Saúde Pública ou Saúde Privada? Um dilema… ou não

 

 

“Não tenho dúvidas: a (saúde) publica não tem capacidade de resposta, está a deteriorar-se a um ritmo alucinante, é insustentável financeiramente e o tendencialmente gratuito da sua matriz não só não não o é de todo como é de uma injustiça social atroz: a privada, com ou sem seguro? Não tem oferta suficiente e a que existe peca muitas vezes pela falta de controlo, de qualidade e de responsabilidade, além de ser paga a preços exorbitantes.”
Filomena Martins
Diário de Noticias
18 de setembro de 2010

O Sistema de Saúde enfrenta grandes desafios: Todos os estudos – e sobretudo o exemplo norte-americano – indicam que os sistemas totalmente privados são mais dispendiosos e ineficientes. Os sistemas públicos são assim a escolha óbvia. Mas é inegável que existe uma subida constante e intensa dos custos com a Saúde. Desde logo, porque a Saúde é cada vez uma área mais tecnologicamente intensiva e logo, mais dispendiosa. O regime misto (que este governo adora) das “parcerias público-privadas” tem sido absolutamente ruinoso e irá onerar os impostos das próximas gerações. Este regime é de facto de tal forma ruinoso que alguns acreditam que a prazo, não haverá outra solução que não terminar esses contratos e nacionalizar esses hospitais…
O sistema privado de saúde é – como todos os que o usam – sabem, incompreensivelmente dispendioso e frequentemente incompetente.

Entre uma Saúde Pública incompleta (porque subfinanciada) e cada vez mais cara e uma Saúde Privada incompetente (a gestão do Amadora-Sintra pelos Mello prova isso mesmo) e exorbitante, estamos nós, os utentes. Entre ambas as opções não nos resta mais do que escolher o sistema público de saúde – por meras razões financeiras – já que o exemplo dos privados, neste campo, não tem feito mais do que provar que a gula e a avidez não combinam bem com prestação de cuidados de saúde. Estes são, decerto, cada vez mais caros, mas esse é um preço incontornável a pagar pelo desenvolvimento científico e salvar cada vida, dar a esta um futuro social e economicamente produtivo, pode transformar essas despesas crescentes em investimentos… ter também em conta que este fenómeno ocorre também nos Privados, mas a uma escala ainda maior, pelas suas ineficiências crónicas e pela avidez pelo Lucro de que padecem os grupos privados que operam em Portugal nesta área. Logo, a opção é clara: Sistema Público de Saúde.

Categories: Política Nacional, Portugal, Saúde | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: