Daily Archives: 2010/11/18

Quids S21: Como se chama esta mulher?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Anúncios
Categories: Quids S21 | 21 comentários

Como é que num país onde existem excelentes casos de sucesso, não apenas na área empresarial, está à beira da bancarrota?

Boys do Bi-Partido numa Cantina qualquer de um Parlamento qualquer (http://www.chicagonow.com)

Boys do Bi-Partido numa Cantina qualquer de um Parlamento qualquer (http://www.chicagonow.com)

“Como é que num país onde existem excelentes casos de sucesso, não apenas na área empresarial, está à beira da bancarrota?
A resposta resume-se a uma palavra: qualidade. A política deixou de atrair a competência e o talento. Os melhores quadros encontram nas empresas e na atividade académica a melhor via para concretizar os seus sonhos e fazer carreira. A política foi ficando refém dos aparelhos partidários, que são máquinas de (re)produzir mediocridade. Os interesses desta gente tomaram conta do Estado”

Expresso
9 de novembro de 2010

Eis explicada de forma cristalina a essência do nosso atraso atávico e porque Portugal nos últimos dez anos não parou de tombar lugares atrás de lugares em todas as tabelas que nos comparam com os outros países da Europa. A política e a expressão livre e desinteressada da cidadania estão hoje efetivamente afastados dos cidadãos comuns. A partidocracia apossou-se da democracia e tomou-a como “coisa sua”.

As cada vez mais frequentes histórias de corrupção impune e generalizada corroem a imagem da “política” e contaminam o prestígio da classe. Enquanto a Justiça dorme (entorpecida pelos seus privilégios) e as Polícias desesperam com a falta de meios (escassamente cedidos pelos políticos…), a corrupção torna-se endémica. Perante tal cenário os Homens de Bem, com Valor, Inteligência e Experiência, afastam-se da Política e deixam espaço para que os Boys e as Boyas dos partidos (e neles, das juventudes partidárias) avancem e ocupem o pleno dos cargos políticos da democracia.

Urge renovar a política. Com gente nova e de valor. Mas haverá espaço para o fazer se os partidos ocupam toda a democracia, secando tudo à sua volta e guardando ciosamente para si todos os cargos políticos?

Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | 1 Comentário

A “Nova Insurgência” no Iraque

Talvez não tenham reparado, mas nos últimos meses houve um sensível agravamento da situação de segurança no Iraque. Tanto que se já se fala em alguns meios militares em “Nova Insurgência”…

A ameaça maior nas vem agora de “combatentes estrangeiros” mais ou menos ligados à Al Qaeda, mas agora, o cerne da atividade insurreta assenta em extremistas sunitas aparentemente sob o comando de antigos membros do partido Baath, de Saddam Hussein. Assim se explica porque é que a maioria dos ataques se dirigem a shiitas e a regiões predominantemente habitadas por shiitas.

O objetivo destes antigos baathistas é desencadear uma vaga de ataques e contra-ataques entre sunitas e shiitas que perturbe o frágil equilíbrio em que vive o governo iraquiano depois de uma eleições de desfecho incerto em meados deste ano.

A aliança de partidos conduzida pelo Primeiro Ministro Iyad Allawi e que reúne fundamentalmente movimentos de crença shiita reuniu apenas 91 dos 325 assentos do parlamento. A coligação pró-iraniana “Estado de Lei” logrou obter 89, criando um empate técnico que dificultou a formação de um novo governo. Tudo isto num contexto de retirada total das forças combatentes dos EUA…

A “Nova Insurgência” é liderada por um grupo que se auto-intitula como “Jaish Rejal al-Tariqah al-Naqshbandia” (Exército dos Homens da Ordem de Naqshbandia), curiosamente uma seita sufi e apesar de ter sido fundada já em 2006 por um antigo braço-direito de Saddam, Izzat Ibrahim al-Douri, só agora parece ter ganho proeminência.

O objetivo desta “Ordem” é o derrube do governo shiita de Maliki e a tomada do poder por uma coligação de membros de todas as crenças do Iraque, mas onde antigos membros do partido Baath teriam um lugar destacado. Ora este plano não agrada – de todo – aos interesses iranianos no Iraque… Desde logo, porque os seus aliados shiitas perderiam o lugar dominante que hoje ocupam em Bagdad e depois porque tal modelo de governo se arriscaria a funcionar bem demais e a devolver ao Iraque o poder militar de outrora.

Fonte:
http://www.spacewar.com/reports/Iraq_gripped_by_new_Sunni-led_insurgency_999.html

Categories: DefenseNewsPt | 1 Comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade