Daily Archives: 2010/10/26

Quids S21: Qual é o nome desta cidadã galega?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 21:00 e as 24:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30) ou mais cedo, se possível. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 20 pontos.

6. A qualquer momento, poderão sair “QuidsExtra” de texto ou de imagens, com as mesmas regras dos demais, mas sem limite de dia ou de hora. Estes quids valerão sempre 3 pontos e correrão até que um nickname novo, num IP novo, chegue aos 100% ou se tendo passado mais de 48 horas, ao participante que recolher melhor classificação.

7. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Anúncios
Categories: Quids S21 | 5 comentários

Despesas e Festas em momento de Contenção Orçamental. Ou há moral ou pagam todos. Ou não.

Algures, numa direção-geral perto de si (http://media-cdn.tripadvisor.com)

Algures, numa direção-geral perto de si (http://media-cdn.tripadvisor.com)

“Mais de 220 mil euros foi quanto a Direcção-Geral das contribuições e Impostos gastou nas comemorações dos seus 160 anos. (…) não contemplam a deslocação a Lisboa de cerca de 900 pessoas que se deslocaram a Lisboa para assistir às comemorações.”
(…) um jantar da ANACOM no valor de 150 mil euros a propósito do seu 20o aniversário.
(…) O Turismo dos Açores pagou 1.5 milhoe3s pela organização de um evento
A Administração da Região Hidrográfica do Norte pagou 1.3 milhões de euros em consultoria jurídica a uma só empresa de advogados
José Sócrates gastou em flores 63 mil euros em 3 anos
um jantar da comitiva portuguesa à Bienal de Veneza ficou em 13500 euros
A Casa Pia e a RTP gastaram CADA 53 mil euros em brindes”

Diário de Noticias
9 de outubro de 2010

Estas despesas – numa época de grandes restrições orçamentais – resultam absolutamente escandalosas. Numa altura em que pais com um rendimento mensal de 700 euros é julgada como “demasiado” rica para que os seus filhos mereçam o abono de família, e onde já mais de metade dos 600 mil desempregados não recebem subsídio, andar a gastar em flores 63 mil euros ou pagar milhões de euros a escritórios de advogados “amigos” resulta – no mínimo – indecoroso.

O problema é que estas despesas partem de pessoas que encaram a República como se esta foi uma coisa “sua” e agem consoante a esse sentimento, tamanho é o sequestro que a Partidocracia e um número de entre 400 a 600 “famílias partidocratas” aplicaram sobre Portugal. O Estado torna-se assim numa propriedade sua e não se furtam a qualquer luxo ou espavento ostentatório para exibir os seus pergaminhos de “novos aristocratas”, passeando-se em automóveis de luxo ou torrando centenas de milhares de euros em festas organizadas por empresas “amigas” (geralmente de outros partidocratas ou da sua “filho-de-algada”).

Expulsemos esta cáfila de parasitas imorais da República ensinando-lhes pela derradeira via que nos resta, as eleições, a vera conduta que os deve reger… os meios de comunicação estão já completamente infetados pela Partidocracia ou pelos interesses económicos que a financiam e que dela dependem, mas as nossas mentes ainda podem pensar por si próprias, vencendo todo o Condicionamento Escravo que nos tentam injetar. Pensemos, decidamos sem nos deixar moldar por “opinion makers” e em 26 de janeiro de 2011… vamos dar a primeira grande lição aos Partidocratas que se passeiam – em Campanha – pelo país fora em limusinas de luxo e que logo que chegam ao poder dele se usufruem como se a República fosse coisa deles e nas nossa, do Povo.

Categories: Economia, Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | 5 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade