portugal do Brasil. Até o Zapatero na Espanha e o Sarkozy na França, se aproximaram mais do Brasil. No caso do Cesare Battisti, o Berlusconi está até manso com o Brasil, não quer retaliações, ao contrário do ministro dele. Talvez seja plano do clube incluir países ricos em matérias primas na UE, a Alemanha se responsabiliza pela Rússia, o Brasil em especial, e alguns outros países da América Latina fica a cargo de Portugal e Espanha. Ou, querem forçar o enfraquecimento da qualidade de vida e baratear a mão-de-obra européia. Eu suspeito que a crise é para forçar alguma mudança. É uma crise estranha, a atual.

        • Otus scops

          não Odin, sobre a “Indícios sobre a existência de aminoácidos em Titã”??? 😀 😀 😀

        • Odin

          Otus Scops

          Seu espertalhão em fazer trocadilhos. 😀

          Você fez uma pergunta específica, mas antes de ir diretamente ao assunto, vou aproveitar a oportunidade para dizer que, depois de Marte, Titã é o astro mais interessante para se fazer uma experiência de tentativa de terraformação. O terceiro é Europa, a lua de Júpter.
          A atmosfera de Titã é composta por 95% de Azoto, a atmosfera mais densa e rica em azoto do sistema solar, a par da Terra – com vestígios significativos de vários hidrocarbonetos (incluindo metano, etano, diacetileno, metilacetinelo, cianoacetileno, acetileno, propano, além de dióxido de carbono, monóxido de carbono, cianogeno, hidrocianido e hélio.)
          Os espectógrafos da Voyager 1 deram a conhecer a existência de moléculas orgânicas, e em particular de hidrocarbonetos já complexos de metano, que já tinham sido detectados a partir da Terra, mas também de acetileno e outros compostos num mundo que se revelou interessante para os exobiólogos. Foi também descoberto ácido cianídrico (HCN), uma molécula um tanto simples composta por três átomos, mas que são as bases azotadas do ADN, o código com que se “escreve” a vida.
          Como existem metano e monóxido de carbono em quantidade suficiente e Titã está suficientemente próxima do Sol, o planeta pode ser afetado pela luz ultravioleta. As radiações mais fortes do Sol na alta atmosfera de Titã levam as moléculas do Metano (CH4) a formarem moléculas mais complexas. Os hidrocarbonetos mais pesados aglomeram-se e produzem as opacas camadas de aerossol alaranjado com 200 km de altura, até serem demasiado pesados e, assim, descem à superfície. Lentamente e durante a história desse satélite, uma contínua camada orgânica foi cobrindo toda a superfície até, pelo menos, centenas de quilômetros. Devido a isto, Titã tem semelhanças com a Terra primordial. Mas o metano é nocivo ao ponto de matar um ser humano. Daqui a cinco mil milhões de anos, o Sol vai se ampliar e Titã provavelmente será como a Terra, cheio de oceanos e poderá desenvolver a vida. Ou muito antes, já nos próximos séculos, a interferência humana o faça.
          Ou o filme “2010: The Year We Make Contact” esteja certo só nesse aspecto, quem sabe não só Júpiter como Saturno venham a virar estrelas num futuro muito distante?
          E a meu entender, os astros deste sistema solar sinalizam que há algo mais lá fora, que não devíamos ignorar. Titã é como uma seta apontando para existência de vida fora da Terra.

        • Otus scops

          Odin

          tramaste-me bem. 🙂
          quem me manda a mim meter-me com Asgaard…

          “Titã é o astro mais interessante para se fazer uma experiência de tentativa de terraformação” achas???
          na minha opinião o único com capacidade para essa operação é Marte, os outros não tem temperatura e gravidade suficiente para sustentar vida de organismos complexos (multi celulares e multi-tecidos) sejam animais ou vegetais.
          é só a opinião de um leigo mas amante destas coisas desde que nasceu… 😉

    • Otus scops

      compreendo o Peskito600 e concordo até à parte em que o LuisM aparece… 🙂

      “Muitas pessoas advogam que se devia gastar o dinheiro da exploração espacial em terra onde há muito por resolver.”
      uma coisa não tira o lugar da outra, A MAIORIA das conquistas técnicas impulsionadas pela exploração espacial beneficiam a Humanidade.

      • De facto, as ressonâncias magnéticas, as máquinas de diálese, os desfibrilhadores, a cirurgia remota, os corações artificiais, a tomografia axial computorizada, os detetores de microondas para mamografias, a angiografia, os raios X portáteis, a comida desidratada, os filtros de purificação de água, as barreiras térmicas para automóveis, os sistemas sem-fios, o Fortan (linguagem de computador), fotografias aéreas (como as do Google Maps), o GPS (que temos nos nossos carros), os scanners de bagagem dos aeroportos, os sensores para gases periigosos das nossas cozinhas, o estudo da camada de ozono, do aquecimento global, a monitorização de furacões, o teflon, os painéis solares, os respiradores usados pelos bombeiros, etc, etc. A lista é infindável. Nada disto existiria se alguém no passado não tivesse devotado esses recursos à Ciência e à investigação espacial…

    • Odin

      Peskito! 😀

      Eu ficaria muito feliz se pudesse conhecer um et bonzinho de uma civilização avançadíssima. Eu ia querer aprender muito com ele, apesar de que ele poderia não querer me ensinar nada. 😉

      • ah! e eu também ainda espero (até me finar!) que tal encontro ocorra ainda durante a minha (breve) existência sobre esta Terra

      • Odin

        Peskito600

        “Mas continuo a achar tão ridículo descartar o resgate da Terra em função de fugir para a frente…”

        Descartar o resgate da Terra também não concordo. Devemos sim lutar pela vida no nosso lindo planeta.

  4. LuisM

    Nada mais adequado para este post.

    Muitas vezes apaetece-me fazer como o autor da música!

    • Otus scops

      bem escolhido, nem conhecia!
      um bocadinho Pop, não costuma ser o estilo dele(acho)…

    • Odin

      Gabriel o Pensador e Lulu Santos.
      LuísM, há momentos em que eu desejo ir embora para outro planeta fora deste sistema solar, mas semelhante a Terra quanto a atmosfera, com água e formas de vida, habitável para os seres humanos. E já parei para pensar no que Erich von Däniken alega em seu livro “Eram os deuses astronautas?”. Será que a humanidade não é descendente de colonos vindos de outros planetas? Ou de um outro planeta apenas? Será que em torno de outras estrelas não há planetas habitados por seres humanos? E porque muitas religiões falam na existência de outros mundos? O conceito de reino dos céus? Entre as estrelas estão respostas para muitas questões.

Deixe uma Resposta para LuisM Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: